Ciclone Idai: Emergência em Moçambique, Zimbábue e Malawi

O UNICEF está em Moçambique, no Zimbábue e no Malawi desde os primeiros minutos dessa catástrofe para salvar vidas e diminuir o sofrimento de crianças e suas famílias

Em 18 de março de 2019, Mary Staford e suas filhas, Maru, 6, Milika, 2, e Eva Staford, 5, e e outras pessoas deslocadas pelas enchentes no acampamento da escola Nyachilenda na área da Autoridade Tradicional Ndamera, no distrito de Nsanje, no sul do Malawi.
UNICEF/UN0291141/Gumulira

Sua ajuda pode chegar às crianças afetadas pelo ciclone Idai

No Malawi, Moçambique e Zimbábue, famílias enfrentam a devastação causada pelo ciclone Idai.
Pelo menos 1,6 milhão de crianças precisam de assistência urgente.
Muitas delas perderam sua casa, sua escolas, seus amigos e entes queridos. Hospitais também foram destruídos. O UNICEF está se movimentando rapidamente para responder a esse desastre, fornecendo suprimentos de emergência para os campos e comunidades para ajudar os deslocados pelas enchentes.

Hélcio Filipe segura Anderson no colo. Eles estão na Escola Secundária Samora Machel, um dos locais utilizados como moradia temporária para pessoas de Buzi, Moçambique, que foram deslocadas pelas enchentes causadas pelo ciclone Idai.
UNICEF/UN0291173/de Wet AFP-Services
Hélcio Filipe segura Anderson no colo. Eles estão na Escola Secundária Samora Machel, um dos locais utilizados como moradia temporária para pessoas de Buzi, Moçambique, que foram deslocadas pelas enchentes causadas pelo ciclone Idai.

O UNICEF está arrecadando doações no Brasil.
As contribuições podem ser feitas online
–  clique aqui para doar –
ou pelo telefone 0800-9400404.


 

O que o UNICEF está fazendo

Adquirindo suprimentos médicos para famílias deslocadas
Qualquer interrupção prolongada no acesso a serviços essenciais pode levar a surtos de doenças e picos de desnutrição, aos quais as crianças são especialmente vulneráveis. Em Moçambique, o UNICEF forneceu vacinas para imunizar, com sucesso, 900 mil pessoas contra a cólera e iniciou a distribuição de 500 mil mosquiteiros para proteger as crianças da malária.

No Zimbábue, o UNICEF divulgou, para mais de 60 mil pessoas, informações essenciais sobre como prevenir doenças transmitidas pela água. Também está lançando uma campanha de vacinação contra a cólera em parceria com o Ministério da Saúde e Assistência à Criança do Zimbábue e a Organização Mundial da Saúde (OMS) para proteger mais de 480 mil pessoas.

Funcionários da Divisão de Suprimentos do UNICEF em Copenhague empacotam provisões vitais para a resposta de assistência humanitária às vítimas do ciclone Idai.
UNICEF/UN0291005/Gestsson
Funcionários da Divisão de Suprimentos do UNICEF em Copenhague empacotam provisões vitais para a resposta de assistência humanitária às vítimas do ciclone Idai.

Provendo acesso a água potável e saneamento
Sem serviços de água, saneamento e higiene seguros e eficazes, as crianças correm um risco elevado de doenças evitáveis, incluindo diarreia, febre tifoide e cólera, e também ficam cada vez mais vulneráveis à desnutrição. Desde que o ciclone atingiu o Malawi, o UNICEF forneceu água potável para mais de 53 mil pessoas e banheiros para mais de 51 mil pessoas. Em Moçambique, o UNICEF ajudou a restaurar o abastecimento de água para 500 mil pessoas na cidade da Beira, fortemente atingida pelo Idai.

No Malawi, uma equipe do programa de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF visitou o local onde foram instaladas latrinas móveis no acampamento Namitcheni, no distrito de Chikwawa.
UNICEF/UN0289560/Gumulira
No Malawi, uma equipe do programa de Água, Saneamento e Higiene do UNICEF visitou o local onde foram instaladas latrinas móveis no acampamento Namitcheni, no distrito de Chikwawa.

Estabelecendo Espaços Amigos da Criança
Muitas escolas e muitos hospitais foram destruídos ou danificados ou estão sendo usados como abrigo. É crucial que as crianças possam voltar a aprender o mais rápido possível – para proporcionar-lhes uma sensação de normalidade em um momento de caos extremo. O UNICEF e seus parceiros estão distribuindo kits de educação para as crianças afetadas pelas enchentes. O UNICEF também está trabalhando na ampliação do apoio psicossocial às crianças afetadas e na reunificação de crianças desacompanhadas e separadas.

Menina segura sacola do UNICEF. Ela está numa sala de aula.
UNICEF/UN0299183/Oatway
Nilda Alberta Massuve, 6 anos, recebe um kit de educação, distribuído pelo UNICEF e seus parceiros, na Beira, Moçambique.

"Para as crianças afetadas pelo ciclone Idai, o caminho para a recuperação será longo. Equipes do UNICEF estão nos três países, mas nossos recursos estão sobrecarregados. Estamos confiantes de que nossos doadores serão generosos com os milhares de crianças e famílias que precisam de apoio.”

Henrietta Fore, diretora executiva do UNICEF
Na Beira, em Moçambique, as pessoas deslocadas internamente em decorrência do ciclone Idai procuram abrigo numa escola secundária. O apoio do UNICEF inclui suprimentos de saúde e tendas.
UNICEF/UN0291722/Prinsloo
Na Beira, em Moçambique, as pessoas deslocadas internamente em decorrência do ciclone Idai procuram abrigo numa escola secundária. O apoio do UNICEF inclui suprimentos de saúde e tendas.

Como você pode ajudar

Neste momento, as famílias em Moçambique, Malawi e Zimbábue estão enfrentando a devastação causada pelo ciclone Idai. O UNICEF está se movimentando rapidamente para responder a essa emergência. Com a ameaça de ventos fortes, chuvas intensas e inundações, as crianças e suas famílias precisam de água potável, suprimentos de saúde e abrigo.