O Mecanismo Covax vai entregar sua sexagésima milionésima dose de vacina nesta semana. Pelo menos, 170 milhões de doses já deveriam ter sido entregues. A hora de doar doses em excesso é agora

Declaração da diretora executiva do UNICEF, Henrietta Fore, enquanto os países do G7 se preparam para a cúpula de junho

17 maio 2021

Nova Iorque, 17 de maio de 2021 – “O Mecanismo Covax – o esquema de equivalência patrimonial global de vacinas contra a Covid-19 – entregará sua sexagésima milionésima dose nesta semana. Ele já deveria ter entregue pelo menos 170 milhões. Quando os líderes do G7 se reunirem no Reino Unido no próximo mês, e como uma segunda onda mortal de Covid-19 provavelmente continuará a varrer a Índia e muitos de seus vizinhos da Ásia Meridional, o déficit será próximo a 190 milhões de doses.

Temos emitido repetidos avisos sobre os riscos de baixar a guarda e deixar países de baixa e média renda sem acesso equitativo a vacinas, diagnósticos e terapêuticas. Preocupa-nos que o pico mortal na Índia seja um precursor do que acontecerá se esses avisos permanecerem ignorados. Embora a situação na Índia seja trágica, não é a única. Os casos estão explodindo e os sistemas de saúde estão à beira do colapso em países próximos à Índia – como Nepal, Sri Lanka e Maldivas – e distantes, como em alguns países da América Latina. O custo para crianças e famílias será incalculável.

Quanto mais tempo o vírus continuar a se espalhar sem controle, maior o risco de surgirem variantes mais letais e contagiosas.

O caminho mais claro para sair desta pandemia é uma distribuição global e equitativa de vacinas, diagnósticos e terapêuticas. O Covax, liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (Gavi) e a Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias (Cepi), com o UNICEF como parceiro de implementação, representa esse caminho. Mas o Covax está com suprimento insuficiente.

Entre as consequências globais da situação na Índia, um centro global para a produção de vacinas, está uma redução severa nas vacinas disponíveis para o Covax. O aumento da demanda doméstica significa que 140 milhões de doses destinadas à distribuição para países de baixa e média renda até o final de maio não podem ser acessadas pelo Covax. Provavelmente, mais 50 milhões de doses serão perdidas em junho. Isso, somado ao nacionalismo da vacina, à capacidade de produção limitada e à falta de financiamento, é a razão pela qual a produção em grande escala das vacinas contra a Covid-19 está tão atrasada.

Os líderes do G7 se reunirão no próximo mês com uma medida de emergência em potencial prontamente disponível. A nova análise de dados fornecida pelo Airfinity, o centro de pesquisa de ciências da vida, e encomendada pelo Comitê Nacional do Reino Unido para a UNICEF, indica que as nações do G7 e o grupo 'Team Europe' dos Estados membros da União Europeia poderiam doar cerca de 153 milhões de doses de vacina se compartilhassem apenas 20% de sua oferta disponível em junho, julho e agosto. Sobretudo, eles poderiam fazê-lo sem deixar de cumprir seus compromissos de vacinar suas próprias populações.

Embora alguns membros do G7 tenham mais suprimentos do que outros e alguns tenham implementações domésticas mais avançadas, um compromisso coletivo imediato de reunir suprimentos em excesso e dividir o fardo da responsabilidade pode impedir que países vulneráveis se tornem o próximo hotspot global.

No fim das contas, a corrida global pela vacinação será vencida quando os Estados membros fizerem planos sustentáveis para financiar e fornecer totalmente o compromisso antecipado de mercado do Covax, apoiando a expansão da capacidade de fabricação de vacinas, inclusive por meio de licenciamento de propriedade intelectual proativo e transferência de tecnologia. Essas medidas são críticas, mas não vão mudar nada da noite para o dia. Compartilhar as doses em excesso imediatamente disponíveis é uma medida paliativa mínima, essencial e de emergência, e é necessária agora.”

###

Notas para os editores
Os números de déficit são baseados em atrasos relacionados a remessas apenas do Serum Institute of India (SII). Outros atrasos relacionados ao cronograma de entrega original do Covax devem ser compensados até o final de junho. No momento, não há cronograma para resolver atrasos relacionados ao SII.

A análise Airfinity é produzida usando previsões de dados de suprimentos de vacina alocados para membros do G7 com base em doses definidas para estar prontamente disponíveis. As previsões de fornecimento são baseadas em acordos existentes entre países e fabricantes de vacinas candidatas aprovadas, a menos que especificadas como vacinas candidatas incluídas atualmente em testes de Fase III. O número agregado de 153 milhões de doses representa o total de doses disponíveis se todos os membros do G7 doarem 20% de seu suprimento disponível em junho, julho e agosto de 2021, menos a Novovax (devido às limitações de suprimento antecipadas que afetam a Novovax).

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 3035 1979
Ester Correa Coelho
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 3035 1973

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.