16 Janeiro 2024

Acesso a uma protecção social inclusiva e uma vida sem pobreza

O UNICEF trabalha em estreita colaboração com o Governo de Moçambique para fortalecer os sistemas de protecção social, concentrando-se em programas sensíveis à criança, inclusivos e responsivos ao choque. Igualmente, é dada especial ênfase à promoção de uma despesa pública equitativa, eficiente, eficaz e sustentável em todos os sectores sociais, e…, DESAFIOS, Elevada prevalência de pobreza monetária e multidimensional: Os últimos dados disponíveis sobre a pobreza revelam uma elevada prevalência da pobreza monetária e multidimensional, com 45,5% das crianças em situação de pobreza monetária e privadas em pelo menos duas dimensões (como a educação, a saúde, a nutrição, a habitação, etc.) Grandes…, História: Dinheiro e cuidados para cada criança - a receita de ouro?, Dinheiro e cuidados para cada criança - a receita de ouro? O Subsídio para Crianças de Moçambique, destinado a crianças dos 0 aos 2 anos, está a demonstrar como as transferências monetárias, em combinação com informação nutricional e serviços de gestão de casos, não só reduzem a pobreza, como também melhoram o bem-estar das crianças a vários…, O QUE DEVE ACONTECER?, É necessário investir no reforço e na expansão dos sistemas nacionais, apoiando simultaneamente a aplicação de abordagens sensíveis às necessidades das crianças, inclusivas e sensíveis aos choques, para reduzir a vulnerabilidade multidimensional e a pobreza infantil. É necessário investir no reforço e na expansão dos sistemas nacionais, apoiando…, A RESPOSTA DO UNICEF, O UNICEF trabalha para reforçar os sistemas de protecção social, centrando-se numa programação sensível às crianças e na capacidade de resposta a choques. O UNICEF trabalha para reforçar os sistemas de protecção social, centrando-se numa programação sensível às crianças e na capacidade de resposta a choques. Com o apoio dos parceiros, o UNICEF…
06 Junho 2022

A Situação das Crianças em Moçambique 2021

Moçambique vive um momento crítico. Embora as perspectivas fossem optimistas até 2015, o país tem vindo a enfrentar uma crise da dívida nacional, o impacto devastador dos ciclones Idai e Kenneth ocorridos em 2019 e, mais recentemente, a pandemia do coronavírus (COVID-19) e o conflito violento no norte do país (Comissão Europeia, 2021). À vulnerabilidade de Moçambique também se inclui o impacto das mudanças climáticas – que se manifestam através das cheias, secas, ciclones e erosões costeiras – que são ameaças sempre presentes e que provavelmente irão aumentar nos próximos cinco anos (Ministério dos Negócios Estrangeiros da Holanda, 2018; Global Centre for Risk and Innovation, 2019). Embora a economia tenha sido projectada para se recuperar em 2021, esta recuperação depende de factores, tais como, condições favoráveis ao investimento directo estrangeiro, estabilidade nacional, melhores condições para gerir emergências humanitárias e, um programa de vacinação para COVID-19 bem-sucedido. Este relatório fornece uma análise abrangente da situação das crianças em Moçambique e descreve o ciclo de vida das mesmas. A análise leva em consideração questões de género e equidade, à luz do progresso dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em particular aos relacionados às crianças. A abordagem do ciclo de vida detalha as fases de desenvolvimento desde a saúde da mãe durante a gravidez até à adolescência. A mesma, abrange as necessidades das crianças em períodos críticos incluindo transições ao longo de sua vida e, em particular, relaciona a experiência do desenvolvimento da primeira infância com a pobreza, crescimento linear, saúde e bem-estar na adolescência e na vida adulta (Lake & Chan et al., 2015; Britto et al., 2017).