Dona Aissa recebe apoio para cuidar de seus filhos com deficiência em Moçambique

"Meses depois do ciclone, ainda sentimos os efeitos da tempestade nas nossas vidas."

Claudio Fauvrelle
Dona Aissa é viúva e mãe de três filhos, dos quais dois tem deficiência, a pequena Zita tem epilepsia, e Bernardo Luís tem deficiência auditiva.
UNICEF Moçambique/2019/Light for the World

03 Setembro 2019

Beira, Moçambique - Dona Aissa é viúva e mãe de três filhos, dos quais dois tem deficiência, a pequena Zita tem epilepsia, e Bernardo Luís tem deficiência auditiva.

Dona Aissa e sua família, fazem parte do grupo de beneficiários do programa de apoio da Light for the World, que conta com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da Cooperação Austríaca para o Desenvolvimento,  que providencia, para além da reabilitação e apoio psicossocial, diversos produtos alimentares e material de reconstrução.

“Nossa casa ficou destruída pelo ciclone Idai, por isso vivemos nesta cabana improvisada que nem porta tem, mas que ao menos nos ajuda a não vivermos ao relento,” disse Aissa.

O impacto psicológico e social na emergência é geralmente muito profundo e que pode minar a saúde mental e o bem-estar da população afectada a longo prazo, por isso é tão importante suprir estas necessidades tanto quanto satisfazer necessidades óbvias como acesso a água potável, alimento, assistência médica e acomodação.

“Meses depois do ciclone, ainda sentimos os efeitos da tempestade nas nossas vidas. Mas com o apoio em material de construção que recebemos, temos esperança que brevemente vamos poder fazer alguma coisa e ter uma casa condigna para viver,” concluiu Aissa.

Os ciclones Idai e Kenneth atingiram Moçambique em Março e Abril de 2019, a primeira vez que o país sofreu com ciclones tão devastadores dentro de um período de seis semanas. A devastação causada pelos ciclones Idai e Kenneth deixou pelo menos 1.1 milhão de crianças a precisar de assistência humanitária urgente nas áreas afectadas em toda zona norte e centro de Moçambique. Após o ciclone Idai em Março, o UNICEF lançou um apelo de 122 milhões de dólares americanos para apoiar a sua resposta humanitária às crianças e famílias afectadas pela tempestade em Moçambique, no Zimbabué e no Malawi durante os próximos nove meses.

Dona Aissa e sua família, fazem parte do grupo de beneficiários do programa de apoio da Light for the World, que conta com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da Cooperação Austríaca para o Desenvolvimento
UNICEF Moçambique/2019/Light for the World

Ainda sentimos os efeitos da tempestade nas nossas vidas. Mas com este apoio temos esperança que brevemente vamos poder fazer alguma coisa e ter uma casa condigna para viver.

Dona Aissa