Aulas presenciais e transmissão da Covid-19

Uma revisão das evidências

Sobre

Esta revisão das evidências atuais, compiladas pelo UNICEF e pela Unesco, mostra que a escolaridade presencial não parece ser o principal fator de picos de infecção e apoia os apelos do UNICEF para que os governos priorizem a reabertura de escolas e tomem todas as medidas possíveis para reabri-las com segurança.

O resumo é baseado em uma revisão de vinte publicações, contando com revisões de literatura, estudos de vigilância nacional de escolas que foram reabertas, estudos ecológicos, estudos de simulação de modelagem de transmissão e estudos de rastreamento de casos. 

primeira página do documento mostra a foto de um menino lavando as mãos

Baixe o documento

(PDF, 344,65 KB)