“Ia desistir dos sonhos, aí o celular chegou”

A adolescente Jayanny da Silva, do Recife, recebeu um kit de conectividade doado pelo UNICEF e seus parceiros

UNICEF Brasil
uma menina está estudando em uma mesa em casa, ela está mexendo no celular, na frente dela há um caderno aberto, ao lado uma janela que dá para a rua.
UNICEF/BRZ/João Lucas
12 abril 2021

A pandemia frustrou os sonhos de Jayanny da Silva, de 17 anos, mesmo que momentaneamente. Estudante do último ano do ensino médio de uma escola pública do Recife (PE), ela teve que interromper as aulas presenciais em março de 2020, prejudicando seus estudos e sua preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Sem internet e com um único celular para dividir com os quatro irmãos, ela não conseguiu acompanhar as aulas online diariamente. “Usava a internet da vizinha ou ia para casa de amigos para poder estudar”, revelou a menina, moradora da comunidade Brasília Teimosa, bairro vulnerável da capital pernambucana. “Com a pandemia, vi meu sonho de ser advogada ser interrompido. Cheguei a duvidar que eu conseguiria concluir os estudos. Fiquei muito ansiosa e com medo de decepcionar meus pais”, contou Jayanny.

menina assiste à aula pelo celular
UNICEF/BRZ/João Lucas

A solução chegou meses depois, em novembro de 2020. A partir de uma iniciativa do UNICEF e parceiros, Jayanny foi uma das beneficiadas com um kit de conectividade que continha um celular, um caderno, um lápis, uma caneta e uma bolsa, e, assim, pôde continuar seus estudos. Foi o primeiro celular da jovem. “Eu fiquei muito feliz. Meus pais estão desempregados, então, sem essa ajuda, jamais teria tido a condição de comprar um aparelho. Voltei para as aulas todos os dias e consegui concluir meus estudos ainda em dezembro”, comemorou a menina no final do ano passado. Recentemente, ela fez a tão sonhada prova do Enem.

Jayanny ainda tem sonhos grandes. Ela espera começar logo a faculdade, conhecer países como Estados Unidos e Alemanha, e um dia dar uma casa melhor para a sua família. A profissão de advogada é para apoiar e defender as pessoas mais vulneráveis que, como ela mesmo diz, “são as verdadeiras vítimas da sociedade”.

“Aquele celular me ajudou a sonhar novamente”, celebrou.

uma menina adolescente sorri encostada na janela de casa
UNICEF/BRZ/João Lucas

Sobre os kits conectividade
A entrega dos kits de conectividade faz parte das iniciativas 1 Milhão de Oportunidades (1MiO) e Acesso à Internet.

Lançada em 2020, a iniciativa Um Milhão de Oportunidades (1Mio) é a maior articulação pela juventude do Brasil, reunindo organizações das Nações Unidas, governos, setor privado e sociedade civil para criar oportunidades de educação de qualidade, conectividade, formação de competências digitais e participação cidadã, capacitação profissional, aprendiz, estágio e emprego para adolescentes e jovens (14 a 24 anos) em situação de vulnerabilidade. O 1Mio é parte do programa global Generation Unlimited (Geração Que Move, no Brasil), aprovado pela Assembleia Geral da ONU, em setembro de 2018.

A iniciativa Acesso à Internet pretende aumentar oportunidades para reduzir desigualdades. Já apoiou adolescentes de Belém, Fortaleza, Manaus, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e comunidades indígenas e quilombolas da Paraíba.