Imprensa

Notícias

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

No Brasil, crianças assumem o controle em centros urbanos e em rádio de alcance nacional

Neste Dia Mundial da Criança, meninos e meninas assumiram o comando das prefeituras em cidades parceiras do UNICEF e soltaram a voz em rede nacional, na Rádio Globo, para falar sobre os direitos de crianças e adolescentes

Brasília, 20 de novembro de 2017 – "Eu estudo em uma escola pública integral. Amo minha escola. Como prefeita, quero mais escolas integrais na cidade". Durante este Dia Mundial da Criança, Lara Viana, 14 anos, assumiu a Prefeitura de Vitória, no Estado de Espírito Santo, por um dia – junto com Davi José Calazans, 15 anos. Os dois assumiram o controle do executivo capixaba, normalmente encabeçado pelo prefeito Luciano Rezende. Ao mesmo tempo, outros 26 adolescentes assumiram 13 das Secretarias da cidade, desenvolvendo propostas concretas para cada uma dessas pastas.

A 2,5 mil quilômetros dali, em São Luís (Maranhão), Thiago Cutrim, 11 anos, e Kimberly Saori, 12 anos, ocuparam as cadeiras oficiais da capital maranhense como prefeito e vice-prefeita, e soltaram a voz, falando sobre os direitos dos meninos e meninas brasileiros.

Mas a mobilização não parou por aí. Quem sintonizou a Rádio Globo, na manhã desta segunda-feira, se surpreendeu ao ouvir cinco adolescentes no comando do programa "No Ar com Otaviano Costa". Barbara da Silva, 14 anos, Cosme Cesar da Silva Junior, 16, Enzo Freitas, 13, Greice Kelly de Paula, 17, e Marcelle Rachel do Vale, 14, ocuparam os microfones da rádio para debater temas como Educação, Saúde e Segurança.

E isso foi só o começo! Durante toda a semana, crianças e adolescentes vão assumir o controle de prefeituras, veículos de comunicação, empresas, escolas e outros espaços, no Brasil e no mundo, em uma mobilização global pelos direitos da infância e da adolescência.

A ação faz parte do Dia Mundial da Criança, comemorado em 20 de novembro. A data foi estabelecida pelas Nações Unidas em 1954, em um esforço global para colocar luz sobre os desafios enfrentados por crianças em diferentes partes do globo. Desde então, o 20 de novembro tem marcado grandes conquistas, como a adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança, na Assembleia Geral da ONU, em 20 de novembro de 1989 – o tratado internacional sobre os direitos humanos mais ratificado do mundo.

No Brasil, a data é ainda mais importante, por coincidir com o Dia da Consciência Negra. A pauta, essencial para a efetivação dos direitos de meninos e meninas no Brasil, está na ponta da língua das crianças e dos adolescentes que hoje assumiram o controle. Confira como foi este primeiro dia de mobilização:

Em Vitória, pátio de escola entregue, compromisso de Educação firmado e uma lista de propostas para cada Secretaria Municipal
Tanto Vitória quanto São Luís participam da iniciativa Plataforma dos Centros Urbanos (PCU) do UNICEF no Brasil, que enfoca na redução das desigualdades e de problemas como a violência, a exclusão escolar, a gravidez precoce e a mortalidade infantil que afetam as crianças e os adolescentes em grandes centros urbanos brasileiros. Durante a semana, 7 das 10 cidades participantes da PCU se juntam para deixar as #criançasnocontrole.

Na capital capixaba, o dia começou com a tomada de posse oficial dos novos prefeitos: Lara e Davi receberam a faixa das mãos do prefeito Luciano Rezende, acompanhado de vereadores da cidade.

Já na cerimônia de posse, os adolescentes colocaram em pauta um tema essencial: a educação. "Minha proposta é melhorar a educação da cidade. Na minha escola, estudo só um turno. No outro turno, alguns trabalham, outros ficam em casa sem fazer nada. Se eu tivesse oportunidade de escola em tempo integral, me desenvolveria mais. Quero ser arquiteto, engenheiro. Quem sabe não serei prefeito?", defendeu Davi em seu primeiro discurso oficial.

Morador do Bairro Resistência, na periferia de Vitória, o adolescente sabe dos desafios enfrentados pelos meninos e meninas da cidade. Logo após a posse, Lara e ele foram para o primeiro ponto da agenda: a entrega do pátio de uma escola no bairro em que o adolescente vive.

A construção do pátio era uma reivindicação antiga da comunidade. Como a escola não contava com esse espaço seguro, os estudantes tinham de fazer Educação Física no meio da rua, em uma situação de risco. "Meu primo estuda aqui e minha tinha tia vivia preocupada", conta Davi. "Vai ser legal agora ter um espaço para brincar e interagir".

Enquanto Lara e Davi cumpriam suas pautas como prefeitos, os demais adolescentes acompanhavam, em dupla, as agendas de 13 secretarias. O grupo esteve espalhado pela cidade até a tarde, quando todos se reuniram no gabinete do prefeito: reunião de trabalho, com toda a gestão presente.

Um a um, os adolescentes apresentaram propostas concretas para as diferentes áreas de cidade, com base nas necessidades que veem em seu dia a dia e nos pontos que conseguiram observar ao estar do lado da gestão. "Proponho que, em todas as escolas, os estudantes possam discutir projetos de vida e protagonismo", disse a prefeita Lara.

Para fechar o dia, Jeison Orlando Cabral, 11 anos, no cargo de Secretário de Educação, anunciou a adesão de Vitória à Busca Ativa Escolar, iniciativa do UNICEF que visa encontrar e levar para a escola os 2,8 milhões de meninos e meninas que hoje estão fora. "Se eu, por exemplo, estivesse fora da escola, eu não teria tido a oportunidade de hoje estar aqui, sendo ouvido”, declarou o menino.

O dia terminou com a apresentação da proposta de uma Lei para a introdução de uma "Semana Municipal da Infância e Adolescência" em todo mês de novembro para que a ação #criançasnocontrole se repita a cada ano. Se aprovada, a data estrará oficialmente no calendário de Vitória, fazendo com que crianças e adolescentes tenham cada vez mais voz na cidade.

Em São Luís, vistoria em obras de creche e adesão da Prefeitura à Busca Ativa Escolar

Na capital maranhense, foi a vez das crianças tomarem posse e falarem sobre seus direitos. Thiago e Kimberly foram empossados como prefeito e vice-prefeita logo pela manhã. A cerimônia foi presidida pelo prefeito em exercício, Júlio Pinheiro, vice de Edivaldo Holanda Júnior, que estava em viagem oficial.

Na presença de representantes do UNICEF e funcionários da Prefeitura, as crianças tomaram seus assentos como chefes do executivo e falaram sobre a importância da participação de meninos e meninas na tomada de decisões que impactam sua vida. "Criança é fundamental para dar exemplo e dar orgulho às suas famílias", defendeu Kimberly.

Entre as pautas prioritárias, estava a educação. No cargo de prefeito, Thiago assinou a adesão do município à Busca Ativa Escolar, em um compromisso da Prefeitura de encontrar e levar para a escola todos os meninos e todas as meninas que estão fora. A agenda oficial terminou com a visita dos novos prefeito e vice-prefeita às obras de uma creche que está sendo construída na cidade.

Em rede nacional, adolescentes debatem seus Direitos

Para fechar este primeiro dia de #criançasnocontrole, um grupo de cinco adolescentes assumiu os microfones do programa "No Ar com Otaviano Costa". O apresentador, que comanda as manhãs da Rádio Globo, entrou ao vivo nesta manhã dizendo: "Hoje, nesta ação que envolve mais de 130 países, o UNICEF está dando a essas crianças e esses adolescentes, a chance de assumir o controle de instituições públicas, privadas, prefeituras e veículos de comunicação. E hoje, no meu programa, a partir de agora, eles assumem o controle".

A partir daí, Barbara, Cosme, Enzo, Greice e Marcelle ocuparam os microfones da rádio por uma hora e comandaram a programação.

De forma divertida, falaram sobre música e arte, mas também entraram em assuntos sérios, que os preocupam diariamente. A questão da violência estava entre os temas debatidos: "Hoje em dia, a gente, que mora em comunidade, não tem mais essa certeza de que vai sair e vai voltar. Se voltar para casa é lucro", contou Bárbara. Saúde e educação também entraram na pauta dos adolescentes.

Terminado este primeiro dia, fica claro que crianças e adolescentes têm muito a dizer. E podem fazer a diferença na garantia dos direitos de meninos e meninas em todo o mundo.

Saiba mais sobre o Dia Mundial da Criança #CriançasNoControle.

Sobre o UNICEF – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.

Mais informações:
UNICEF Brasil
Pedro Ivo Alcantara, (61) 98166 1636, pialcantara@unicef.org
Elisa Meirelles Reis, (61) 3035 1979, ereis@unicef.org

 

 
unite for children