12 Janeiro 2024

Aprendizagem e Habilidades para o futuro

O Governo de Moçambique tomou medidas positivas importantes para promover o acesso à educação. Em 2018, aprovou uma revisão da lei da educação que alargou a duração do ensino obrigatório e gratuito de sete para nove anos. O Governo também adoptou estratégias nacionais ambiciosas para promover a educação inclusiva, para que as crianças com…, DESAFIOS, Falta de acesso à educação na infância: Menos de 4 por cento das crianças com menos de 5 anos de idade têm acesso a serviços de aprendizagem na infância em Moçambique. Existe uma disparidade significativa entre as zonas urbanas e rurais, sendo que as crianças com idades compreendidas entre os 3 e os 5 anos que vivem em zonas urbanas têm duas vezes…, O QUE DEVE ACONTECER?, A insegurança no norte do país deixou muitas crianças sem acesso à escola no norte de Moçambique. As organizações humanitárias precisam de cerca de 23 milhões de dólares americanos para satisfazer as necessidades humanitárias relacionadas com a educação no país. Para que toda criança aprenda e adquira habilidades para o futuro … Acesso a serviços…, História: Reconstruir melhor na escola primária de Sambazo, Reconstruir melhor na escola primária de Sambazo A escola primária de Sambazo, no distrito de Dondo, foi destruída três vezes - pelo ciclone Idai, em 2019, pela tempestade tropical Chalane, em 2020, e pelo ciclone tropical Eloise, em 2021. Hoje, segundo o Director da escola, Henrique Tomo, a escola foi reconstruída para resistir às forças da…, A RESPOSTA DO UNICEF, A RESPOSTA DO UNICEF NA EDUCAÇÃO EM MOÇAMBIQUE Com o apoio dos parceiros, o UNICEF trabalha em estreita colaboração com o Governo de Moçambique para reforçar a prestação de serviços de educação. O UNICEF prioriza: Apoiar a implementação do Plano Estratégico da Educação e da Estratégia de Educação Inclusiva e Desenvolvimento das Crianças com…, História: Uma segunda oportunidade na educação, História: Uma segunda oportunidade na educação Quando o conflito começou em 2017, a Escola Primária de Nahavara acolheu 524 crianças deslocadas. "No início, não foi muito difícil integrar os alunos", diz o Director da escola, Lopes Abibo. Mas agora, a escola cresceu muito para além da sua capacidade - no ano passado, passou de 2.000 alunos para 3.…