Imprensa

Centro de imprensa

Notícias

Comunicados de imprensa

Discursos oficiais

Vídeos

Fotografias

Rede de jornalistas amigos da criança

Dia Internacional da Criança na Rádio e Televisão

Calendário de eventos

Informação prática

Contacte-nos

Galeria de fotos

 

Parceiros diplomáticos e de investimento abordam políticas de HIV e SIDA nas empresas

© UNICEF Moçambique/E.Machiana
Parceiros diplomáticos e de investimento abordam em Maputo políticas de resposta ao HIV e SIDA no sector laboral.

Maputo, Maio de 2009 – Parceiros de desenvolvimento, representantes do corpo diplomático e do empresariado, participaram no dia 15 deste mês em Maputo num encontro de diálogo sobre iniciativas de responsabilidade social no sector da saúde, educação e protecção da criança. O tema principal desta última sessão foi o papel do sector privado na resposta ao HIV e SIDA.

O encontro contou com intervenções do UNICEF, do ONUSIDA, da EcoSIDA e do CNCS – organizadores do evento – e abordou as opções estratégicas disponíveis para a implementação de políticas de prevenção e tratamento do HIV e SIDA no sector laboral, e os benefícios para a saúde dos trabalhadores, seus familiares e para o desempenho das empresas.

“Trabalhando sós e isolados, nenhum de nós tem a capacidade de lutar contra esta doença que está a devastar o país. Todavia, juntos temos a possibilidade de parar a progressão e inverter a destruição que ocorre no sector de trabalho, entre amigos e familiares, e obviamente na economia nacional”, disse Leila Pakkala, Representante do UNICEF em Moçambique.

O impacto devastador do SIDA está a afectar um número cada vez maior de adultos e crianças no país, o que exige uma resposta conjunta envolvendo todos os actores sociais. Os últimos dados indicam uma taxa de prevalência de 16 por cento no grupo etário de 15 - 49 anos em Moçambique. Estima-se que 1,6 milhões de pessoas estejam vivendo com o HIV e SIDA no país.

Mas o impacto do HIV e SIDA é ainda mais devastador nas mulheres e crianças. Cerca de 420.000 crianças em Moçambique perderam o seu pai, mãe ou ambos devido ao SIDA, número este que se espera que venha a subir para 500.000 até 2010. Uma proporção cada vez mais crescente de mortes de crianças é resultado de doenças associadas ao HIV. Em 2008, mais de 22.000 crianças abaixo dos 15 anos morreram como resultado da doença.

© UNICEF Moçambique/E.Machiana
Grupo de Teatro do Oprimido (GTO) demonstra a parceiros diplomáticos e do sector privado como o teatro interactivo pode ser um poderoso meio de sensibilização e educação no sector laboral.

O UNICEF e os seus parceiros reconhecem a influência positiva que o sector empresarial tem no desenvolvimento do país e na resposta a esta pandemia. Cada vez mais empresas estão a implementar políticas de resposta ao HIV e SIDA no sector laboral.

Vários especialistas demonstraram neste evento como programas para o HIV e SIDA no sector de trabalho – de baixo custo e grande impacto – podem fazer uma grande diferença na produtividade e na vida dos trabalhadores, suas famílias e comunidade. Foi também demonstrado como as empresas poderão evitar o impacto negativo da perda de longas horas de trabalho e de produtividade dos seus trabalhadores afectados pelo HIV e SIDA, e beneficiar em poupanças resultantes da redução dos custos de cuidados de saúde e redução da perda de pessoal com experiência.

Estes encontros, iniciados no ano passado em Maputo, Beira e Nampula, proporcionam uma oportunidade para troca de experiências entre os parceiros, e têm dado lugar ao estabelecimento de parcerias novas e inovadoras para programas de responsabilidade social que beneficiam as comunidades, em particular mulheres e crianças. 

No encontro, os participantes tiveram ainda a oportunidade de assistir e participar numa peça de teatro interactivo apresentada pelo Grupo de Teatro do Oprimido, que demonstrou como o teatro pode ser utilizado como um poderoso instrumento de sensibilização nas empresas e nas comunidades em assuntos relacionados com a saúde, educação e protecção.

O Menú de Parcerias desenvolvido pelo UNICEF, disponibilizado aos participantes, fornece sugestões de como o sector privado pode apoiar iniciativas nas comunidades como parte dos seus programas de responsabilidade social com destaque para os aspectos relacionados com a saúde, educação, e protecção contra a violência, abuso e exploração.

Para aceder ao Menu de Parcerias pressione o link na caixa azul a direita.

 

 

 

 

Publicação

Menú de parcerias com o sector privado


[PDF]
(PDF documents require Acrobat Reader to view.)
Search:

 Email this article

unite for children