PMA e UNICEF lançam programa de cupões para apoiar comunidades afectadas pelo ciclone Idai

21 Agosto 2019
PMA e UNICEF lançam programa de cupões para apoiar comunidades afectadas pelo ciclone Idai
WFP/2019/Machel

BEIRA, Moçambique - O Programa Mundial para a Alimentação das Nações Unidas (PMA) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançaram hoje um programa conjunto de cupões no distrito do Dondo, na província de Sofala, para responder às necessidades alimentares, de higiene e domésticas de famílias vulneráveis ​​afectadas pelo ciclone Idai, que deixou um rastro de devastação em Moçambique em Março de 2019.

O Programa Mundial para a Alimentação das Nações Unidas (PMA) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançaram hoje um programa conjunto de cupões no distrito do Dondo, na província de Sofala, para responder às necessidades alimentares, de higiene e domésticas de famílias vulneráveis ​​afectadas pelo ciclone Idai, que deixou um rastro de devastação em Moçambique em Março de 2019.
O programa conjunto de cupões irá beneficiar mensalmente 100,000 pessoas afectadas pelo ciclone Idai.

 

O programa decorre de Agosto a Outubro de 2019 e beneficiará mensalmente 100.000 pessoas afectadas pelo ciclone Idai nos distritos de Dondo e Nhamatanda, província de Sofala. As famílias participantes receberão um cupão mensal no valor de 2.670 meticais de Moçambique (US $ 44), que é distribuído pela organização parceira Food for the Hungry, e pode ser trocado em sete lojas diferentes nos distritos de Dondo e Nhamatanda e comprar vários artigos e utensílios domésticos para alimentação e higiene, incluindo arroz, óleo, lentilhas, peixe ou frango congelado, bem como sabão, pensos higiénicos, baldes, panelas, capulanas e cobertores.

“Ao trabalhar em conjunto para fornecer cupões para alimentos, higiene e utensílios domésticos, o PMA e o UNICEF podem ajudar as famílias a comprar e priorizar os artigos mais essenciais para seus agregados. Ter este nível de escolha é importante, uma vez que as necessidades das famílias nestas áreas permanecem significativas ”, afirmou Peter Rodrigues, Coordenador de Resposta de Emergência do PMA na Beira.

Além de fornecer às famílias cupões para atender às necessidades básicas de alimentos e domésticas, o programa também promoverá prácticas para melhorar a nutrição e higiene das famílias, por meio de mensagens de mudança de comportamento facilitadas por mobilizadores sociais, tanto em pontos de distribuição dos cupões quanto por meio de visitas domiciliares e a comunidade.

O PMA e o UNICEF também realizarão uma extensa monitoria do programa para analisar o que as famílias compraram e como essas compras contribuíram para sua recuperação e bem-estar após o ciclone. Evidências e aprendizagem a partir desta pesquisa ajudarão os actores humanitários em Moçambique a considerar abordagens baseadas em cupões e dinheiro em resposta a emergências futuras, aumentando a eficiência do trabalho humanitário.

Sempre que possível, o PMA utiliza programas de dinheiro e cupão para capacitar as pessoas afectadas por desastres, permitindo-lhes escolher a melhor forma de atender às suas necessidades essenciais nos mercados locais, ao mesmo tempo ajudando a impulsionar os mercados locais e à recuperação económica. A resposta do PMA ao ciclone Idai transitou de fornecer inicialmente assistência alimentar em espécie, passando a incluir transferências em dinheiro e cupões, em áreas onde os mercados foram restaurados.

Como parte da resposta de primeira linha ao Ciclone Idai e ao Ciclone Kenneth, o UNICEF e parceiros concentraram-se na distribuição directa de itens de higiene, como baldes para água e sabão para as comunidades mais afectadas, com prioridade para famílias que vivem em centros de acomodação e locais de reassentamento. Até o momento, o UNICEF alcançou mais de 120.000 pessoas com kits de higiene.

“Os mercados dos distritos de Dondo e Nhamatanda estão agora em grande parte, felizmente, totalmente restaurados, especialmente aqueles próximos a centros comerciais” disse Eimar Barr, Líder da Equipa do UNICEF na Beira. “Esta situação garante que o UNICEF possa mudar para uma abordagem de cupões nessas áreas, permitindo que as famílias escolham os artigos de higiene e utensílios domésticos que mais precisam. No entanto, nas áreas rurais e difíceis de alcançar com mercados funcionais limitados, o UNICEF continuará a apoiar as famílias em espécie”, concluiu.

Graças ao apoio generoso da USAID, do Governo do Japão, da UK Aid e das Operações de Protecção Civil e Ajuda Humanitária da União Europeia (ECHO), este programa atingirá 100.000 pessoas afectadas pelo ciclone até Outubro de 2019. Desde o início da resposta, o PMA alcançou 1,8 milhão de pessoas com assistência alimentar e cupões, enquanto o UNICEF e seus parceiros alcançaram mais de 620.000 pessoas com actividades de saneamento e promoção de higiene, incluindo prácticas seguras de tratamento de água no ponto de uso.

Contacto para os media

Gabriel Pereira

Communication Officer

UNICEF Moçambique

Telefone: +258 82 316 5390

Claudio Fauvrelle

Communication Officer

UNICEF Moçambique

Telefone: +258 82 305 1990

Sobre o UNICEF

O UNICEF trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do mundo, para chegar às crianças mais desfavorecidas. Para salvar as suas vidas. Para defender os seus direitos. Para ajudá-las a alcançar o seu verdadeiro potencial. Presentes em 190 países e territórios trabalhamos para cada criança, em qualquer parte, todos os dias, para construirmos um mundo melhor para todos. E nunca desistimos. Para mais informação sobre o UNICEF e seu trabalho para cada criança, visite www.unicef.org.mz

Siga as actividades do UNICEF no Twitter e Facebook