Nutrição

O UNICEF trabalha para contribuir com o Brasil na construção de políticas específicas para reverter a desnutrição indígena e incentivar a alimentação e os hábitos saudáveis.

UNICEF/BRZ/Duas Estúdio

O Brasil está diante de um quadro preocupante de má nutrição. De um lado, o País reduziu consideravelmente a desnutrição infantil, mas ela ainda afeta populações indígenas, sendo uma das causas dos altos índices de mortalidade infantil indígena.

De outro, o aumento no consumo de alimentos ultraprocessados, ricos em gordura, sal e açúcar, com baixos teores de vitaminas, tem levado a um quadro de sobrepeso e obesidade que compromete a saúde. Uma em cada três crianças de 5 a 9 anos possui excesso de peso no Brasil (POF, 2008/2009). Entre os adolescentes, 17,1% estão com sobrepeso e 8,4% já são considerados obesos (Erica, 2016).

O UNICEF trabalha para contribuir com o Brasil na construção de políticas específicas para reverter a desnutrição indígena e incentivar a alimentação e os hábitos saudáveis, com destaque para as mudanças na regulamentação do setor de alimentos, bebidas e publicidade dirigida às crianças.

O tema da nutrição também está entre as atividades propostas aos 1.924 municípios da Amazônia e do Semiárido inscritos no Selo UNICEF.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações.