UNICEF lança novas estratégias para apoiar a educação infantil na pandemia

Em live com a Undime, UNICEF discute os desafios da pandemia e apresenta novo guia e site do Deixa que Eu Conto e novos painéis de dados da Busca Ativa Escolar

01 junho 2021

Brasília, 1º de junho de 2021 – Nesta terça-feira, 1º de junho, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), realiza a videoconferência “Educação Infantil na Pandemia”. No evento, serão lançadas duas novidades para apoiar educadores e educadoras da educação infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental: um site e um guia da iniciativa Deixa que Eu Conto, e painéis de dados sobre a exclusão e o abandono escolares na plataforma da Busca Ativa Escolar.  

As estratégias serão apresentadas às 16h, no canal do YouTube do Conviva Educação. O lançamento contará com a participação de Ítalo Dutra, chefe de Educação do UNICEF no Brasil; Carolina Velho, consultora de Educação do UNICEF no Brasil; e Luiz Miguel Martins Garcia, dirigente municipal de Educação de Sud Mennucci (SP) e presidente da Undime. Estará presente, também, a professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Maria Carmen Barbosa.

Deixa que Eu Conto – novos guia e site
Para ampliar o repertório dos professores de educação infantil e do primeiro ciclo do ensino fundamental, a iniciativa Deixa que Eu Conto lança o Guia de Possibilidades Pedagógicas, orientando o uso dos podcasts com histórias e brincadeiras em sala de aula. A partir do dIa 7 de junho, todo o conteúdo estará disponível, também, no site deixaqueeuconto.org.br.

O Deixa que Eu Conto é voltado a meninas e meninos em idade de frequentar a educação infantil (até 5 anos) e em processo de alfabetização (anos iniciais do ensino fundamental). Por isso, o guia traz atividades divididas por faixa etária e de acordo com os direitos de aprendizagem e campos de experiências da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). São mais de 180 programas com atividades correspondentes, que incentivam diálogos, desenhos, jogos, danças e músicas para ser feitos coletivamente. Acesse o guia completo aqui.

Painéis da Busca Ativa Escolar
Também com o objetivo de apoiar gestores e professores, a estratégia Busca Ativa Escolar incorpora novos painéis de dados na plataforma. Gestores, educadores e público em geral poderão acessar informações atualizadas sobre exclusão e abandono escolares no Brasil, regiões, estados e municípios. Também estarão disponíveis informações sobre a situação dos municípios e estados na Busca Ativa Escolar: quais aderiram, quantos casos estão em andamento, quantas rematrículas foram realizadas e os principais motivos de exclusão escolar.

“Em novembro de 2020, mais de 5 milhões de crianças e adolescentes estavam sem acesso à educação, e aquelas entre 6 e 10 anos foram as mais afetadas pelo ensino remoto. Por isso, é essencial seguir investindo na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental, facilitando o acesso de educadores e famílias a materiais de qualidade, e realizando a busca ativa de cada menino, cada menina que está fora da escola. Os dados disponibilizados na Busca Ativa Escolar serão importantes para diagnosticar a situação da educação nos municípios e estados, apoiando na tomada de decisões, na priorização das políticas públicas e na implementação de ações para garantir os direitos de crianças e adolescentes,” explica Ítalo Dutra, chefe de Educação do UNICEF no Brasil.

O presidente da Undime, Luiz Miguel Martins Garcia, dirigente municipal de Educação de Sud Mennucci (SP), destaca que, durante a pandemia, milhões de crianças se encontram em evasão ou risco de evasão escolar devido ao isolamento, dificuldade de acesso aos materiais e falta de tecnologia e internet. “Por isso, a importância de uma busca ativa efetiva neste momento, mas não só isso. É preciso gerar atividades complementares que possam atender e dar sentido à escola. Porque o estudante só permanece se essa escola fizer sentido, der significado aos seus projetos, aos seus sonhos. A educação brasileira tem uma série de desafios que foram se acumulando historicamente e que precisam ser resolvidos para que, de fato, a gente tenha uma educação com qualidade social, uma educação para todos”.

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 3035 1979
Ester Correa Coelho
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 3035 1973

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.