Imprensa

Notícias

Notícias de 2017

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Materiais para radialistas

Contatos

 

Educação para cerca de 1 milhão de crianças do Nepal está comprometida, segundo o UNICEF


      COMO DOAR!
    • Pelo site de doações do UNICEF. Doe agora!
    • Enviando a palavra "UNICEF" para o SMS 27146. Neste caso, o UNICEF entrará em contato para acolher a doação.
    • Pela central de atendimento, no número 0800 605 2020.


Katmandu, 7 de maio de 2015 – Pelo menos 950 mil crianças no Nepal não poderão regressar às aulas se não forem tomadas medidas urgentes para providenciar espaços de aprendizagem temporários e reparar as escolas destruídas pelo terremoto do último dia 25 de abril, segundo o UNICEF. Aproximadamente 24 mil salas de aulas ficaram destruídas ou danificadas devido ao terremoto que abalou o país há 12 dias, danos que em algumas delas foram agravados pelos tremores secundários.

A dimensão da crise na educação deve crescer nos próximos dias e semanas à medida que forem chegando informações adicionais de áreas mais remotas. As escolas deveriam ser reabertas em 15 de maio.

"Quase um milhão de crianças que estavam matriculadas na escola antes do terremoto neste momento podem não ter nenhuma escola para onde regressar", afirmou Tomoo Hozumi, representante do UNICEF no Nepal.

"As crianças afetadas pelo terremoto precisam de assistência urgente, como água potável e abrigo, mas as escolas em situações de emergência – mesmo que em espaços temporários – desempenham um papel também crucial. Elas ajudam a minimizar a interrupção da escolaridade, mas também a proteger as crianças de abusos, a transmitir mensagens sobre saúde e segurança. Ir à escola é também uma forma de recuperar algum sentido de normalidade e rotinas que podem ajudar as crianças a superar traumas pelos quais passaram", explicou Hozumi.

Nos distritos de Gorkha, Sindhupalchok e Nuwakot, estima-se que mais de 90% das escolas tenham ficado destruídas, e, em Dhading, 80% dos edifícios escolares ruíram. Em algumas zonas de Kathmandu e Bhaktapur, cerca de nove a cada dez escolas que se mantêm de pé estão sendo usadas como abrigos de emergência.

O UNICEF teme que os avanços significativos dos últimos 25 anos no que diz respeito às matrículas no ensino primário no Nepal – que passaram de 64% em 1990 para mais de 95% atualmente – venham a sofrer um retrocesso devido ao terremoto.

A elevada taxa de abandono escolar já era motivo de grande preocupação. Cerca de 1,2 milhão de crianças nepalesas entre 5 e 16 anos de idade nunca frequentaram a escola ou abandonaram-na precocemente. A experiência do UNICEF mostra que a probabilidade de as crianças que estão fora da escola por longos períodos, incluindo em situações de emergência, voltarem a sala de aula diminui significativamente.

"Há necessidade urgente de se criar espaços alternativos de aprendizagem; avaliar e reparar as escolas, e montar uma campanha de sensibilização para encorajar as famílias a que enviem suas crianças de volta à escola e à pré-escola", disse o representante do UNICEF.

"A interrupção prolongada da educação pode ser devastadora para o desenvolvimento das crianças e para as suas perspectivas futuras."

O UNICEF e seus parceiros estão fazendo tudo o que podem para levar as crianças de volta às aulas o mais rápido possível – incluindo o estabelecimento de espaços amigos das crianças e de espaços temporários de aprendizagem em 14 distritos afetados pelo terremoto. Um sistema para avaliar a estrutura e a segurança dos edifícios escolares está sendo criado, e o UNICEF está apoiando o governo na preparação de linhas de orientação nacionais sobre a utilização das escolas como abrigos em situações de emergência.

Mobilização global – O UNICEF lançou um apelo de US$50 milhões para financiar a sua resposta humanitária ao terremoto no Nepal durante os próximos três meses, com parte de um amplo apelo interagencial.

Os brasileiros também podem contribuir para esta mobilização global. Os recursos arrecadados no Brasil serão integralmente utilizados para atender crianças, adolescentes e famílias mais afetados na tragédia.

Quem quiser efetuar uma doação, pode fazê-lo por três canais:

#################

Sobre o UNICEF – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove os direitos e o bem-estar de cada criança em tudo o que faz. Com seus parceiros, trabalha em 190 países e territórios para transformar esse compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente os nossos esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações no Nepal. Faça uma doação agora.

Mais informações:
Assessoria de Comunicação do UNICEF no Brasil
Pedro Ivo Alcantara
Telefones: (61) 3035 1947 e (61) 8166 1636
E-mail: pialcantara@unicef.org
Estela Caparelli
Telefones: (61) 3035 1963 e (61) 8166 1648
E-mail: mecaparelli@unicef.org

 

 
unite for children

O UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) é uma parte integral das Nações Unidas. A missão do UNICEF é promover os direitos e bem-estar de todas as crianças em tudo o que fazemos e, junto com nossos parceiros, traduzir esse compromisso em ações práticas em benefício das crianças de todos os lugares. Nossos programas dependem integralmente de contribuições voluntárias de pessoas físicas e organizações, além dos fundos arrecadados por meio de nossas atividades, como a venda de produtos licenciados. O UNICEF é isento de todos os impostos diretos no Brasil sob os direitos internacionais e brasileiros.

Para mais informações relacionadas à sua doação, entre em contato no 0800-605-2020 ou pelo e-mail amigodacrianca@unicef.org

Para informações de privacidade, acesse nossa política de privacidade.

CNPJ: 03744126/0001-69