“Protejamos as nossas crianças”

Resposta ao apelo do Secretário Geral das Nações Unidas aos países para priorizarem a educação, alimentação, saúde e segurança da criança durante a resposta à COVID-19

Sobre

Mais de 160 Estados responderam positivamente ao apelo feito pelo Secretário Geral das Nações Unidas, António Guterres, para que os países priorizem a educação, alimentação, saúde e segurança da criança durante a resposta à COVID-19.

A resposta ao apelo consta de uma Declaração Intergovernamental sobre a crise da COVID-19 numa iniciativa lançada pela União Europeia, pelo Grupo de Países da América Latina e Caribe (GRULAC) e o Grupo de Amigos da Criança e dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

Na Declaração Intergovernamental os Governos comprometem-se em trabalhar juntos para proteger todas as crianças e agir no sentido de prevenir e mitigar todos os riscos que elas enfrentam, e assegurar o acesso a serviços sociais inclusivos e de qualidade como a educação, nutrição, cuidados de saúde, e reforçar o sistema de protecção social, durante a resposta e prevenção da COVID-19.

Descarregar o documento

(PDF, 148,03 KB)