David Beckham e Millie Bobby Brown encabeçam cúpula da ONU para exigir direitos para cada criança

20 Novembro 2019
Crianças com camiseta azul do UNICEF estão pintadas de azul. Elas sorriem para a câmera.
UNICEF/UNI212395/Frank Dejongh
As crianças de Sakassou, na Costa do Marfim, pintam sua nova escola – feita de tijolos de plástico reciclado – de azul para comemorar o Dia Mundial da Criança.

Neste Dia Mundial da Criança, os governos renovam compromisso com os direitos da criança, meninas e meninos assumem papéis importantes e monumentos famosos ficam azuis para comemorar os 30 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança

No Brasil, Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo programam atividades e solenidades durante todo o mês para celebrar o 20 de Novembro, que marca também o Dia Nacional da Consciência Negra

Nova Iorque, 20 de novembro de 2019 – Os embaixadores do UNICEF David Beckham e Millie Bobby Brown encabeçarão uma cúpula global na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, onde se juntarão a crianças e jovens em ações exigindo a proteção e a promoção dos direitos da criança.

A cúpula do UNICEF faz parte das comemorações do Dia Mundial da Criança, mesmo dia em que se celebra, neste ano, o trigésimo aniversário da adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança, o tratado de direitos humanos mais amplamente ratificado da história. As crianças participarão de cúpulas semelhantes em mais de 50 países, da Armênia à Jordânia e da Etiópia à Indonésia.

"Crianças de todos os lugares sonham com um futuro melhor", disse David Beckham, que abrirá a cúpula global. "Trabalho com o UNICEF há quase 20 anos e conheci crianças em todos os cantos do mundo, meninas e meninos que almejam uma educação melhor, uma vida livre de doenças e paz. Todas as crianças merecem a oportunidade de alcançar seu potencial e estou muito orgulhoso de apoiar crianças e adolescentes que estão se manifestando hoje pela mudança".

"Hoje os jovens da minha idade estão enfrentando desafios que há 30 anos eram difíceis de ser previstos", disse Millie Bobby Brown, a mais jovem embaixadora do UNICEF. "Tenho orgulho de acrescentar minha voz a todas aquelas, em todo o mundo, que estão pedindo soluções para os problemas atuais, como bullying, acesso à educação, conscientização da saúde mental, prevenção de suicídios e mudanças climáticas".

O Dia Mundial da Criança – celebrado todos os anos em 20 de novembro – visa aumentar a conscientização e os fundos para os milhões de crianças que têm negados seus direitos a cuidados adequados de saúde, nutrição, educação e proteção.

Para a celebração deste ano, os Estados membros das Nações Unidas foram convidados a se alinhar a um Juramento Global que promete renovar seu compromisso com a Convenção sobre os Direitos da Criança e implementar os direitos da criança adequados ao século XXI.

"Em todo o mundo, crianças, adolescentes e jovens estão assumindo a liderança e exigindo ações urgentes sobre os assuntos que lhes são importantes, como a crise climática, o aumento de doenças mentais e a falta de oportunidades", disse Henrietta Fore, diretora executiva do UNICEF. "Este Dia Mundial da Criança oferece aos líderes globais uma oportunidade importante para atender a esses apelos e se comprometer com os direitos de cada criança agora e para as gerações futuras".

Em um dia global de ação, as crianças organizarão cúpulas com líderes e tomadores de decisão e assumirão papéis de destaque no governo, nos esportes e nos negócios. Em um posicionamento simbólico pelos direitos da criança, monumentos famosos ao redor do mundo também ficarão azuis.

Atividades globais incluem:

  • Na sede da ONU em Nova Iorque, os embaixadores do UNICEF David Beckham e Millie Bobby Brown serão os anfitriões de uma cúpula global em que as crianças convidarão os líderes mundiais a cumprir seus compromissos de realizar os direitos da criança. A eles, vai se juntar o embaixador do UNICEF na China Wang Yuan, que participará da chamada global pelo direito à educação das crianças. A atriz e cantora Keala Settle, o cantor Skip Marley (neto de Bob Marley), o cantor e compositor Amrit Kaur e o compositor Charlie Chan estarão se apresentando ao vivo no evento. O escritor nigeriano Wole Soyinka, ganhador do prêmio Nobel de Literatura em 1986, lerá um poema original escrito para crianças. Mais de 50 cúpulas nacionais ocorrerão com representantes governamentais em todo o mundo, incluindo Alemanha, Armênia, Etiópia, Indonésia, Jordânia, Laos, Ruanda, Suriname e Tanzânia.
  • No Brasil, 53 adolescentes e jovens, com idades entre 13 e 20 anos, vindos de diversos Estados, reuniram-se na capital do País, entre os dias 11 e 13 de novembro para discutir sobre os seus direitos e celebrar os 30 anos da Convenção. Eles redigiram a Carta de Brasília, em que exigem o cumprimento integral da Convenção sobre os Direitos da Criança.
  • Ainda no Brasil, de 18 a 27 de novembro, atividades e solenidades nos Estados de Alagoas, Espírito Santo, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo também contam com a participação ativa de crianças e adolescentes brasileiros.
  • No Palácio das Nações, em Genebra, uma celebração nos dias 18, 19 e 20 de novembro terá a participação da alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle. Bachelet.
  • Em países do mundo todo, as crianças participarão ativamente nos parlamentos, incluindo o Parlamento Europeu, em Bruxelas, e parlamentos em Cabo Verde, Comores, Índia, Jamaica, Madagascar, Malásia, Quirguistão e Turquia. O taoiseach da Irlanda (primeiro-ministro), Leo Varadkar, participará de uma ação em que as crianças assumirão o controle em seu escritório pelo terceiro ano consecutivo.
  • Monumentos icônicos ficarão azuis, incluindo o Parlamento Europeu, em Bruxelas; a Torre de Xangai, na China; o Panteão de Paris, na França, a Acrópole, na Grécia; o Palácio da Paz, na Holanda; a Rashtrapati Bhavan, na Índia; Petra, na Jordânia; a Casa de Frida Kahlo, no México; a Mesquita de Al Noor, na Nova Zelândia; o Canal do Panamá, no Panamá; o Monumento ao Renascimento Africano, no Senegal; e a Ponte do Bósforo, na Turquia.
  • Mais de 80 organizações globais e locais demonstrarão seu apoio aos direitos da criança, incluindo Amadeus, Beko, Change for Good (EasyJet, Qantas, Asiana, Cathay, Cebu, American Airlines, Japan Airlines, Aer Lingus), FC Barcelona, H&M, Ikea, ING, Johnson & Johnson, Kahoot!, Lego, Louis Vuitton, Nordic Choice Hotels, Norwegian Airlines, Pandora, SAP, South African Airways, Telenor, Vivendi (proprietários da marca do icônico urso Paddington™) e WWE.
  • No Chade, Etiópia, Guiné Equatorial, Haiti, Lesoto, Namíbia, Turquemenistão e outros países, as crianças assumem salas de imprensa e redações de jornais para informar sobre questões que lhes são importantes.
  • Várias colaborações com embaixadores e defensores da Juventude, com idades entre 13 e 24 anos, serão realizadas como parte das comemorações do Dia Mundial da Criança na Colômbia, Malásia, México, Noruega, Papua Nova Guiné, Peru, Sudão e Timor-Leste.
  • Estrelas esportivas mundiais apoiarão o direito das crianças de brincar, incluindo Al Ahly SC, no Egito; os clubes de futebol Galatasaray, Fenerbahce e Besiktas, na Turquia; e, no Turcomenistão, crianças com deficiência vão se juntar à partida de futebol entre as seleções do Turcomenistão e Sri Lanka, na segunda fase das eliminatórias da Copa do Mundo.
  • Na Noruega, o UNICEF colaborou com o Instituto Europeu de Bioinformática EMBL-EBI, Twist Bioscience e Imagene SA para codificar a Convenção sobre os Direitos da Criança em DNA sintético. O DNA resultante será armazenado em solo permanentemente congelado no Arquivo Ártico Mundial, em Svalbard, tornando a CDC o primeiro documento do mundo a ser armazenado dessa maneira e protegendo-o por milhões de anos. A sequência de DNA para a CRC também será disponibilizada no Arquivo Europeu de Nucleotídeos como prova de autenticidade.
  • Milhares de crianças em todo o mundo estão aprendendo sobre seus direitos e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável com a iniciativa Maior Aula do Mundo (World’s Largest Lesson), incluindo Bulgária, El Salvador, Espanha, Eswatini, Laos, Nigéria, Paquistão, Senegal, Reino Unido e outros.
  • Para que os jovens se divirtam e aprendam mais sobre seus direitos, o  Escritório Regional do UNICEF para a América Latina e o Caribe criou um aplicativo para jogos em dispositivos móveis, Right Runner, com cada nível destacando um direito específico da Convenção sobre os Direitos da Criança. Está disponível para download globalmente, em inglês e espanhol, no Google Play e na Apple Store.
  • O UNICEF Noruega colaborou com o Kahoot!, uma plataforma de aprendizado baseada em jogos, popular entre professores em salas de aula em todo o mundo, para desenvolver e lançar três jogos da Convenção sobre os Direitos da Criança. Os jogos estão disponíveis em 17 idiomas e qualquer pessoa pode acessá-los via Kahoot!, pelo site ou aplicativo para dispositivo móvel.

O UNICEF está pedindo a seus apoiadores que levantem sua voz em solidariedade às crianças mais desfavorecidas e vulneráveis, ajudando a "tornar o mundo azul" em 20 de novembro – fazendo ou vestindo algo azul na escola, nas ruas, nas mídias sociais, nas salas de reuniões e nos campos esportivos.

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis

Oficial de Comunicação

UNICEF Brasil

Telefone: (61) 3035 1979

Telefone: (61) 98166 1649

Ester Correa Coelho

Oficial de Comunicação

UNICEF Brasil

Telefone: (61) 3035 1973

Pedro Ivo Alcantara

Especialista em Comunicação

UNICEF Brasil

Telefone: (61) 3035 1947

Telefone: (61) 98166 1636

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no FacebookTwitterInstagramYouTube e LinkedIn.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.