Onde atuamos

Trabalhando para cada criança, cada adolescente brasileiro, sem exceção, o UNICEF foca sua atuação em mais de 80% dos municípios da Amazônia e do Semiárido e em 17 capitais.

Menina brinca em cima de uma trave em um descampado no Semiárido
UNICEF/BRZ/João Ripper

O UNICEF foca sua atuação nos territórios que concentram as maiores populações de crianças e adolescentes excluídos e vulneráveis: Semiárido, Amazônia e grandes centros urbanos. Para cada um desses territórios, desenvolve estratégias específicas, voltadas aos desafios locais.

Em mais de 1.900 municípios do Semiárido e da Amazônia, sendo sete deles capitais estaduais, o UNICEF trabalha por meio do Selo UNICEF. Já em 10 capitais – Belém, Fortaleza, Maceió, Manaus, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo e Vitória –, o UNICEF atua por meio da Plataforma dos Centros Urbanos.

Conheça cada uma dessas estratégias 

Selo UNICEF

O Selo UNICEF é uma iniciativa para fortalecer as políticas públicas voltadas às crianças e aos adolescentes em 1.924 municípios do Semiárido (1.280) e da Amazônia (644). O UNICEF estimula e apoia os municípios a garantir o cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente e avançar em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A experiência com as edições anteriores mostra que os municípios que participam do Selo UNICEF avançam mais na melhoria de indicadores sociais da infância e adolescência do que municípios das mesmas regiões que não participam da iniciativa.

Cada ciclo tem quatro anos – coincidindo com os tempos de mandato das gestões municipais. Ao participar do Selo UNICEF, os municípios elaboram um diagnóstico da situação da população de até 18 anos e criam e implementam um Plano de Ação para enfrentar os principais problemas que afetam essa população, sempre de forma participativa.

Os municípios também se comprometem a desenvolver ações nas áreas de saúde, educação, proteção e participação social de crianças e adolescentes e a monitorar os resultados alcançados por meio de indicadores e de debates em fóruns comunitários. Saiba mais em selounicef.org.br.

Menino sem camisa, em pé, em frente de uma escola, no Pará
UNICEF/BRZ/João Laet

Plataforma dos Centros Urbanos

A Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) é uma iniciativa do UNICEF, em cooperação com governos e parceiros, para promover os direitos das crianças e dos adolescentes mais afetados pelas desigualdades existentes dentro de cada cidade.

Em sua terceira edição, a PCU está presente em 10 capitais brasileiras. A cada uma delas, o UNICEF propõe uma atuação articulada com governos e diferentes parceiros em torno de quatro desafios cruciais e inter-relacionados para a vida das crianças e dos adolescentes mais vulneráveis e excluídos nos centros urbanos:

  • Reduzir as mortes evitáveis nos primeiros dias de vida e promover os direitos da primeira infância
  • Enfrentar a exclusão escolar
  • Promover os direitos sexuais e direitos reprodutivos dos adolescentes
  • Reduzir os homicídios de adolescentes

Lançada em 2017, esta terceira edição foi elaborada com base nas lições aprendidas com os ciclos de implementação anteriores. A partir delas, o UNICEF desenhou cinco estratégias para impactar positivamente a vida de crianças e adolescentes:

  • Definição de prioridades com atores estratégicos
  • Análise e acompanhamento de indicadores em cada cidade
  • Construção de impacto coletivo, com metas a ser alcançadas até 2021
  • Participação de adolescentes e engajamento cidadão
  • Troca de experiências entre cidades

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações.