Emergência em Roraima

O trabalho do UNICEF para garantir os direitos das crianças venezuelanas migrantes

Profissionais do UNICEF e ONGs com crianças migrantes venezuelanas
UNICEF

De acordo com a Polícia Federal,  85 mil venezuelanos têm solicitado refúgio/residência no Brasil. Para prover apoio humanitário aos migrantes venezuelanos no Brasil, o UNICEF atua em parceria com o governo federal e as Forças Armadas, outras agências das Nações Unidas (Acnur, UNFPA e OIM), ONGs nacionais e internacionais (Fraternidade Internacional, Visão Mundial, ADRA), governo estadual e municípios.

UNICEF em Roraima

Em resposta a esse fluxo migratório, o UNICEF, em maio de 2018, lançou uma operação de apoio para as crianças e adolescentes da Venezuela e suas famílias, beneficiando da sua presença anterior no estado de Roraima como parte do seu programa Selo UNICEF. O UNICEF abriu um escritório em Boa Vista, localizado em um espaço fornecido pela Universidade Federal de Roraima. A equipe local é composta por um coordenador e seis consultores, com o apoio de várias missões dos escritórios nacionais e regionais do UNICEF.

A resposta de emergência do UNICEF inclui as seguintes atividades:

  • Doze espaços de aprendizagem que têm o objetivo de preparar as crianças e os adolescentes para o sucesso escolar. Dez deles são realizados em parceria com a ONG Fraternidade Internacional em Boa Vista e Pacaraima nos abrigos de Nova Canaã, Rondon I, Rondon II, Rondon III, São Vicente, Jardim Floresta, Fraternidade Sem Fronteira, BV8, e nos abrigos indígenas de Pintolândia (Boa Vista) e Janokoida (Pacaraima). Dois espaços foram montados em parceria com a Cáritas Brasileira e funcionam nos bairros Asa Branca e São Bento, ambos em Boa Vista.
  • Quinze Espaços Amigos da Criança, locais seguros onde cerca de 600 crianças por dia recebem apoio emocional. Nesses espaços, são identificados os riscos e as vulnerabilidades que afetam esses meninos e meninas. São utilizados jogos e brincadeiras como ferramentas de trabalho. Os espaços – em parceria com as ONGs Visão Mundial e Fraternidade Internacional– estão operando nos abrigos, Centro de Referência (UFRR), e nos Postos de Triagem de Boa Vista e Pacaraima.
  • Capacitações: 1.015 pessoas participaram de oficinas de capacitação sobre Rede de Proteção; Proteção contra a Exploração e o Abuso Sexual; Fortalecendo a Rede de Proteção de Crianças e Adolescentes; Formação dos Monitores dos Espaços Amigos da Criança; Formação de Líderes em Higiene, Saneamento, Gestão de Águas e Resíduos Sólidos; Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância; Alimentação e Nutrição; e Acolhimento das Crianças e dos Adolescentes.
  • Avaliação Nutricional de 857 crianças e entrega de kits antropométricos nos abrigos.
  • Desenvolvimento de estratégias e ações de proteção das crianças e adolescentes e encaminhamentos para o Sistema de Garantia de Direitos.
  • Promoção de hábitos saudáveis de higiene, uso adequado da água, além de gestão de água e saneamento nos abrigos.
  • Abertura de seis cantinhos de amamentação.

UNICEF em emergências

O UNICEF tem uma longa história de trabalho em emergências e contextos humanitários, tanto nos desastres naturais quanto nos conflitos provocados pelo ser humano. Quando foi criado, em 1946, o UNICEF chamava-se Fundo Internacional de Emergência das Nações Unidas para a Infância (em inglês, United Nations International Children's Emergency Fund, de onde vem a sigla UNICEF) e fornecia assistência humanitária às crianças após a Segunda Guerra Mundial.

Além do seu trabalho de desenvolvimento e de proteção dos direitos da infância, a assistência humanitária continua ser uma das principais atividades do UNICEF.

Só nos primeiros dez meses de 2018, como resultado do apoio do UNICEF e de seus parceiros:

  • 3,1 milhões de crianças e cuidadores receberam apoio psicossocial;
  • 35,3 milhões de pessoas tiveram acesso a água potável;
  • 5,9 milhões de crianças tiveram acesso a alguma forma de educação;
  • 4,7 milhões de crianças foram vacinadas contra o sarampo;
  • 2,6 milhões de crianças foram tratadas de desnutrição aguda grave.

E muito mais.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações de emergência no Brasil e no mundo.