Imprensa

Centro de imprensa

Notícias

Comunicados de imprensa

Discursos oficiais

Vídeos

Fotografias

Rede de jornalistas amigos da criança

Dia Internacional da Criança na Rádio e Televisão

Calendário de eventos

Informação prática

Contacte-nos

Galeria de fotos

 

Clubes escolares: Pequenos Passos, Grandes Benefícios - a participação das crianças na escola

© UNICEF Moçambique / H. Ruiz
Membros do Clube Escolar ocupados em planejar sua próxima actividade na escola.

MAPUTO, Moçambique, 8 de Agosto de 2011 - Uma sexta-feira à tarde, treze meninos e meninas estavam reunidos em torno de uma mesa em uma pequena sala para planejar sua actividade do clube escolar no sábado. Eles estavam a decidir como iniciar o programa, quais jogos, canções e exercícios de grupo que irão realizar e como acabar com o programa. Eles, então, concordaram em quem estaria encarregado das diferentes partes do programa. Todos eles estavam ansiosos em contribuir para o plano. Alguns minutos antes, a sala estava cheia de conversas em tom alto e sorrisos. De repente, eles ficaram sérios e focalizados na preparação do seu plano. A professora Judite estava em um canto da sala observando as crianças e intercedendo apenas quando lhe perguntaram a sua opinião.

As crianças, com idades entre 10 a 13 anos, são membros do Clube Escolar - Estrelas do Amanhã  na Escola Primária Completa Ngungunhane em Chibuto, Gaza, em Moçambique. Clubes escolares foram inicialmente pilotados por uma ONG nacional, conhecida como N'weti em parceria com o Ministério da Educação e a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e AIDS (RENSIDA) em vários distritos. Eles proporcionam às crianças um espaço para expressar-se na escola e uma estrutura para organizar actividades na escola para promover os seus direitos. Eles também estão estritamente ligados com os clubes de rádio, o que aumenta o seu impacto a nível da comunidade.

Mais cedo durante a semana, a professora Judite convidou membros de grupos culturais em quatro escolas em Chibuto, Gaza, para participar de uma exposição de livros infantis na escola. Chegado a manhã de sábado, as crianças participantes vieram e divertiram-se com um dia de jogos, cantando sobre os direitos da criança, falando sobre questões de saúde (malária e cólera) e aprendendo sobre livros infantis. Os membros do clube anunciaram que os livros estavam disponíveis para leitura no próprio escritório do clube a qualquer momento durante o dia escolar.

As crianças se divertiram com a participação nos jogos e a fazer novos amigos. Os membros do clube estavam felizes por ter realizado as actividades de acordo com o plano que desenvolveram no dia anterior. A actividade foi pequena e simples, mas foi uma grande oportunidade para as crianças para mostrarem que elas podem gerenciar suas actividades por conta própria.

Alguns meses atrás, o Clube tinha visitado algumas escolas primárias em torno de Chibuto, onde conversaram, cantaram e dançaram sobre as questões da infância, como a violência contra as crianças na escola e em casa, a malária, a cólera, o tráfico de crianças, o abuso sexual de crianças, casamento precosse, registro de nascimento, higiene pessoal e trabalho infantil. As crianças recebiam a informação de professores e activistas, bem como de revistas, folhetos, e outros materiais de leitura fornecidas pelo UNICEF e N'weti. Em todas as suas apresentações, elas fizeram questão de falar sobre direitos da criança.

© UNICEF Moçambique / H. Ruiz
Membros do Clube Escolar posam brincando para câmera.
A professora Judite Eulália Tembe foi a coordenadora do Clube Escolar para mais de dois anos. Ela testemunhou o desenvolvimento e transformação de vinte crianças no clube escolar, de serem meninos e meninas tímidas no que eles tornaram-se agora: crianças activas, dinâmicas, prestativas e empenhadas na promoção dos direitos da criança. Ela tem sido como uma segunda mãe para eles. Ela ganhou habilidades em lidar com crianças a partir de uma formação apoiadas pelo UNICEF e facilitada pelo Ministério da Educação, N'weti e Kuvumbana, uma ONG local baseada na capital da província..

Em parceria com o Governo de Moçambique e com ONGs selecionadas, o UNICEF promove o direito de participação das crianças, proporcionando espaços para que expressem suas opiniões, sentimentos e opiniões sobre questões que afectam a maioria das crianças moçambicanas, através da rádio, televisão, teatro, clubes escolares e outras actividades na comunidade. Através destes fóruns, as crianças são capazes de exercer de forma significativa a sua participação através do que pode ser considerado de pequenas actividades, mas actividades essas que têm grandes benefícios, quando o desenvolvimento das crianças está em causa.

A professora Judite orgulhosamente afirmou que por causa do clube escolar, o espancamento infantil tem quase completamente parado na Escola Primária Completa Ngungunhane. Antes de o clube ser organizado, os professores usavam as varas e apagadores de quadro como instrumentos para o ensino e para disciplinar os alunos. Os membros do Clube postaram anúncios e cartazes em torno da escola para lembrar os professores a respeito dos direitos da criança. As crianças também disseram que seus pais costumavam bate-los, mas porque eles sempre falavam sobre o que aprenderam com o clube sobre direitos da criança, os pais também têm parado de bate-los.

Neiva Constacia Carlos Nunzunga, a presidente do clube, acha que ainda há muitas crianças que não conhecem seus direitos."Eu quero ser capaz de chegar a elas para que elas também podem contar a seus pais sobre os seus direitos." Neiva tem apenas treze anos. Mas como a líder do Clube, ela disse que "aprendi a não ter medo de falar com professores, pais e com outros líderes, porque nós temos o direito de falar."

Para mais informações, contacte:

Arild Drivdal, UNICEF Mozambique, tel. (+258) 21 481 100; email: maputo@unicef.org  

Gabriel Pereira, UNICEF Mozambique, tel. (+258) 21 481 100; email: maputo@unicef.org

 

 
Search:

 Email this article

unite for children