Emergências

O objectivo da resposta humanitária do UNICEF consiste em salvar vidas, aliviar o sofrimento e proteger os direitos das crianças, sobretudo quando estas se encontram mais vulneráveis

UNICEF/Angola/2017/Marcos Gonzales

Apoiar as crianças em emergência é um imperativo humano

As emergências tornaram-se cada vez mais complexas e o seu impacto é devastador para os mais vulneráveis, as crianças e mulheres. 

Angola é um país propenso a emergências e desastres naturais, tais como secas ou inundações, crises alimentares e surtos de doenças graves como a cólera, o sarampo e a malária.

O impacto destas emergências é agravado pela capacidade limitada de resposta dos serviços públicos, comunidades e famílias.  


O programa

O Programa Emergências do UNICEF é uma componente transversal a todos os programas que, em situações de crise no país, definem estratégias e actuam em conjunto, complementando e fortalecendo o seu apoio. 

O programa tem como principal parceiro de resposta humanitária o Governo de Angola, e como principais objectivos o reforço das capacidades nacionais e locais de prevenção de emergências, e apoiar técnica, logística e operacionalmente, com a participação de todos os seus programas, a prestação atempada e de qualidade da acção humanitária no país. 

Boy runs over well in Angola

Desastres naturais, crises alimentares e doenças

Angola é um país propenso a emergências causadas por secas ou inundações, crises alimentares e surtos de doenças graves 

> Saiba mais 

Two elderly women get water from a muddy river in Angola. A cow stands behind them

Cólera 

As chuvas intensas, a falta de saneamento e o acesso limitado à água potável aumentam o risco de surtos de cólera. 

> Saiba mais 

On 30 May 2017, a boy stands in front of a tent covered with canvas provided by UNICEF in the Mussungue reception centre for refugees in Dundo, northern Angola.

Refugiados 

Milhares de pessoas fugiram dos conflitos internos na República Democrática do Congo e procuraram refúgio na província da Lunda Norte, leste de Angola.

> Saiba mais 

O impacto do Programa

Ao longo dos anos, o Programa de Emergências do UNICEF tem vindo a apoiar o Governo de Angola na resposta directa às crises do país através da sua estratégia humanitária, que inclui coordenação, assistência técnica, provisão de bens, logística, comunicação para o desenvolvimento (C4D) e mobilização social, bem como advocacia junto aos decisores políticos e administradores.

Por que continuaremos a trabalhar? 

  • Para fornecer assistência nutricional e de imunização à população afectada por crises e reduzir a mortalidade e a morbidade por meio de identificação oportuna e tratamento adequado de crianças com desnutrição aguda e grávidas e lactantes
  • Assegurar o abastecimento de água potável, instalações e provisões de higiene e saneamento para a população afectada, a fim de evitar o surto de doenças transmitidas pela água, incluindo a cólera
  • Proporcionar protecção e apoio psicossocial a todos os grupos vulneráveis afectados, especialmente crianças e mulheres, da exploração, violência, abuso e negligência que podem ocorrer em situações de emergência
  • Minimizar os impactos das crises prolongadas sobre o sistema escolar, garantindo que a aprendizagem seja contínua 
  • Recorrer à Comunicação para o Desenvolvimento tendo como principais eixos de acção a advocacia, a comunicação para a mobilização social e a comunicação para a mudança de comportamentos em contextos de crise