Declaração da diretora executiva do UNICEF, Catherine Russell, sobre a deterioração da situação das crianças em Israel e na Palestina

09 outubro 2023

Nova Iorque, 9 de outubro de 2023 – “Nada justifica o assassinato, a mutilação ou o rapto de crianças – graves violações de direitos que o UNICEF condena veementemente.

No entanto, menos de 72 horas após a eclosão de uma violência terrível em Israel, os relatórios indicam que as graves violações dos direitos contra as crianças estão sem controle. Muitas crianças foram mortas ou feridas, enquanto inúmeras outras foram expostas à violência.

O UNICEF pede aos grupos armados, ou aqueles responsáveis, a libertação imediata e segura de quaisquer crianças mantidas como reféns em Gaza, para que possam ser reunidas com as suas famílias ou cuidadores. E apelamos a todas as partes para que protejam as crianças de perigos, em conformidade com o direito humanitário internacional.

Também estou profundamente preocupada com as medidas para bloquear a eletricidade e impedir a entrada de alimentos, combustível e água em Gaza, o que pode colocar em risco a vida das crianças.

É imperativo que todas as partes se abstenham de mais violência e ataques às infraestruturas civis.

Com a situação humanitária deteriorando-se rapidamente, os trabalhadores humanitários devem ser capazes de alcançar com segurança às crianças e às suas famílias com serviços e suprimentos vitais – onde quer que elas estejam.

Lembro a todas as partes que nesta guerra, como em todas as guerras, são as crianças que sofrem primeiro e sofrem mais.”

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 98166 1649
Luana Ribeiro Piotto
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em mais de 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.