Nossas prioridades

Infância e adolescência no Brasil

Educação

Saúde

HIV/aids

Proteção de Crianças e Adolescentes

Adolescentes

Esportes e Lazer

Emergência em Roraima

Cooperação Horizontal Sul-Sul

Lista das instituições apoiadas pelo UNICEF

 

Histórias de vida

“Eu quero influenciar outros adolescentes a não desistir da escola”, diz Gustavo Sathler Diniz Barteles, 16 anos
Gustavo desistiu da escola e acabou repetindo o 7º ano, mas deu a volta por cima e descobriu o gosto pelos estudos. Desde então, segue incentivando outros estudantes por onde passa a continuar na escola e aprender.

“Eu não tinha tempo para mim, nem para brincar. Eu não tinha um momento de ser menina.”
Lorena Araújo Costa de Jesus, 15 anos, estuda, faz teatro, fala de empoderamento de meninas e do direito de todas a aprender. Quem a ouve hoje não imagina a trajetória da adolescente.

"Eu quero um lugar em que eu me sinta bem, aprendendo"
A trajetória escolar de Rickelmmy de Souza Nascimento, 16 anos, como a de muitos outros adolescentes amazônicos, não foi simples. Ele, que já iniciou seus estudos com um ano de atraso, teve que enfrentar diferentes desafios para se manter na escola.

Uma biblioteca que abre caminhos para meninos e meninas sonharem
Finalista do Prêmio Itaú-UNICEF em 2017, o Espaço Cultural Nossa Biblioteca, em Belém (PA), vem construindo uma grande comunidade de leitores, como Andrei, 12 anos, Leandra, 13, Marlon, 16, e Teresa, 18.

"Eu voltei para a escola, de novo"
Alisson de Jesus, 13 anos, teve que deixar a escola muitas vezes, foi ficando para trás e acabou desistindo de aprender. Encontrado pela Busca Ativa Escolar, o adolescente aceitou o desafio de voltar à sala de aula e mudar a sua história.

"Devemos valorizar mais os alimentos saudáveis"
Ingrid Thais Castro Bandeira, 11 anos, mudou os hábitos alimentares da família depois que aprendeu sobre educação alimentar na sua escola, em Santarém (PA).

Quando estar na escola é a esperança de sair da miséria
No sertão baiano, o UNICEF e seus parceiros encontraram Yasmin, 4 anos, e suas irmãs e levaram as meninas para a escola. Agora, elas têm a chance de romper o ciclo do analfabetismo e ter uma vida diferente da de sua mãe e sua avó.

Na escola, aprendi a comer mais fruta, salada, verdura e legumes.
"Mãe, hoje na escola, eu aprendi uma coisa muito legal! Aprendi que as comidas mais importantes são as saladas, as verduras e os legumes", conta Polyane, 9 anos, de Santarém, no Pará.

Busca Ativa Escolar: com a chegada de um cuidador, Denílson conseguiu voltar à escola
Encontrado pelo projeto Busca Ativa Escolar em Campina Grande (PB), Denílson Alves da Silva, 16 anos, precisava de apoio para frequentar as aulas. A demanda foi encaminhada e ele pode retomar os estudos.

"Quando a gente cuida do meio ambiente, constrói um mundo melhor"
Alunos de Macapá (AP) se uniram para conscientizar a comunidade sobre os perigos do Aedes aegypti e denunciar focos de lixo e água parada. "Se cada um fizer a sua parte, vai ficar bem mais fácil manter o bairro limpo", diz Elenilson, 11 anos.

Cada pneu reutilizado é um foco a menos do mosquito
Alejandro, Lucas, Willian, Jhonatan e Paula, alunos do 4º ano, queriam conscientizar sua comunidade sobre os perigos do Aedes aegypti e achar utilidade para pneus descartados. Então, coletaram pneus pelo bairro e os transformaram em pufes para sua escola.

Arthur está na escola: uma história de sucesso na inclusão escolar
Arthur, 6 anos, teve complicações ao nascer e a previsão dos médicos era de que ele não conseguiria andar. Contrariando o diagnóstico, mesmo com algumas dificuldades motoras, ele já caminha e até corre sozinho.

Todo dia, falo para o Pedro: "De ti eu não desisto. Tu vais ser um campeão!"
Quando Pedro Henrique nasceu, os médicos disseram que ele nunca andaria. Nove anos depois, mãe e filho caminham três quilômetros por dia e ela está em busca de uma vaga para ele na escola.

Com o apoio da mãe e da escola, Sandriely ganhou três medalhas de ouro na natação
Sandriely, 15 anos, tem um currículo de fazer inveja a muito competidor profissional: mais de 10 medalhas de ouro e prata em competições escolares regionais e nacionais. A menina tem deficiência intelectual e encontrou no esporte um caminho de superação.

Adolescente do Rio de Janeiro participa ativamente da vida escolar em prol de mudanças
Mesmo enfrentando desafios para concluir seus estudos, Paulo Gabriel, 16 anos, não desiste da escola. O estudante do 1º ano do ensino médio recebe o apoio de seus professores para realizar ações em favor de mudanças na comunidade escolar.

Um cidadão mais consciente e preocupado com o meio ambiente
Raylton, 13 anos, cursa o 8º ano do ensino fundamental em Frei Paulo (SE) e escreveu sobre conservação ambiental no Semiárido, como parte de uma atividade escolar para atender à demanda do eixo Educação para a Convivência com o Semiárido do Selo UNICEF.

Casa Pequeno Davi: o direito à educação e à convivência familiar e comunitária de crianças e adolescentes
Na Casa Pequeno Davi, meninas e meninos, como Cíntia, 16 anos, encontram espaço para dividir desejos e sonho com outras crianças e outros adolescentes.

EducAmazônia: melhorando a qualidade da educação básica para as crianças brasileiras
O projeto EducAmazônia trabalha visando à melhoria da qualidade da educação básica dada a 680 mil crianças, como Nayane, uma menina, de 10 anos, de olhos muito brilhantes e espertos, que cursa a 4ª série do ensino fundamental em escola rural do Pará.

 

 

 

 

Colabore com o UNICEF

   
unite for children

O UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) é uma parte integral das Nações Unidas. A missão do UNICEF é promover os direitos e bem-estar de todas as crianças em tudo o que fazemos e, junto com nossos parceiros, traduzir esse compromisso em ações práticas em benefício das crianças de todos os lugares. Nossos programas dependem integralmente de contribuições voluntárias de pessoas físicas e organizações, além dos fundos arrecadados por meio de nossas atividades, como a venda de produtos licenciados. O UNICEF é isento de todos os impostos diretos no Brasil sob os direitos internacionais e brasileiros.

Para mais informações relacionadas à sua doação, entre em contato no 0800-605-2020 ou pelo e-mail amigodacrianca@unicef.org

Para informações de privacidade, acesse nossa política de privacidade.

CNPJ: 03744126/0001-69 

and