UNICEF capacita ACS para atenção integrada a crianças refugiadas e migrantes

A atividade formativa, no Pará, faz parte das ações de fortalecimentos dos serviços e equipamentos de saúde pública para a atenção dessa população, sobretudo os indígenas waraos

05 outubro 2022

Belém, 5 de outubro de 2022 – Nos próximos dois meses, agentes comunitários de saúde (ACS) de Belém, Ananindeua e Santarém (PA) que trabalham com atenção a famílias refugiadas e migrantes participam de ciclos de capacitação com foco nos sinais de alerta em saúde de meninos e meninas em deslocamento. Nesse período, o UNICEF realizará quatro oficinas sobre a Estratégia de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância (AIDPI) para ações comunitárias, que terão início no próximo dia 6, para a primeira turma de Belém.

A atividade formativa faz parte das ações de fortalecimentos dos serviços e equipamentos de saúde pública para a atenção dessa população, sobretudo dos indígenas waraos, etnia da Venezuela hoje encontrada em várias partes do Brasil, inclusive no Pará, e que integram o fluxo migratório venezuelano. Na oficina, esses ACS, que atuam nos territórios com presença de refugiados e migrantes e estão vinculados a Unidades Básicas de Saúde (UBS) de referência, dialogarão sobre as medidas que devem e podem ser tomadas no domicílio, em conjunto com as famílias: de prevenção e promoção à consulta, quando necessária, e o cumprimento das recomendações de tratamento para as crianças indígenas e migrantes e refugiadas.

A ação é realizada em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde de Belém, Ananindeua e Santarém. Durante os eventos em Belém e Ananindeua, será feito o lançamento da Cartilha de Acesso aos Serviços de Saúde de Belém e Ananindeua, documento elaborado em parceria com a Agência da ONU para Refugiados (Acnur) e a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (Adra Norte).

Fortalecimento – Desde 2020, o UNICEF desenvolve atividades de fortalecimento dos serviços de saúde para a população refugiada e migrante nos três municípios. Por dois anos, o projeto “Ori Kuare Nakakitane – Estamos Unidos”, em parceria com a Adra Norte, complementou serviços com avaliações de saúde, avaliação nutricional, atividades de educação em saúde, elaboração de materiais educativos sobre prevenção e cuidados, rodas de conversa, entrega de kits de higiene e entrega de equipamentos para abrigos.

Em 2022, a estratégia tem foco na ampliação das capacidades das UBSs para o atendimento, por meio da entrega de equipamentos e da capacitação sobre “Cosmovisão Warao e os Direitos da População Indígena de Acesso a Serviços de Saúde”, que busca a adaptação dos serviços a esse público diferenciado.

Oficinas sobre a Estratégia de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância – AIDPI

  • Duas turmas para Belém, com 60 pessoas no total: 1ª turma em 6 e 7/10/2022; 2ª turma em 24 e 25/10/2022
  • Uma turma para Ananindeua, com 30 pessoas: 20 e 21/10/2022
  • Uma turma para Santarém, com 30 pessoas: 3 e 4/11/2022

Contatos para a imprensa

Ida Pietricovsky de Oliveira
Especialista em Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (91) 98128 9022

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em mais de 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.