Gestores e profissionais de saúde compartilham boas práticas nas unidades básicas de saúde de Boa Vista

Realizado pela Prefeitura com apoio do UNICEF, seminário trouxe compartilhamento de experiências bem-sucedidas da rede municipal de saúde da capital

08 outubro 2021

Boa Vista, 8 de outubro de 2021 – Para fortalecer o sistema público de saúde da capital de Roraima, impactado pelo fluxo migratório da Venezuela e desafiado pela pandemia da covid-19, a Prefeitura de Boa Vista realizou, com apoio do UNICEF, o Seminário de Boas Práticas nas Unidades Básicas de Saúde. Reunindo nove experiências bem-sucedidas da rede municipal, o evento, realizado no dia 23 de setembro, reuniu gestores, profissionais de saúde e organizações da sociedade civil para discutir formas de avançar no atendimento tanto da população brasileira quanto da população refugiada e migrante.

Desde agosto de 2020, o UNICEF apoia diretamente o ampliação da capacidade técnica e de atendimento das unidades básicas de saúde dos municípios de Boa Vista e Pacaraima, em Roraima – o estado brasileiro mais impactado pela crise econômica e social da Venezuela.

“O objetivo do UNICEF com esse apoio é estimular as boas práticas na atenção primária à saúde e que essas melhorias que foram compartilhadas no seminário possam beneficiar todos os que acessam os serviços da rede municipal, sejam eles migrantes, refugiados ou a comunidade de acolhida. Precisamos garantir que essas experiências cheguem às demais localidades e que mais pessoas possam ser atendidas com qualidade nos serviços de saúde”, afirma Daiana Pena, oficial de Saúde e Nutrição do UNICEF.

De janeiro a agosto de 2021, foram realizados mais de 60 mil atendimentos nas unidades básicas de saúde, mais do que o dobro do número de atendimentos registrados em 2017, primeiro ano do avanço da migração no estado.

“Os desafios foram muitos com o aumento da entrada de migrantes no estado, mas as parcerias com as organizações nos ajudaram muito. É importante destacar que atendemos todos com igualdade, independentemente de sua nacionalidade. O acesso é garantido de forma igualitária e é isso que as unidades vêm fazendo”, reforçou a diretora da unidade básica de saúde do bairro 13 de setembro, Sheila Albuquerque.

Entre as boas práticas compartilhadas no dia do evento, estão melhorias na alimentação, prevenção de doenças crônicas, consulta de enfermagem ginecológica e acolhimento qualificado de pessoas em situação de vulnerabilidade nos serviços de saúde.

Contatos para a imprensa

Ludmila Balanin
Consultora de Comunicação em Emergência
UNICEF Brasil
Telefone: (19) 99910 0026
Marco Prates
Consultor em Comunicação para o Desenvolvimento e Comunicação em Emergências
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 99695 0123

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.