Conforme a pandemia de Covid-19 começa a entrar em uma nova fase, o UNICEF lembra ao mundo que "a luz no fim do túnel precisa brilhar para todos"

Declaração da diretora executiva do UNICEF, Henrietta Fore, por ocasião da Sessão Especial da Assembleia Geral da ONU sobre Covid-19

04 dezembro 2020

Nova Iorque, 4 de dezembro de 2020 – "Covid-19 é a primeira crise verdadeiramente global que vimos em nossa vida. Não importa onde vivamos, a pandemia afeta cada um de nós. Crianças foram seriamente afetadas. No entanto, com mais notícias sobre vacinas promissoras e como começamos a imaginar um dia em que a Covid-19 ficará para trás, nosso princípio orientador deve ser que a luz no fim do túnel precisa brilhar para todos.

É por isso que o UNICEF se juntou com entusiasmo ao Compromisso de Mercado Antecipado da Covax Facility para permitir que países de renda baixa e média-baixa tenham acesso às vacinas contra a Covid-19. É a melhor maneira de garantir que, conforme as vacinas se tornem disponíveis, nenhum país seja empurrado para o fim da fila. Isso não seria apenas fundamentalmente injusto, mas também imprudente. O mundo inteiro permanecerá vulnerável ao vírus até que os países com sistemas de saúde mais fracos também sejam protegidos dele.

Para que a Covax Facility funcione e garanta acesso equitativo e acessível aos países de renda baixa e média-baixa, precisamos de um compromisso global para apoiá-la e capitalizá-la, mas também para financiar a entrega de vacinas e suprimentos associados, como seringas e caixas de segurança. Os governos devem trabalhar juntos para garantir que as vacinas contra a Covid-19 sejam economicamente viáveis e acessíveis a todos os países. Os países de alta renda devem investir financeiramente no Compromisso de Mercado Antecipado e nos esforços do UNICEF de entrega da vacina contra a Covid-19. Todos os países devem adotar uma postura firme contra os controles de exportação – e estoques desnecessários – de commodities para a resposta à Covid-19.

O UNICEF também está aproveitando nossos pontos fortes únicos no envolvimento da comunidade e no fornecimento de vacinas para garantir que os países que participam da Covax Facility tenham acesso seguro, rápido e equitativo à vacina. Essa é uma tarefa enorme e muitos desafios ainda estão por vir. Como o maior comprador de vacinas do mundo, adquirindo mais de 2 bilhões de doses anualmente para imunização de rotina e resposta a surtos em nome de quase 100 países, o UNICEF está coordenando e apoiando a aquisição, frete internacional e distribuição nos países de vacinas contra a Covid-19 para a Covax Facility.

Junto com OMS, Opas, Gavi e outros parceiros nos níveis global e regional, o UNICEF também está trabalhando para apoiar os países na "preparação" de seus programas de imunização para essa implementação histórica. Isso inclui avaliar a capacidade e ajudar os países a fortalecer suas cadeias de frio e de abastecimento para que tenham infraestrutura adequada para transportar e armazenar as vacinas para entrega na linha de frente.

No entanto, a existência de uma vacina segura e eficaz contra a Covid-19 por si só não acabará com a pandemia. Precisamos de um conjunto diversificado de ferramentas para ajudar a retardar a disseminação da Covid-19, incluindo diagnósticos e tratamentos, bem como a continuação de medidas preventivas, como lavagem das mãos, distanciamento físico e uso de máscara. O UNICEF está fornecendo aos governos acesso a equipamentos de proteção individual, abordagens de teste validadas e tratamentos comprovados. Além disso, o UNICEF continua a trabalhar com parceiros multilaterais para apoiar governos com controle de prevenção de infecções, água, saneamento e suprimentos de higiene, distanciamento físico, vigilância, rastreamento de contatos, identificação de casos e sistemas de referência à comunidade para conter a pandemia.

Por último, continuamos a ajudar os países a garantir a continuidade de serviços essenciais para mulheres, crianças, adolescentes e jovens – especialmente os mais vulneráveis. As interrupções relacionadas à Covid-19 tiveram um grande impacto nas crianças: em sua segurança, seu bem-estar e seu futuro. Mesmo quando a luta contra a doença entra em uma fase nova e promissora, não devemos esquecer o trabalho que temos pela frente para responder, recuperar e reimaginar um mundo melhor para as crianças."

###

Download de fotos e b-roll aqui.

Contatos para a imprensa

Elisa Meirelles Reis
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 3035 1979
Telefone: (61) 98166 1649
Ester Correa Coelho
Oficial de Comunicação
UNICEF Brasil
Telefone: (61) 3035 1973

Sobre o UNICEF
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) trabalha em alguns dos lugares mais difíceis do planeta, para alcançar as crianças mais desfavorecidas do mundo. Em 190 países e territórios, o UNICEF trabalha para cada criança, em todos os lugares, para construir um mundo melhor para todos.

Acompanhe nossas ações no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e TikTok.

Você também pode ajudar o UNICEF em suas ações. Faça uma doação agora.