Imprensa

Centro de imprensa

Notícias

Comunicados de imprensa

Discursos oficiais

Vídeos

Fotografias

Rede de jornalistas amigos da criança

Dia Internacional da Criança na Rádio e Televisão

Calendário de eventos

Informação prática

Contacte-nos

Galeria de fotos

 

Iniciativa Escolas Amigas da criança: relatório de avaliação anual de campo

Moçambique, Maio de 2009 – Em finais de 2008, foi realizada conjuntamente pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) e pelo UNICEF, uma avaliação anual de campo do programa Escolas Amigas da Criança (EAC).

O programa EAC foi iniciado em 2006 no distrito da Maganja da Costa, província da Zambézia, e desde então e até 2008 expandiu a sua cobertura para 5 distritos (Búzi e Mossurize em 2007, e Chibuto e Changara em 2008). Em 2009, este programa irá abranger 2 distritos adicionais – Montepuez e Angoche.

A selecção destes distritos foi feita em 2006 com base nos baixos indicadores de educação (as taxas de escolarização e conclusão escolar mais baixas, e altos níveis de disparidades de género) e o tamanho do distrito e população de alunos.

Neste âmbito, o principal objectivo da avaliação anual de campo é de compreender o tipo de progressos registados até ao momento e obter lições aprendidas e recomendações claras para reforçar e melhorar o programa.

Metodologia

A avaliação foi realizada em 5 distritos: Maganja da Costa, Búzi, Mossurize, Changara e Chibuto. Dada a natureza qualitativa da avaliação, foram conjuntamente desenvolvidos pelo MEC e pelo UNICEF os seguintes instrumentos:

  • Observações estruturadas sobre os métodos de ensino e ambiente escolar;
  • Questões de CAP (Conhecimentos, Atitudes e Práticas) para uma amostra de alunos na área de HIV/SIDA, Saúde, Nutrição e Saneamento;
  • Entrevistas com informantes chave, tais como directores de escola e discussões em grupo com professores e conselhos de escola;
  • Entrevistas com autoridades locais relevantes;
  • Breve questionário estruturado para uma amostra de inquiridos sobre as brigadas móveis multimédia.
© UNICEF/MOZA-02647/T.Delvigne-Jean
Uma estudante e o seu professor numa sala de aulas na Escola Primária de Diba, distrito da Maganja da Costa, província da Zambézia.

Sumário dos resultados

Os dados disponíveis nas escolas e distritos visitados indicam ter ocorrido uma mudança positiva, particularmente nos três primeiros distritos beneficiários do programa EAC - Maganja da Costa, Buzi e Mossurize – nos seguintes aspectos:

  • A Taxa Bruta de Escolarização está acima da média nacional (cerca de 15%). O número de alunos nos últimos 2 anos registou um aumento significativo, de 108.381 para 145.058, com maior realce para o aumento da rapariga, que subiu de 43.128 para 60.807, significando que as taxas de aumento são maiores do que a média nacional, particularmente para as raparigas na Maganja da Costa e Mossurize (45.7% e 51.4% respectivamente, contra a média nacional de 18.8%).

  • A taxa de desistência escolar nos primeiros 3 distritos melhorou de 2006 para 2007 mais rapidamente que a média nacional (1,1% e 0,8% respectivamente).

  • A taxa de aprovação também apresenta uma tendência positiva. A média da melhoria da taxa de aprovação para os três distritos é de aproximadamente 4%, que é significativamente mais alta que a média nacional de 1,4%.

  • O desempenho dos professores melhorou, especialmente em termos da motivação/atitude, métodos de ensino e preparação das aulas (preparação dos planos de lição, métodos participativos, etc). Em alguns casos, eles produzem materiais de ensino usando materiais locais.

  • A participação comunitária é mais proactiva e positiva, particularmente na contribuição dos materiais tais como blocos para a construção escolar.

  • Os conselhos de escola são mais activos depois que perceberam o seu papel e adquiriram os conhecimentos sobre questões como o abuso sexual, e as escolas trabalham melhor com eles. O conselho também inclui os alunos (normalmente os da 5ª Classe).

  • O ambiente escolar melhorou com a provisão de facilidades de água e saneamento.

  • Os resultados das entrevistas com alunos, particularmente nos três distritos, também indicam que eles têm conhecimentos básicos sobre o HIV/SIDA, saúde e saneamento, género e direitos da criança.

Conclusões da avaliação

Os dados disponíveis sobre a Taxa Bruta de Escolarização, a taxa de desistência escolar e taxas de aprovação apontam para um impacto positivo da abordagem EAC nos esforços nacionais de provisão de um ensino de qualidade. Os principais factores determinantes das melhorias estão relacionados com:

  • Melhoria de qualidade do ambiente de ensino/aprendizagem (incluindo mudança de métodos de ensino, desenvolvimento de habilidades de vida tais como actividades de sensibilização sobre a saúde básica, higiene e HIV/SIDA, consultas de saúde);

  • Melhoria na qualidade do ambiente escolar;

  • Aumento da disponibilidade de materiais de ensino/aprendizagem (kits para alunos e professores) e facilidades (carteias, kits de primeiros socorros, latrinas separadas e furos de água);

  • Mudança da atitude dos intervenientes especialmente em relação à educação da rapariga;

  • Construção de relações positivas entre professores e alunos e entre as escolas e os membros dos conselhos de escola.

Para aceder a versão completa da avaliação clique na caixa azul a direita.

 

 

 

 

Publicação

Iniciativa Escolas Amigas da criança: relatório de avaliação anual de campo


Search:

 Email this article

unite for children