UNICEF apoia crianças menores de 5 anos de Cabo Delgado na desnutrição aguda grave

Graças ao trabalho coordenado entre a equipe do UNICEF e os técnicos de saúde do distrito de Mecufi, podemos verificar uma melhoria nos casos de desnutrição identificados nas comunidades.

Ouquita Cardoso
Graças ao trabalho coordenado entre a equipe do UNICEF e os técnicos de saúde do distrito de Mecufi, podemos verificar uma melhoria nos casos de desnutrição
UNICEF Moçambique/2020/Ouquita Cardoso
08 Setembro 2020

Mecufi, CABO DELGADO - O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) tem trabalhado com a Direção Provincial de Saúde (DPS) em Cabo delgado, como parte do apoio ao programa de nutrição,  no desenvolvimento de acções para reduzir as taxas de prevalência da desnutrição aguda grave em crianças menores de 5 anos. Dentre vários acções destaca-se o programa de reabilitação nutricional (PRN) que consiste no tratamento da desnutrição aguda grave através do alimento terapêutico pronto para uso (ATPU).

“O parto do meu filho Tauri foi feito em casa devido a falta de transporte para o centro de saúde mais próximo, e logo aos 2 meses ele foi internado por Bronco Pneumonia e diarreia”, conta Muanassa Casimiro, de 32 anos de idade, mãe de seis (6) filhos, residente na comunidade de Nanguasse no distrito de Mecufi. Durante as visitas de mentoria e supervisão no centro de saúde do distrito de Mecufi, foi identificado que o pequeno Tauri Pedro, de 10 meses de idade, sofria de desnutrição aguda grave, com um peso de 5,6 quilogramas (kg) e com histórico de Bronco Pneumonia a nascença.

Apesar de ter feito o aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses, Tauri nunca teve um bom desenvolvimento devido a problemas respiratórios e perda de apetite, aliado a deficiente condição económica da família que depende exclusivamente da agricultura familiar, fazendo apenas 2 refeições por dia. Muanassa cuida sozinha do seu filho porque o seu marido Pedro Amade encontra-se a viver em Nampula já a mais de 1 ano.

O pequeno Tauri iniciou o tratamento da desnutrição no centro de saúde de Mecufi sede, com ATPU  no mês de Março de 2020 e foi apresentando melhorias no ganho de peso e desenvolvimento logo no mês seguinte (Abril).  Segundo o agente polivalente elementar (APE) da comunidade de Nanguasse, Abudo Amade, que tem acompanhado a evolução de Tauri, actualmente o pequeno Tauri já senta, brinca e come.

Agora, o pequeno Tauri apresenta um peso de 7,6 kg e poderá ter alta do PRN na próxima consulta de seguimento.

Graças ao trabalho coordenado entre a equipe do UNICEF e os técnicos de saúde do distrito de Mecufi, podemos verificar uma melhoria nos casos de desnutrição identificados nas comunidades, que estavam em seguimento no PRN através da oferta de suplementos terapêuticos ATPU mas também do trabalho de sensibilização comunitária para boas praticas de alimentação infantil.