Imprensa

Notícias

Notícias de 2017

Notícias de 2016

Notícias de 2015

Notícias de 2014

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Materiais para radialistas

Contatos

 

Direito à convivência familiar e comunitária de cada criança e adolescente é discutido no Maranhão

Com participação de especialistas de outros Estados, o II Seminário Convivência Familiar e Comunitária – Direito de todas as Crianças e Adolescentes será realizado nos dias 14 e 15 de agosto em São Luís

São Luís, 13 de agosto – Crescer e se desenvolver em meio à família e à comunidade é um direito primordial de cada criança e adolescente. Tanto a Constituição Federal quanto o Estatuto da Criança e do Adolescente definem o direito à convivência familiar e comunitária como um direito fundamental, ao lado do direito à saúde, alimentação, educação, lazer, profissionalização, cultura, dignidade, respeito, liberdade.

Para ampliar o debate sobre a garantia desse direito no Maranhão e revelar os estudos, iniciativas e políticas mais recentes, será realizado nos próximos dias 14 e 15 de agosto o II Seminário Convivência Familiar e Comunitária – Direito de todas as Crianças e Adolescentes, no auditório do Sindicato dos Bancários, Rua do Sol, 413/417, Centro, São Luís (MA), das 8h às 18h. O evento é uma realização do Grupo de Trabalho Pró-Convivência Familiar e Comunitária do Maranhão, por meio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Luís (CMDCA-SL), Fondation Terre des Hommes, Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), e conta com o apoio da Plan Internacional, Vale e Juizado da Infância e Juventude.

Composto por cerca de 20 organizações, o Grupo de Trabalho Pró-Convivência Familiar e Comunitária do Maranhão foi criado em 2006 para apoiar, nesse Estado, a execução do Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito a Convivência Familiar e Comunitária de Crianças e Adolescentes. Destinado aos gestores e técnicos de projetos estaduais, prefeituras do Semi-árido maranhense e representantes de organizações não-governamentais, o seminário visa a justamente disseminar e fortalecer iniciativas para implementação do Plano Nacional no Estado.

Longe de casa: abrigos e apadrinhamento
A programação tem início no dia 13 (quarta-feira) com uma reunião entre a consultora do UNICEF e doutora em Direito Penal, Karyna Batista Sposato, com profissionais da Semcas e da Funac, responsáveis pelo atendimento de adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas. Também no dia 13, das 8h às 16h, a pedagoga Maria Lucia Gulassa vai encontrar-se com profissionais a rede de abrigos de São Luís para dialogar sobre novas abordagens do acolhimento institucional.

A abertura oficial do evento acontece no dia 14 (quinta-feira), às 8h30, com a presença confirmada do prefeito de São Luís, Tadeu Palácio, e do presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, Jean Marie Alfons Van Damme. Em seguida, ocorrerá o painel Trabalho com famílias: desafio de uma visão integrada, com representantes da área da Assistência Social, Direito e Psicologia.

Na parte da tarde, destaca-se a discussão das alternativas para as crianças e os adolescentes que, temporariamente, devem viver longe de suas famílias de origem. Estará em foco o novo papel dos abrigos, o desafio da adoção e das famílias acolhedoras e, em especial, a experiência recente de Porto Alegre na implementação de programas de apadrinhamento – uma alternativa de atendimento ainda não aplicada no Maranhão –, que será relatada por Alice Duarte de Bittencourt.

Adolescentes em medidas socioeducativas: protagonismo das famílias
Outro debate importante será sobre o protagonismo das famílias de adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas, como internação. Em especial, haverá o relato da mãe Conceição Paganele, presidente da Associação de Mães e Amigos de Crianças e Adolescentes em Risco de São Paulo (Amar), que mediará, no turno da tarde, uma roda de conversa com 30 famílias de adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas.

O seminário será encerrado com a posse da Comissão Intersetorial para acompanhamento da implementação no município de São Luís das ações do Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito a Convivência Familiar e Comunitária de Crianças e Adolescentes. A comissão será composta por representantes de órgãos municipais, organizações não-governamentais e conselhos.

Mais informações para imprensa:
Immaculada Prieto (UNICEF) – Telefone: (98) 8111 7492 – E-mail: iprieto@unicef.org

 

 
unite for children

O UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) é uma parte integral das Nações Unidas. A missão do UNICEF é promover os direitos e bem-estar de todas as crianças em tudo o que fazemos e, junto com nossos parceiros, traduzir esse compromisso em ações práticas em benefício das crianças de todos os lugares. Nossos programas dependem integralmente de contribuições voluntárias de pessoas físicas e organizações, além dos fundos arrecadados por meio de nossas atividades, como a venda de produtos licenciados. O UNICEF é isento de todos os impostos diretos no Brasil sob os direitos internacionais e brasileiros.

Para mais informações relacionadas à sua doação, entre em contato no 0800-605-2020 ou pelo e-mail amigodacrianca@unicef.org

Para informações de privacidade, acesse nossa política de privacidade.

CNPJ: 03744126/0001-69