Nações Unidas apoiam a Conferência Internacional de Doadores na Cidade da Beira – após uma massiva resposta humanitária aos ciclones Idai e Kenneth, recuperação e reconstrução em moçambique continuam

Moçambique vai sediar uma Conferência Internacional de Doadores para garantir apoio à reconstrução após a devastação causada pelos Ciclones Idai e Kenneth que afectaram cerca de 1,85 milhões de pessoas. O evento decorrerá a 31 de Maio e 1 de Junho.

31 Maio 2019
Nações Unidas apoiam a Conferência Internacional de Doadores na Cidade da Beira – após uma massiva resposta humanitária aos ciclones Idai e Kenneth, recuperação e reconstrução em moçambique continuam
UNICEF Moçambique/2019/Gabriel Pereira

MAPUTO, 29 de Maio de 2019 - As Nações Unidas em Moçambique estão a apoiar activamente o Governo de Moçambique na organização de uma Conferência Internacional de Doadores que visa garantir o apoio da comunidade internacional à recuperação e reconstrução após as devastações causadas pelos ciclones tropicais Idai e Kenneth e subsequentes inundações.

Os ciclones atingiram Moçambique em Março e Abril de 2019, a primeira vez que o país sofreu com ciclones tão devastadores dentro de um período de seis semanas. Desde então, a resposta humanitária já atingiu um número acumulado de quase 2 milhões de pessoas nas áreas afectadas no centro e norte de Moçambique. A ação humanitária aumentou rapidamente, com mais de 200 organizações se unindo à resposta e mais de 1.000 trabalhadores humanitários enviados para as áreas afectadas. Depois desta enorme resposta humanitária, os esforços estão se deslocando para o apoio à reconstrução, recuperação e resiliência.

“Esta é a primeira vez na história registrada que dois fortes ciclones tropicais atingiram Moçambique e a região da África Austral na mesma época. Trabalhando com autoridades governamentais e parceiros humanitários internacionais, as Nações Unidas estavam na vanguarda da resposta de emergência, levando alimentos e outras formas de assistência às vítimas das enchentes e ciclones que atingiram Moçambique”, disse Marcoluigi Corsi, Coordenador Residente da ONU e Coordenador Humanitário em Moçambique. “Em nome da Família das Nações Unidas em Moçambique, gostaria de reafirmar o compromisso da ONU em apoiar a fase de reconstrução e recuperação liderada pelo governo”, disse ele. “Trabalharemos em conjunto com todos os parceiros para promover uma recuperação compreensiva e inclusiva centrada nas pessoas, sensível às questões de género e aos meios de subsistência da população, que não deixe ninguém para trás”.

A conferência está sendo organizada pelo Gabinete de Reconstrução Pós-ciclone, recentemente criado pelo Governo de Moçambique para facilitar a reconstrução das áreas afectadas e fortalecer a resiliência das comunidades. A base para as promessas de fundos é a Avaliação das Necessidades Pós-Desastres (PDNA em sua sigla em inglês) - um estudo técnico aprofundado e multissetorial conduzido pelas Nações Unidas (liderado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), pela União Européia, pelo Banco Mundial e pelo Banco Africano de Desenvolvimento. De acordo com o PDNA, Moçambique precisa de 3,2 bilhões de dólares para a reconstrução pós-ciclone nos sectores social, produtivo e de infra-estruturas, bem como recuperar o impacto humano nas comunidades mais afectadas nas províncias de Sofala, Manica, Tete, Zambézia, Inhambane, Nampula e Cabo Delgado.

Espera-se que cerca de 500 participantes de organizações internacionais, parceiros de desenvolvimento, sector privado e organizações da sociedade civil estejam presentes na Conferência. O primeiro dia será dedicado às discussões técnicas e o segundo incidirá sobre as promessas e será liderado por Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente de Moçambique. Vários ministros seniores do governo também estarão presentes.

Contacto para os media

Gabriel Pereira

Communication Officer

UNICEF Moçambique

Telefone: +258 82 316 5390

Claudio Fauvrelle

Communication Officer

UNICEF Moçambique

Telefone: +258 82 305 1990

Sobre o UNICEF

O UNICEF trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do mundo, para chegar às crianças mais desfavorecidas. Para salvar as suas vidas. Para defender os seus direitos. Para ajudá-las a alcançar o seu verdadeiro potencial. Presentes em 190 países e territórios trabalhamos para cada criança, em qualquer parte, todos os dias, para construirmos um mundo melhor para todos. E nunca desistimos. Para mais informação sobre o UNICEF e seu trabalho para cada criança, visite www.unicef.org.mz

Siga as actividades do UNICEF no Twitter e Facebook