UNICEF e Prefeitura de Santarém juntos na resposta humanitária venezuelana

26 fevereiro 2020

Belém, 26 de fevereiro de 2020 – Entre os dias 27 e 28 de fevereiro, o UNICEF realiza uma oficina para os profissionais que realizam o atendimento de crianças e adolescentes migrantes venezuelanos indígenas da etnia warao no município de Santarém. O foco do evento será em proteção, apoio psicossocial e educação.

Santarém é o segundo município com o maior quantitativo de venezuelanos indígenas no Estado do Pará. Por isso, o UNICEF, em parceria com a Prefeitura de Santarém, definiu como prioridade realizar a capacitação para os profissionais da educação, assistência social e saúde que realizam atendimento de migrantes venezuelanos waraos no abrigo institucional da Prefeitura. Essa ação permitirá a uniformidade na resposta humanitária no Estado do Pará.

Angelo Damas, oficial de Educação do UNICEF em Belém, está na coordenação da oficina voltada para as equipes municipais. Para ele, “essas oficinas são momentos voltados para qualificação das equipes, mas também são fundamentais para reflexão e troca de experiências, visando padronizar procedimentos e garantir os direitos destas famílias que chegam em situação de extrema vulnerabilidade”.

A oficina será iniciada com as boas-vindas e apresentação da agenda que, entre outros, tratará dos seguintes conteúdos: UNICEF e os compromissos centrais para crianças em ações humanitárias; principais enfoque do trabalho de proteção; educação em emergência e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC); efeitos psicossociais em crianças e adolescentes e primeiros auxílios psicológicos; e prevenção ao assédio e ao abuso sexual. No segundo dia será feita uma visita ao abrigo onde deverão ocorrer uma roda de conversa com adolescentes waraos e a escuta de professores e profissionais da assistência social que trabalham no abrigo para migrantes waraos.

Atualmente, 142 indígenas waraos se encontram na Casa de Acolhimento em Santarém, sendo 69 crianças e adolescentes. O fluxo varia muito, pois são famílias que estão em permanente movimento entre os municípios do Pará e de outros Estados.

A Casa de Acolhimento para Adultos e Famílias é um equipamento da Proteção Social Especial de Alta complexidade, cujo objetivo principal é prestar acolhida ao público adulto/familiar que esteja em vivência de situação de vulnerabilidade social. Também busca-se a inclusão desse público em ações e serviços públicos conforme preconiza a Política Nacional de Assistência Social.

Em Santarém, os serviços foram iniciados a partir de novembro de 2017, após a chegada de um grupo de 30 índios venezuelanos da etnia warao ao município, no dia 28 de setembro de 2017. Desde então, sob a gestão da Secretaria Municipal de Assistência Social, a referida casa de acolhimento tem mantido suas instalações no Bairro do Cambuquira, inicialmente estabelecida nas dependências de uma escola desativada, e atualmente na Chácara Roberto Magalhães.

Sobre a Oficina de qualificação das equipes municipais na resposta humanitária venezuelana
Quando: Quinta-feira 27 de fevereiro, das 8h às 17h
Onde: Auditório anexo à Igreja Adventista do 7º Dia – Avenida Mendonça Furtado 699, Centro

Quando: Sexta-feira 28 de fevereiro, das 8h às 12h
Onde: Casa de Acolhimento para Adultos e Famílias (Caaf) – Rodovia STM Cuiabá 163, km 7, Cambuquira.

Contatos para a imprensa

Ida Pietricovsky de Oliveira
Especialista em Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (91) 98128 9022

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no FacebookTwitterInstagramYouTube e LinkedIn.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.