Dia da Pessoa Idosa: Noruega, UNICEF e Light for the World ajudam pessoas idosas com deficiência

A chegada da COVID-19 foi muito assustadora para todos, mas principalmente para as pessoas idosas como o Sr. António Francisco e sua esposa.

Miraldina Gabriel e Claudio Fauvrelle
A chegada da COVID-19 foi muito assustadora para todos, mas principalmente para as pessoas idosas como o Sr. António Francisco, que mora no distrito de Búzi, na província de Sofala. Ele tem uma deficiência física desde que tinha 8 anos de idade, “lembro que primeiro comecei a perder os movimentos nos meus pés, e de seguida, foi um momento muito doloroso para mim e minha família, eu tive de desistir da escola, o meu pai teve que deixar de trabalhar para andar comigo nas consultas no hospital,”
Light for the World/2021/Miraldina Gabriel
01 Outubro 2021

BÚZI, Sofala – A chegada da COVID-19 foi muito assustadora para todos, mas principalmente para as pessoas idosas como o Sr. António Francisco, que mora no distrito de Búzi, na província de Sofala. Ele tem uma deficiência física desde que tinha 8 anos de idade, “lembro que primeiro comecei a perder os movimentos nos meus pés, e de seguida, foi um momento muito doloroso para mim e minha família, eu tive de desistir da escola, o meu pai teve que deixar de trabalhar para andar comigo nas consultas no hospital,” lembra o Sr. António.

Para sobreviver, o Sr. António faz e vende cestos de palha, peneiras, chapéus e esteiras, uma arte que o torna muito reconhecido no seio da sua comunidade, muitos dos seus vizinhos compram estes materiais domésticos com ele, e para além disso, ele partilha a sua experiência ensinado os meninos da sua comunidade a sua arte. “Eu gostava muito de jogar futebol, era um bom guarda-redes e pensei que um dia podia ganhar a vida jogando futebol, mas como não foi possível, e porque o meu pai também trabalhava com palha, eu aprendi dele essa arte e hoje gosto de ensinar os mais jovens”.

Por causa do coronavírus, a sua fonte de rendimento foi afectada devido ao medo de ir ao mercado vender a sua arte, devido ao aglomerado de pessoas que se registava nestes lugares, e o Sr. António sabia do perigo que a pandemia da COVID-19 era para si e para a sua esposa devido as suas idades avançadas.

Em 2020, através de uma parceria entre a Light For the World e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), com o apoio financeiro do Governo da Noruega, o Sr. António e mais cerca de 5,000 famílias de pessoas com deficiência residentes no distrito de Búzi, foram apoiadas com cestas básicas, material de higiene, mantas e redes mosquiteiras. E outras continuaram a ser apoiadas de diferentes maneiras esse ano nos Bairros de Reassentamento de Dondo e Nhamantada.