Em seis anos, Busca Ativa Escolar levou mais de 193 mil crianças e adolescentes de volta para a escola

Estratégia, criada por UNICEF e Undime, contribui com municípios e estados para encontrar e (re)matricular meninas e meninos que estão fora da escola, garantindo o direito de aprender

07 agosto 2023
Blocks
flyer 6 anos da busca ativa escolar

Cuiabá, 7 de agosto de 2023 – No Brasil, entre 2018 e 2023, mais de 193 mil crianças e adolescentes que estavam fora da escola ou em risco de abandono foram encontrados pela Busca Ativa Escolar (BAE) e voltaram às salas de aula. A estratégia, desenvolvida pelo UNICEF e pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) com apoio de parceiros, comemora seu 6º aniversário esta semana, e conta com a adesão de 3.500 municípios e 22 estados brasileiros.

O acesso à escola é o primeiro passo para a garantia do direito constitucional à educação a cada menina e menino, e também para a efetivação de outros direitos. O Brasil vinha avançando nos últimos anos, mas ainda não havia conseguido universalizar esse acesso, em especial para as crianças entre 4 e 5 anos de idade e adolescentes de 15 a 17 anos. Com a pandemia, a situação se agravou e as desigualdades educacionais se ampliaram, afetando sobretudo meninas e meninos já socialmente mais vulneráveis, como pretos e pardos, moradores de comunidades tradicionais, além de crianças e adolescentes com deficiência e aqueles que vivem na pobreza, nos grandes centros urbanos.

“Realizar a Busca Ativa Escolar é urgente, indo atrás de cada criança, cada adolescente que está fora da escola. Trata-se de uma estratégia nacional, experimentada e validada, que há seis anos tem efetivamente contribuído para a inclusão escolar e para a queda das taxas de abandono escolar, fomentando o trabalho intersetorial e fortalecendo a rede de proteção assegurada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente”, destaca Mônica Dias Pinto, chefe de Educação do UNICEF no Brasil.

Os dados mostram que a Busca Ativa Escolar foi se aprimorando ao longo desses seis anos, tornando-se uma estratégia cada vez mais integrada às políticas públicas de municípios e estados. Somente no primeiro semestre deste ano  , mais de 51 mil meninas e meninos foram identificados(as), atendidos(as) e (re)matriculados(as) por meio da estratégia no País.

Luiz Miguel Martins Garcia, presidente da Undime e  dirigente  municipal de Educação de Sud Mennucci/SP, comemora o fato da estratégia Busca Ativa Escolar ser uma realidade na maior parte dos municípios e estados brasileiros e reforça o papel dos gestores municipais de educação no fortalecimento da plataforma por meio da promoção da intersetorialidade. “É fundamental que cada  dirigente de Educação contribua para fortalecer essa iniciativa que, mais do que identificar crianças e adolescentes que estão longe da sala de aula, resgata vidas e dá chance de  essas pessoas terem um futuro melhor com o acesso à educação. Convido as gestões municipais das diversas áreas para que engajem os seus pares, no sentido de conceber, executar e acompanhar conjuntamente as ações necessárias para que nossas crianças e nossos adolescentes tenham garantidos não apenas o direito à educação, mas todos os direitos”.

A Busca Ativa Escolar é uma iniciativa do UNICEF e da Undime, com apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Para a Busca Ativa Escolar, o UNICEF conta com os parceiros estratégicos B3 Social, BRK Ambiental, EDP, Grupo Profarma, Itaú Social, Neoenergia, NEOOH, com o parceiro Bracell e o apoio de Oriba.

Busca Ativa Escolar lança campanha para municípios e estados
O 6º aniversário da Busca Ativa Escolar será comemorado nesta segunda-feira, dia 7 de agosto, como parte da programação do 19º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, em Cuiabá (MT).

No evento, será lançada a nova versão da campanha Fora da Escola Não Pode!, com um conjunto de peças de comunicação (cards, jingles, spots, etc.) criadas para auxiliar municípios e  estados a sensibilizar a população quanto à importância de ir atrás de cada criança, cada adolescente que está fora da escola ou em risco de abandoná-la e garantir a sua matrícula e permanência , aprendendo.

Guia orienta sobre matrícula a qualquer tempo
Na ocasião, também será lançada a publicação “Matrícula a qualquer tempo: um passo importante para garantir o direito à educação”, elaborada pelo UNICEF, Undime e  União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme). O material visa orientar técnicos da educação e dos conselhos para a garantia da matrícula de crianças e adolescentes em qualquer período do ano letivo e para que tomem as medidas necessárias a fim de apoiar o seu retorno para a escola.

Todo o material pode ser acessado e baixado, de forma gratuita, aqui.

Sobre o Fórum Nacional da Undime
O 19º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação será realizado no período de 6 a 9 de agosto de 2023, em Cuiabá (MT). O evento será totalmente presencial e conta com uma vasta programação em que serão abordados temas prioritários da educação pública brasileira em formato de conferências, mesas-redondas e oficinas.

Agenda
O quê: Lançamento de nova Campanha Fora da Escola  Não Pode! e comemoração dos seis anos da Busca Ativa Escolar
Quando
: Segunda-feira 7 agosto de 2023, às 18h30, durante o 19º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação
Onde: 19º Fórum Nacional Undime – Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, Mato Grosso

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 98166 1649
Luana Ribeiro Piotto
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil

Recursos

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em mais de 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.