Portas Abertas para a Inclusão

O Portas Abertas para a Inclusão visa formar educadores e gestores para promover a inclusão escolar de estudantes com deficiência por meio de práticas esportivas.

Monitora brinca com criança com síndrome de Down
Pat Albuquerque/Instituto Rodrigo Mendes

No Brasil, vivem aproximadamente 4,7 milhões de crianças e adolescentes com algum tipo de deficiência (IBGE, 2010). No entanto, existem apenas 827.243 matrículas de meninas e meninos (4 a 17 anos) com deficiência em classes comuns e especiais (Censo Escolar, 2017).

Nesse cenário, a educação inclusiva precisa ser pensada em todos os aspectos da vida escolar – das salas de aulas às quadras. Para isso, o UNICEF, em parceria com o Instituto Rodrigo Mendes e a Fundação FC Barcelona, desenvolveu o curso Portas Abertas para a Inclusão.

Ele oferece a professores e professoras de educação física e de outras disciplinas, gestores escolares e profissionais das secretarias de Educação e de Esporte, conteúdo teórico e prático para a inclusão escolar das crianças e adolescentes com deficiências.

Em três edições semipresenciais, a formação passou por 16 municípios em 15 Estados, certificou mais de 900 cursistas e atingiu cerca de 90 mil estudantes.

A partir de 2018, o curso Portas Abertas para a Inclusão passou a ser ofertado na modalidade de educação a distância (EaD), realizado na plataforma tecnológica Diversa, que possui as seguintes características:

  • 100% online e autoinstrucional
  • Carga horária total de 40 horas
  • Gratuito e com emissão de certificado do UNICEF e parceiros
  • Módulo com orientação para o desenvolvimento de projetos de intervenção escolar
  • Pós-curso e compartilhamento de boas práticas na plataforma Diversa

Saiba mais em http://www.diversa.org.br 

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações.