Imprensa

Centro de imprensa

Notícias

Comunicados de imprensa

Discursos oficiais

Vídeos

Fotografias

Rede de jornalistas amigos da criança

Dia Internacional da Criança na Rádio e Televisão

Calendário de eventos

Informação prática

Contacte-nos

Galeria de fotos

 

Estudantes aprendem o ABC da lavagem das mãos

© UNICEF Moçambique/Emidio Machiana
Odécio Mário (T-Shirt amarela), de 18 anos de idade, preside o Fórum dos Núcleos de Saneamento Escolar do Município de Quelimane, província da Zambézia. Outubro de 2008.

Quelimane (Província da Zambézia), 15 de Outubro de 2008 -  Os alunos da terceira classe da Escola Primária de Nhanhubua, na zona peri-urbana do Município de Quelimane, foram apanhados de surpresa quando retornaram à sala de aula após o intervalo. Um grupo de colegas seus substituiram a professora de matemática e tomaram conta da sala de aulas. 

Os estudantes eram membros do comité de saneamento escolar e estavam numa missão especial: promover boas práticas de higiene.

“Quem sabe como se lavam as mãos?”, perguntou Odécio Mário, de 18 anos de idade, líder do grupo, dando início à sessão com sorriso provocador.

Odécio é o Presidente do Fórum dos Núcleos de Saneamento Escolar do Município de Quelimane, que integra actualmente núcleos de saneamento de  27 escolas primárias do município. Ele tem sido membro do grupo desde os 14 anos de idade é agora perito nestas demonstrações surpresa.

Alguns estudantes levantam as mãos e abanam os dedos com entusiasmo para chamar a sua atenção. Odécio convida-os a virem para a frente, onde estavam dois baldes com água, um sabonete e uma toalha.

“Mostrem-nos então como costumam lavar as mãos lá em casa. Os vossos colegas gostariam também de aprender convosco”, instrui Odácio. 

Os estudantes precipitam-se para os baldes de água. Uns lavaram as mãos sem usar o sabonete; alguns lavaram as mãos com sabonete mas dentro do balde; outros lavaram as mãos com a mesma água já usada pelos seus colegas.

© UNICEF Moçambique/Emidio Machiana
Fani (lavando as mãos) e Sonia (t-shirt castanha), ambas de 12 anos de idade, ensinam as outras crianças da Escola Primária de Nhanhubua como devem lavar as mãos com sabonete depois de usar os sanitários da escola. Outubro de 2008.

“Está correcto o que acabamos de ver?” Interroga Odécio à turma.

“Não!”, responde a maioria em vigoroso uníssono, entre risadas e troças.

Com orgulho de quem sabe o que faz, Sónia Felizardo e Fani Novais, ambas de 12 anos de idade e membros do núcleo de saneamento escolar, encaminham a turma até aos sanitários das raparigas. Perante o olhar curioso e atento das outras crianças, elas fazem uma breve demonstração de como lavar correctamente as mãos com água corrente e sabonete.

Os núcleos de saneamento escolar são compostos por estudantes, professores e direcção da escola. Os núcleos fazem sensibilização sobre boas práticas de higiene através de palestras, dança, canto e teatro, tanto na sala de aulas como nos mercados e comunidades circunvizinhas.

A provisão de água e saneamento adequado e a promoção de boas práticas de higiene entre os estudantes faz parte de um programa apoiado pelo UNICEF e a União Europeia nas províncias da Zambézia e Sofala.

Para além de apoiar os núcleos de saneamento escolar, o programa inclue a construção e reabilitação de 220 fontes de água nas comunidades e nas escolas, e a construção de cerca de 25 mil latrinas familiares e 240 infra-estruturas de saneamento e higiene nas escolas primárias ao longo de 5 anos, entre 2006 e 2010. Providencia também formação às autoridades de saúde e educação e aos membros da comunidade.

A parceria tem por objectivo aumentar a capacidade das autoridades locais de planificar, gerir e monitorar iniciativas sustentáveis para a provisão de água e infraestruturas de saneamento.

 

 
Search:

 Email this article

unite for children