Saúde materno-infantil nos municípios da Huíla: conhecimento, atitudes e práticas

O estudo mostra o conhecimento e as práticas da população de 3 municípios da Huíla sobre saúde materno-infantil, com foco nas comunidades San

Mãe e filha no município de Quipungo, província da Huíla, durante visita sobre o Registo de Nascimento
UNICEF Angola/2017/Carlos César

Destaques

O estudo consiste numa pesquisa CAP (Conhecimentos, Atitudes e Práticas) sobre o tema global da saúde materno-infantil em três municípios da província da Huíla, Gambos, Cacula e Quipungo, com realce às comunidades San. A este propósito, importa referir que, actualmente, as comunidades San em Angola ascendem a cerca de 7 mil indivíduos.

Além da saúde materno-infantil, o estudo mede ainda os canais de comunicação e as redes de influência existentes pelos quais as famílias com crianças menores de 5 anos têm acesso a informação sobre saúde, água e saneamento, nutrição e registo de nascimento.

O estudo foi realizado em colaboração entre o Governo da Província de Huíla, UNICEF Angola, a ADRA – Antena Huíla e a OCADEC. Contou ainda com a colaboração do CICA (Conselho das Igrejas Cristãs de Angola).

Capa do Estudo sobre conhecimento, atitudes e práticas na área da saúde materno-infantil nos municípios da Huíla

Autor

Governo da Província da Huíla, UNICEF

Data de publicação

Idiomas

Português

Baixe o relatório

(PDF, 1,43 MB)