Imprensa

Centro de imprensa

Notícias

Comunicados de imprensa

Discursos oficiais

Vídeos

Fotografias

Rede de jornalistas amigos da criança

Dia Internacional da Criança na Rádio e Televisão

Calendário de eventos

Informação prática

Contacte-nos

Galeria de fotos

 

Primeira Dama visita programas de resposta ao impacto do HIV e SIDA nas crianças

© UNICEF Moçambique/ Patrícia Portela Souza
No município de Xai-Xai a Primeira Dama visitou o Hospital de Dia, que em colaboração com a enfermaria de pediatria do Hospital de Xai-Xai e outras unidades sanitárias, oferece cuidados adequados à crianças e seus pais.

Maputo, 28 de Setembro de 2007- A Primeira Dama Maria da Luz Dai Guebuza, Patrona da campanha “Juntos Pelas Crianças Juntos contra o SIDA” em Moçambique, visitou Xai-Xai e Chókwè nos dias 27 e 28 de Setembro, para acompanhar de perto os progressos alcançados na resposta ao impacto do HIV e SIDA nas crianças no país.

Durante as visitas, a Primeira Dama esteve acompanhada do Coordenador Residente das Nações Unidas em Moçambique, Ndolamb Ngokwey, da Representante do UNICEF em Moçambique, Leila Pakkala, e do Coordenador do ONUSIDA em Moçambique,
Maurício Cysne.

“A Primeira Dama é uma activa advogada da causa das crianças no País e no Mundo e, desde o início da Campanha, o seu engajamento e labor tem permitido a sensibilização dos fazedores de políticas, das famílias e comunidades sobre o impacto da pandemia do SIDA nas crianças”, disse Leila Pakkala, Representante do UNICEF.

Em Xai-Xai a Primeira Dama visitou o Hospital de Dia, que em colaboração com a enfermaria de pediatria do Hospital de Xai-Xai e outras unidades sanitárias, oferece cuidados adequados à crianças seropositivas e seus pais. São neste hospital providenciadas consultas médicas, tratamento anti-retroviral a crianças e adultos, profilaxia e tratamento de infecções oportunistas, apoio psicológico, aconselhamento nutricional e cuidados domiciliários.

No Centro de Saúde de Xai-Xai, a Primeira Dama viu os progressos no programa de preveção da transmissão vertical do HIV de mãe para filho, incluindo provisão de cuidados pré-natais, distribuição de redes mosquiteiras tratadas com insecticida para mulheres grávidas e crianças, imunização, suplementação com Vitamina A, controlo de crescimento e consulta especial para crianças em risco, especialmente aquelas expostas e infectadas pelo HIV, e desnutridas.

Ainda em Xai-Xai, Maria da Luz Dai Guebuza visitou a Rádio Comunitária do Instituto de Comunicação Social (ICS) , que tem desenvolvido programas de sensibilização para a prevenção do HIV e SIDA entre adolescentes e jovens. A Primeira Dama foi convidada a participar num programa de rádio com crianças, e teve oportunidade de ver as actividades da unidade  móvel do ICS, que incluiram canto e dança, projecção de um filme e debate sobre a educação da rapariga e prevenção do HIV e SIDA.

© UNICEF Moçambique/ Patrícia Portela Souza
No distrito de Chókwè, a Primeira Dama visitou famílias vulneráveis chefiadas por menores, mulheres e idosos. Maria da Luz Guebuza dialoga com uma rapariga órfã de 16 anos, que perdeu os seus pais, irmãos e todos os parentes mais próximos.

No distrito de Chokwè, a Primeira Dama visitou famílias vulneráveis chefiadas por menores, mulheres e idosos, particularmente afectadas pelo HIV e SIDA. Algumas destas famílias são apoiadas por Associações de Pessoas Vivendo com HIV e SIDA, como a Associação Kuvumbana, que desenvolve actividades de aconselhamento e apoio baseado no domicílio e programas de prevenção do HIV e SIDA para crianças e jovens nas escolas.

Maria da Luz Guebuza visitou também o centro de reabilitação infantil CRIC, onde crianças tornadas órfãs e outras vulneráveis recebem uma gama de serviços tais como cuidados sanitários, terapia através de brincadeiras, habilidades para a vida, e apoio psicossocial de forma a facilitar o seu desenvolvimento e integração na comunidade.

As programas visitados em Xai-Xai e no Chokwé fazem parte da dos esforços do Governo, das Nações Unidas, dos parceiros de desenvolvimento e da sociedade civil para aumentar e acelerar as intervenções nas quatro áreas programáticas (Quatro Ps) da campanha Juntos pleas Crianças, Juntos contra o SIDA: Prevenção da transmissão vertical do HIV e SIDA de mãe para filho, Provisão de tratamento pediátrico às crianças infectadas pelo HIV e SIDA, Prevenção de novas novas pelo HIV entre adolescentes e jovens, e Protecção e apoio às crianças afectadas pelo HIV e SIDA.

Esta campanha é parte de uma iniciativa global iniciada pelo UNICEF e parceiros em Outubro de 2005, com vista colocar as crianças no centro da resposta HIV e SIDA. Foi oficialmente lançada em Moçambique pelo Presidente da República Armando Guebuza.

Decorridos quase dois anos, significativos progressos têm sido alcançados no país como resultado do trabalho conjunto dos vários parceiros: 

  • Nos finais de Junho de 2007, foram estabelecidos 350 centros de prevenção de transmissão vertical de mãe para filho, contra 220 existentes em finais de 2006. Cerrca de 65.296 pessoas, incluindo 4.826 crianças menores de 15 anos estão a receber tratamento antiretroviral, contra apenas 2.330 crianças em Junho de 2006.
  • No início deste ano, o programa de consciencialização nas escolas foi expandido para cobrir 10 províncias, além da cidade de Maputo. Até o mês de Junho, registava-se a participação de 305.438 crianças em 717 escolas, dais quais 49 por cento são meninas, contra 45 por cento em 2006, a maioria das quais entre os 10-14 anos de idade (A faixa etária considerada como a “Janela da Esperança”).
  • No final de 2006, cerca de 60.000 crianças órfãs e vulneráveos beneficiaram de pelo menos três serviços básicos, e 100.000 foram apoiadas com a sustentação psicossocial através de visitas domiciliárias. Até o mês de Junho deste ano, mais 45.000 crianças beneficiaram com pelo menos três serviços básicos e 10.000 crianças particularmente vulneráveis foram identificadas para receber um pacote básico dos materiais. O pacote inclui artigos da casa, produtos da higiene, kits de purificação de água, uniformes escolares, kits escolares e redes mosquiteiras.

 

 
Search:

 Email this article

unite for children