Dois milhões de crianças e adolescentes refugiados fugiram da guerra na Ucrânia em busca de segurança além das fronteiras

Além deles, 2,5 milhões de meninas e meninos foram deslocados dentro do país. Com isso, um total de 60% das crianças e dos adolescentes da Ucrânia foram forçados a deixar suas casas, à medida que os ataques às áreas urbanas continuam

30 março 2022
Foto mostra duas meninas pequenas e uma adolescente sentadas em um local externo. As três estão bastante agasalhadas.
UNICEF/UN0606529/Moskaliuk
As irmãs Camilla, 5 anos, Amina, 3, e Vlada, 14, esperam em Krakovets, próximo à fronteira entre Ucrânia e Polônia. Elas fugiram de Slovyansk, na região de Donetsk, com sua mãe, Oksana.

Nova Iorque/Genebra/Kiev, 30 de março de 2022 – Dois milhões de crianças e adolescentes foram forçados a fugir da Ucrânia, enquanto a guerra continua.

“A situação na Ucrânia está se tornando cada vez mais preocupante”, disse a diretora executiva do UNICEF, Catherine Russell. “À medida que o número de crianças e adolescentes que fogem de suas casas continua aumentando, devemos lembrar que cada um deles precisa de proteção, educação, segurança e apoio.”

Crianças e adolescentes representam metade de todos os refugiados da guerra na Ucrânia, de acordo com o UNICEF e o Acnur. Mais de 1,1 milhão de meninas e meninos chegaram à Polônia, com centenas de milhares também chegando à Romênia, à Moldávia, à Hungria, à Eslováquia e à República Tcheca, totalizando 2 milhões de crianças e adolescentes refugiados.

O UNICEF continua a alertar para o risco crescente de tráfico e exploração. Para tentar reduzir os riscos que crianças, adolescentes e jovens enfrentam, o UNICEF, o Acnur e parceiros governamentais e da sociedade civil estão ampliando os Centros Ponto Azul em países de acolhimento de refugiados, incluindo Moldávia, Romênia e Eslováquia. Os Centros Ponto Azul são espaços seguros únicos que podem fornecer informações às famílias que viajam, ajudar a identificar crianças e adolescentes desacompanhados e separados e garantir sua proteção contra a exploração e servir como um centro de acesso a serviços essenciais.

O UNICEF também está trabalhando, em regime de urgência, com governos nacionais e outras autoridades da região para implementar outras medidas para manter meninas e meninos seguros, incluindo o fortalecimento da triagem de proteção infantil nas passagens de fronteira.

O UNICEF estima que, além dos refugiados, mais de 2,5 milhões de crianças e adolescentes estão foram deslocados internamente na Ucrânia. O Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos documentou que mais de 100 crianças e adolescentes foram mortos durante o conflito e outros 134 meninos e meninas ficaram feridos. No entanto, é provável que o número real seja muito maior.

O UNICEF também está profundamente preocupado com crianças, adolescentes e famílias retidos ou incapazes de sair de áreas cercadas devido a riscos de segurança elevados e falta de rotas de saída seguras. Relatos de grave escassez de alimentos, água, aquecimento e outros itens básicos continuam a aumentar, destacando a importância do acesso humanitário seguro e irrestrito a todas as áreas do país.

Alguns meninos e meninas que fugiram da Ucrânia ainda podem acessar seu currículo escolar ucraniano online. Para outros, esforços coletivos devem ser feitos, inclusive pelos países de acolhimento de refugiados, para garantir que sua educação continue. Além de a oportunidade de continuar aprendendo, o acesso à educação dá a crianças e adolescentes alguma estabilidade, proteção e um sentimento de pertencimento em um momento de incerteza.

O UNICEF continua a aumentar a sua resposta na Ucrânia e nos países de acolhimento de refugiados.

Nesta semana, o UNICEF iniciou um programa humanitário de transferência de dinheiro para apoiar 52 mil das famílias mais vulneráveis na Ucrânia.

Até 28 de março de 2022, o UNICEF havia despachado 114 caminhões transportando 1.275 toneladas métricas de suprimentos de emergência para apoiar crianças, adolescentes e famílias na Ucrânia e nos países vizinhos. Os 63 caminhões de suprimentos que chegaram à Ucrânia atenderão às necessidades de mais de 8 milhões de pessoas, incluindo 2 milhões de crianças e adolescentes. Os suprimentos incluem medicamentos e equipamentos médicos, roupas de inverno para meninas e meninos e kits de higiene, educação, desenvolvimento infantil e recreação.

###

Saiba mais sobre o trabalho do UNICEF na Ucrânia aqui.

###

Como ajudar?
O UNICEF no Brasil está com uma campanha de arrecadação de recursos para apoiar sua resposta humanitária na Ucrânia. As doações podem ser feitas aqui.

Centros Ponto Azul são essenciais para proteger crianças na Ucrânia. Empresas, fundações e doadores filantrópicos que queiram contribuir com essa iniciativa podem escrever para parcerias@unicef.org

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 98166 1649
Ester Correa Coelho
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 99122 8671

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em mais de 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.