Imprensa

Centro de imprensa

Notícias

Comunicados de imprensa

Discursos oficiais

Vídeos

Fotografias

Rede de jornalistas amigos da criança

Dia Internacional da Criança na Rádio e Televisão

Calendário de eventos

Informação prática

Contacte-nos

Galeria de fotos

 

Jornalistas capacitam-se para melhor promoverem os direitos da criança

Cerca de 15 jornalistas das províncias do Niassa, Cabo Delgado e Nampula participaram no workshop regional em Nampula com vista capacitarem-se para melhor promoverem os direitos da criança no país.

Maputo, 4 de Julho de 2007– Cerca de quinze jornalistas das províncias nortenhas do Niassa, Cabo Delgado e Nampula participaram num workshop realizado de 27 a 29 de Junho em Nampula, onde aprenderam como melhor usar os media para advogar pelos direitos da criança. Durante o evento, os participantes acolheram a iniciativa de criação de uma rede nacional de jornalistas amigos da criança.

Este workshop foi o primeiro de uma série de actividades de formação a serem organizadas pelo Instituto de Comunicação Social da África Austral (MISA) com o apoio do UNICEF e outros parceiros, com o objectivo de envolver jornalistas de todas as províncias na promoção dos direitos da criança. Colaboraram para a realização desta formação na região norte a Liga dos Direitos Humanos e a Direcção Provincial da Mulher e Acção Social de Nampula.

As sessões de formação e discussão foram facilitadas por profissionais experientes dos media e de acção social e por especialistas em direitos humanos e da criança. Participaram jornalistas de imprensa, de rádio comunitária e da Rádio Moçambique da zona norte.

No workshop foi abordada a situação da infância no país com base nas conclusões do relatório “A Pobreza na Infância em Moçambique: Uma Análise da Situação e das Tendências”, publicado pelas Nações Unidas em Dezembro do 2006, e analisados os diversos instrumentos legais nacionais e internacionais para protecção dos direitos da criança.

O método interactivo do workshop permitiu aos participantes trazerem para o debate as diversas situações reais de violação dos direitos das crianças mais comuns nas suas comunidades, como por exemplo o trabalho infantil, a privação do acesso à educação, privação do acesso ao registo de nascimento e o abuso sexual de raparigas, bem como o impacto negativo dessas violações no desenvolvimento saudável e equilibrado das crianças.

© UNICEF Moçambique/ E. Machiana
Beatriz, de 20 anos de idade, é jornalista de rádio comunitária em Lichinga, província do Niassa. Ela considera que a rede de jornalistas amigos da criança vai ajudar os jornalistas a empenhar-se mais na defesa dos direitos da criança.

No decurso dos debates, os participantes tiveram a oportunidade de identificar as várias formas como os media podem ter um papel mais activo na consciencialização das comunidades, dos fazedores de políticas e dos responsáveis pela realização dos direitos da criança. A partir de exemplos práticos e de um guião produzido pelo UNICEF, os jornalistas participantes analisaram também os princípios éticos que devem ser respeitados na cobertura jornalística de crianças em situação de risco.
   
“Os meus programas de rádio têm focalizado a criança e abordam questões relacionadas com a violação dos seus direitos, como por exemplo o trabalho infantil que é muito frequente em Lichinga. Fiquei interessada em participar neste workshop para aprender como os jornalistas podem ajudar a realizar os direitos da criança”, disse Beatriz
do Céu Patrício, de 20 anos de idade, jornalista da rádio comunitária Esperança em Lichinga, província do Niassa.

Ao apoiar o estabelecimento de uma rede de jornalistas e comunicadores amigos da criança, o UNICEF pretende sensibilizar cada vez mais a nova geração de profissionais dos media a advogar, através de uma cobertura jornalística de qualidade, para que a criança esteja no centro das políticas nacionais de desenvolvimento.

“A criação desta Rede de Jornalistas Amigos da Criança é muito bem vinda, porque vai ajudar os jornalistas a empenhar-se mais na promoção dos direitos da criança. Teremos melhor orientação sobre como reportar estes assuntos e teremos mais informação sobre outras regiões do país. Eu estou pronta a envolver-me nesta iniciativa”  disse a jovem jornalista Beatriz. 

A rede terá uma base de dados com documentos e publicações especializadas de referência para os jornalistas, irá organizar debates e programas de formação em assuntos relacionados com os direitos da criança, irá providenciar um website com informação útil para os jornalistas e espaço para divulgação dos seus artigos sobre a criança. Será também criado um sistema de monitoria com análises regulares do conteúdo dos media.

 

 

 

 

Posição das Nações Unidas

Protecção da Rapariga Contra o Abuso Sexual no Sistema de Educação


[PDF]
(PDF documents require Acrobat Reader to view.)

Publicações relacionadas

A Pobreza na Infância em Moçambique: Uma análise da Situação e das Tendências (Sumário)

Convenção Sobre os Direitos da Criança

United Nations Secretary-General’s Study on Violence Against Children


Search:

 Email this article

unite for children