Para cada criança e adolescente, todos os direitos

30º aniversário da Convenção sobre os Direitos da Criança

mãe abraça e beija o pescoço do filho, ele está com a cabeça jogada para trás, rindo muito.
UNICEF/BRZ/João Ripper

Trinta anos atrás, os líderes mundiais assumiram um compromisso histórico com as crianças de todo o mundo ao adotar a Convenção sobre os Direitos da Criança – um acordo internacional sobre a infância.

Tornou-se o tratado de direitos humanos mais amplamente ratificado da história da humanidade – foi ratificado por 196 países; somente os Estados Unidos não ratificaram a Convenção – e ajudou a transformar a vida das crianças e dos adolescentes em todo o mundo. O Brasil ratificou a Convenção sobre os Direitos da Criança em 24 de setembro de 1990.

Nos últimos 30 anos, a vida de crianças e adolescentes foi transformada...

ícone mostra uma menina e um menino

Mais de 50%
de redução nas mortes de crianças menores de 5 anos desde 1990

ícone mostra grãos de um cereal, que pode ser arroz ou trigo

Caiu quase pela metade
a proporção de crianças subnutridas
desde 1990

ícone mostra copo com água e uma gota caindo dentro dele

2,6 bilhões
de pessoas a mais têm água potável mais limpa hoje do que em 1990

...mas milhões ainda são deixados para trás e a infância está mudando rapidamente.

ícone de um prédio

262 milhões
de crianças e adolescentes estão
fora da escola

ícone mostra uma menina e uma mulher

650 milhões
de meninas e mulheres se casaram antes do 18º aniversário

ícone mostra uma torneira com uma gota d'água caindo

1 em cada 4 crianças
viverá em áreas com recursos hídricos extremamente limitados até 2040

Nem toda criança consegue desfrutar de uma infância plena. Nem todo adolescente consegue viver plenamente sua adolescência. Ainda hoje, muitas infâncias e adolescências são interrompidas.

Cabe à nossa geração exigir que líderes de governos, empresas e comunidades cumpram seus compromissos e tomem medidas pelos direitos de meninas e meninos agora, de uma vez por todas. Eles devem se comprometer a garantir que todas as crianças e todos os adolescentes tenham assegurados todos os direitos.

As crianças e os adolescentes estão defendendo os seus direitos. O que nós estamos esperando?

O que você vai fazer?

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações pela garantia dos direitos de crianças e adolescentes