115 milhões de rapazes e homens de todo o mundo se casaram quando ainda eram crianças

Primeira estimativa da história sobre adolescentes varões casados eleva a 765 milhões o número de casamentos prematuros em todo o mundo

12 Junho 2019
115 milhões de rapazes e homens de todo o mundo se casaram quando ainda eram crianças
UNICEF

NOVA IORQUE, 7 de Junho de 2019 – Cerca de 115 milhões de rapazes e homens de todo o mundo se casaram quando ainda eram crianças, disse hoje o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) na sua primeira análise profunda de adolescentes varões casados. De entre eles, 1 em cada 5 se casaram antes dos 15 anos de idade, o que representa um total de 23 milhões.

O estudo, que se baseia em dados de 82 países, revela que (veja linlk em Inglês) o casamento prematuro entre os adolescentes varões é frequente em vários países do mundo, especialmente na África subsaariana, América Latina e Caraíbas, Ásia Oriental e Austral e a região do Pacífico.

“O casamento prematuro deixa as crianças sem infância”, disse Henrietta Fore, Directora Executiva do UNICEF. “Os adolescentes varões casados vêm-se obrigados a assumir responsabilidades de adultos para as quais talvez não estejam preparados. O casamento prematuro traz consigo a paternidade precoce, e isso supões uma pressão adicional para manter a familia, reduzindo as oportunidades de educação e emprego”.

Segundo os dados, na República Centroafricana regista-se a maior prevalência de casamento prematuro entre os homens (28%), seguida de Nicarágua (19%) e Madagáscar (13%).

As novas estimativas elevam para 765 milhões o número total de crianças rapazes e raparigas casados. As raparigas continuam estando afectadas de uma maneira desproporcionada, já que 1 de cada 5 mulheres jovens de 20 a 24 años se casaram antes de completar 18 anos, em comparação com 1 de cada 30 homens jovens.

Se bem que se tenha estudado amplamente a prevalência, as causas e os efeitos do casamento prematuro entre as meninas, poucas investigações se realizaram sobre o casamento prematuro entre os rapazes. Sem dúvidas, as raparigas e os rapazes que correm o maior risco de contrair o casamento prematuro são provenientes de lugares mais pobres, vivem em zonas rurais e têm pouca ou nenhuma educação.

“Ao comemorarmos o 30º aniversário da aprovação da Convenção sobre os Direitos da Criança, devemos recordar que o casamento de raparigas e rapazes quando ainda são menores de idade é contrário aos direitos consagrados na Convenção”, disse a Sra. Fore. “Mediante uma maior investigação, inversão e empoderamento podemos pôr um fim a esta violação de seus direitos".

Contacto para os media

Gabriel Pereira

Communication Officer

UNICEF Moçambique

Telefone: +258 82 316 5390

Claudio Fauvrelle

Communication Officer

UNICEF Moçambique

Telefone: +258 82 305 1990

Sobre o UNICEF

O UNICEF trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do mundo, para chegar às crianças mais desfavorecidas. Para salvar as suas vidas. Para defender os seus direitos. Para ajudá-las a alcançar o seu verdadeiro potencial. Presentes em 190 países e territórios trabalhamos para cada criança, em qualquer parte, todos os dias, para construirmos um mundo melhor para todos. E nunca desistimos. Para mais informação sobre o UNICEF e seu trabalho para cada criança, visite www.unicef.org.mz

Siga as actividades do UNICEF no Twitter e Facebook