UNICEF e Roche capacitam profissionais de mais de 500 unidades de saúde e educação infantil para promover o diagnóstico precoce e o estímulo de crianças com atraso no desenvolvimento

Disseminar informações sobre deficiências e doenças raras pode transformar a jornada de crianças, adolescentes e seus familiares

14 junho 2022

Brasília, 14 de junho de 2022 – A jornada de uma pessoa com uma doença rara muitas vezes se inicia na primeira infância. No entanto, uma criança pode levar até sete anos para a identificação de algum tipo de morbidade. Por isso, o UNICEF, prefeituras de seis cidades e a Roche se uniram para promover o diagnóstico precoce e o estímulo de crianças com atraso no desenvolvimento, deficiências e doenças raras – entre elas, a atrofia muscular espinhal e o autismo. A iniciativa Unidade Amiga da Primeira Infância (Uapi) já capacitou 1.854 profissionais de saúde de 514 unidades, sendo 400 unidades de saúde e 114 unidades de educação infantil em Belém, no Recife, no Rio de Janeiro, em Salvador, em São Luís e em Fortaleza.

A capacitação é composta de três módulos que abordam a atenção integral e integrada da rede de serviços básicos para a primeira infância – incluindo crianças com deficiência, doenças raras e atraso no desenvolvimento; mapeamento e qualificação da oferta dos serviços no município; a educação infantil como proteção contra todas as formas de violência; indicadores de qualidade na educação infantil; além de o olhar para a inclusão e as diversas formas de aprender e ensinar.

“Investir no cuidado integral e integrado nos seis primeiros anos de vida – olhando conjuntamente os diferentes aspectos do desenvolvimento infantil – traz mais resultados que em qualquer outra fase da vida”, declara Cristina Albuquerque, chefe de Saúde do UNICEF no Brasil.

A iniciativa tem como objetivo o compartilhamento de boas práticas ainda na primeira infância e será implementada até dezembro de 2022 em Unidades Primárias de Saúde (UPS) de seis capitais brasileiras, capacitando profissionais de saúde para realizar o diagnóstico inicial, acompanhar e referenciar as crianças para serviços especializados para confirmação diagnóstica, tratamento e reabilitação. A iniciativa também será implementada em Unidades de Educação Infantil, capacitando profissionais para referenciamento de casos suspeitos e para o oferecimento de serviços inclusivos para todos.

“Essa iniciativa evidencia o potencial das parcerias público-privadas, oferecendo acesso à saúde de forma democrática, sustentável e eficiente”, explica Patrick Eckert, presidente da Roche Farma Brasil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o conceito de doença rara atinge, atualmente, 65 pessoas em cada grupo de 100 mil indivíduos, ou seja, 1,3 para cada 2 mil pessoas. No Brasil, o número de pessoas com alguma doença rara chega a 13 milhões, de acordo com a Interfarma.

Sobre a Roche
Fundada em 1896, em Basileia, na Suíça, como um dos primeiros fabricantes industriais de medicamentos de marca, a Roche se tornou a maior empresa de biotecnologia do mundo e líder mundial em diagnóstico in-vitro. A empresa explora a excelência científica com a finalidade de descobrir e desenvolver medicamentos e diagnósticos para melhorar e salvar a vida de pessoas no mundo todo.

É pioneira em tratamentos de saúde personalizados e quer transformar ainda mais a forma como os tratamentos de saúde são fornecidos, de modo a exercer um impacto cada vez maior. Para oferecer os melhores tratamentos a cada pessoa, estabelece parcerias com muitas outras partes interessadas e combina seus pontos fortes em diagnóstico e farmacêutica com a experiência proveniente dos dados da prática clínica.

Reconhecendo seu empenho na busca de uma perspectiva de longo prazo em todos os seus empreendimentos, pelo décimo terceiro ano consecutivo, a Roche foi nomeada uma das empresas mais sustentáveis da indústria farmacêutica de acordo com os Índices de Sustentabilidade Dow Jones. Esse reconhecimento também reflete seus esforços para melhorar o acesso à saúde com parceiros locais em todos os países onde atua. Para saber mais, clique aqui.

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 98166 1649
Fernanda Toyomoto
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em mais de 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.