Imprensa

Notícias

Notícias de 2017

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Materiais para radialistas

Contatos

 

Declaração da diretora executiva do UNICEF, Henrietta H. Fore, após visita de dois dias ao Sudão do Sul, país assolado por conflitos

Download de fotos, vídeo e b-roll aqui: http://uni.cf/2mLw78d

Juba/Nairóbi/Nova Iorque, 19 de janeiro de 2018 – "Acabei de passar dois dias no Sudão do Sul, onde pude constatar como quatro anos de conflito deixaram as crianças doentes, com fome e à beira da morte.

"O impacto da violência implacável tem sido devastador. Conheci uma mãe que teve que caminhar durante dias para obter tratamento para seu bebê desnutrido. Falei com um rapazinho que foi forçado a se juntar a um grupo armado aos 10 anos de idade. Também conheci dois irmãos que estavam separados de seus pais quando o combate começou na cidade deles, Bentiu, em 2014.

"Mas, em meio ao horror, vi sinais de esperança. A criança desnutrida está a caminho da recuperação. Aquele que foi uma criança soldado volta à escola e aspira ser médico. E hoje os dois irmãos se reuniram com sua mãe pela primeira vez depois de quatro anos.

"O UNICEF e outras agências humanitárias estão trabalhando no local em algumas das condições mais perigosas para atender às necessidades básicas das crianças e dos jovens. Isso não é pouca coisa. O Sudão do Sul é o lugar mais perigoso do mundo para os trabalhadores humanitários – só no ano passado 28 trabalhadores humanitários foram mortos – e, no entanto, continuamos a ajudar milhões de crianças que precisam de ajuda. No ano passado, trabalhando com parceiros, vacinamos cerca de 1,8 milhão de crianças contra o sarampo, tratamos mais de 180 mil crianças contra a desnutrição aguda grave e ajudamos 300 mil crianças a ter acesso à educação.

"Mas isso não é suficiente. O combate não mostra sinais de diminuição e as necessidades humanitárias são enormes: 2,4 milhões de crianças foram forçadas a fugir de suas casas. Mais de 250 mil crianças estão gravemente desnutridas e em risco iminente de morte. Mais de 19 mil crianças foram recrutadas para o conflito. Pelo menos uma em cada três escolas foi danificada, destruída, ocupada ou fechada. E documentamos mais de 1.200 casos de violência sexual contra crianças.

"Os números continuam. Juntos, equivalem a uma geração inteira de jovens a quem foram negadas as oportunidades de que tão desesperadamente precisam para contribuir com a construção de sua sociedade.

"À medida que se inicia a estação seca, as necessidades – e ameaças – continuarão a crescer. Já estamos vendo um aumento no número de crianças e famílias que procuram ajuda em campos de deslocamento e estamos preocupados com o fato de o nosso financiamento não ser suficiente para suprir essas necessidades.

"Somente o fim das hostilidades pode trazer esperança e segurança às crianças e aos jovens do Sudão do Sul. Até lá, precisamos que as partes em conflito nos deem acesso incondicional e sustentável, e necessitamos de mais recursos dos doadores. Sem isso, a vida e o futuro de milhões de crianças no Sudão do Sul continuarão na corda bamba".

#######

Para mais informações sobre o trabalho do UNICEF no Sudão do Sul, visite o site www.unicef.org/southsudan (em inglês).

Sobre o UNICEF – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.

Mais informações:
UNICEF Brasil
Pedro Ivo Alcantara, (61) 98166 1636, pialcantara@unicef.org
Elisa Meirelles Reis, (61) 3035 1979, ereis@unicef.org

 

 
unite for children

O UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) é uma parte integral das Nações Unidas. A missão do UNICEF é promover os direitos e bem-estar de todas as crianças em tudo o que fazemos e, junto com nossos parceiros, traduzir esse compromisso em ações práticas em benefício das crianças de todos os lugares. Nossos programas dependem integralmente de contribuições voluntárias de pessoas físicas e organizações, além dos fundos arrecadados por meio de nossas atividades, como a venda de produtos licenciados. O UNICEF é isento de todos os impostos diretos no Brasil sob os direitos internacionais e brasileiros.

Para mais informações relacionadas à sua doação, entre em contato no 0800-605-2020 ou pelo e-mail amigodacrianca@unicef.org

Para informações de privacidade, acesse nossa política de privacidade.

CNPJ: 03744126/0001-69