2021 registra o maior número de crianças migrantes que cruzam a selva de Darién em direção aos EUA – UNICEF

Quase 19 mil crianças atravessaram a fronteira entre a Colômbia e o Panamá este ano

11 outubro 2021
Um pai carrega uma criança pequena em um caminho de terra no meio de uma floresta
UNICEF/UN0433742/Moreno Gonzalez

Nova Iorque/Cidade do Panamá, 11 de outubro de 2021 – O número de crianças migrantes que cruzam a selva de Darién a pé atingiu um recorde histórico, alertou o UNICEF hoje. A selva de Darién, que separa a Colômbia do Panamá, é um dos lugares mais perigosos para os migrantes que tentam chegar à América do Norte.

Quase 19 mil crianças migrantes passaram pela selva de Darién até agora neste ano, quase três vezes mais do que o número registrado nos cinco anos anteriores combinados. Mais de um em cada cinco migrantes que cruzam a fronteira entre a Colômbia e o Panamá é criança. Metade delas tem menos de 5 anos.

Nessa densa floresta tropical, famílias de migrantes com crianças estão particularmente expostas à violência, incluindo abuso sexual, tráfico e extorsão por parte de gangues criminosas. As crianças que cruzam a selva de Darién também correm o risco de contrair diarreia, doenças respiratórias, desidratação e outras doenças que exigem atenção imediata.

“Cada criança que cruza a selva de Darién a pé é uma sobrevivente”, disse Jean Gough, diretora regional do UNICEF para a América Latina e o Caribe. “Nas profundezas da selva, roubos, estupros e tráfico de pessoas são tão perigosos quanto animais selvagens, insetos e a absoluta falta de água potável. Semana após semana, mais crianças estão morrendo, perdendo seus pais ou se separando de seus parentes durante essa jornada perigosa. É espantoso que grupos criminosos estejam se aproveitando dessas crianças quando são as mais vulneráveis”.

Em 2021, pelo menos cinco crianças foram encontradas mortas na selva. Desde o início deste ano, mais de 150 crianças chegaram ao Panamá sem os pais, algumas delas são bebês recém-nascidos – um aumento de quase 20 vezes em relação ao ano passado.

Na selva de Darién, a violência sexual é cada vez mais e intencionalmente usada por gangues criminosas como um instrumento de terror. Entre janeiro e setembro de 2021, o UNICEF registrou 29 denúncias de abuso sexual de meninas adolescentes durante a viagem. Muitas outras mulheres relataram abuso sexual.

“Nunca antes nossas equipes em campo viram tantas crianças cruzando a selva de Darién – muitas vezes desacompanhadas. Esse fluxo crescente de crianças que se dirigem ao norte partindo da América do Sul deve ser tratado com urgência como uma grave crise humanitária por toda a região, além do Panamá”, disse Gough.

Migrantes com mais de 50 nacionalidades, vindos de lugares tão distantes como a África e a Ásia Meridional, estão usando essa rota a caminho dos Estados Unidos. Metade dos migrantes é do Haiti; muitos dos quais têm filhos e filhas nascidos no Chile ou no Brasil.

Na Colômbia, o UNICEF e seus parceiros estão ajudando com serviços de água, saneamento e higiene, especialmente nas áreas do cais de Necocli, onde mais de 1.000 pessoas, incluindo crianças, aguardam alternativas de transporte para o Panamá. O UNICEF também está trabalhando com as autoridades locais para identificar crianças desacompanhadas e separadas por meio de unidades móveis.

No Panamá, o UNICEF e seus parceiros estão fornecendo apoio psicossocial e serviços de saúde a crianças migrantes, especialmente aquelas que foram separadas de seus pais. Nossas equipes também estão auxiliando no encaminhamento de crianças vítimas de violência para os serviços de proteção locais.

Junto com o governo do Panamá, o UNICEF está distribuindo água todos os dias para 1.000 pessoas e kits de higiene para meninas e mulheres adolescentes migrantes nos três centros de recepção de migrantes em Bajo Chiquito, Lajas Blancas e San Vicente.

Como o número de crianças e famílias migrantes na selva de Darién deverá aumentar ainda mais nas próximas semanas e meses, o UNICEF está intensificando sua resposta humanitária para atender às necessidades urgentes de crianças e famílias em trânsito no Panamá e na Colômbia.

Com o apoio do Escritório de População, Refugiados e Migração (PRM) do Departamento de Estado dos EUA e das Operações de Proteção Civil e Ajuda Humanitária (Echo) da Comissão Europeia, nossas equipes e parceiros no local estão aumentando a prestação de serviços essenciais, como acesso a saúde, água, higiene e saneamento, proteção, apoio psicossocial e nutrição.

O UNICEF apela aos governos para que garantam a proteção das crianças em trânsito ao longo de sua jornada e coordenem a implementação de uma resposta humanitária mais robusta em todos os países envolvidos. A integração das famílias migrantes nas comunidades de acolhimento deve ser promovida e as causas profundas que as levam a migrar devem ser abordadas.

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 98166 1649
Ester Correa Coelho
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 99122 8671

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.