Imprensa

Centro de imprensa

Notícias

Comunicados de imprensa

Discursos oficiais

Vídeos

Fotografias

Rede de jornalistas amigos da criança

Dia Internacional da Criança na Rádio e Televisão

Calendário de eventos

Informação prática

Contacte-nos

Galeria de fotos

 

Por ocasião do Dia Mundial de Luta Contra a SIDA: Mais mulheres grávidas e crianças devem ter acesso ao tratamento, apela o UNICEF

MAPUTO, Moçambique 30 de Novembro de 2012 – Declinam as novas infecções pelo HIV em crianças, porém para se alcançar o objectivo de uma geração livre da SIDA é preciso tratar mais mulheres grávidas e crianças vivendo com o HIV, declarou o UNICEF a nível global.

Num comunicado emitido em Nova Iorque, o UNICEF constata que graças ao remarcável compromisso global, testemunha-se uma redução mundial em 24 por cento de novas infecções pelo HIV em crianças nos últimos dois anos – de 430,000 em 2009 para 330,000 em 2011. A mesma porcentage de reducao foi observada ao nivel da Africa Sul-Sahariana, casa de mais de 90% de todas as novas infeccoes em criancas no mundo.

Acima de 100.000 crianças recebiam tratamento antiretroviral mais ao final de 2011 do que em 2010.

Mas, mesmo assim, apenas menos de um terço de crianças e mulheres grávidas no mundo estão a receber o tratamento que necessitam, em contraste com a média de 54 por cento de adultos em geral.

“Mas isso está errado, que adultos beneficiem do tratamento, quase que duas vezes mais que as crianças dele necessitando.” disse o Director Executivo do UNICEF Anthony Lake. “Por definição, uma geração livre da SIDA depende da protecção que se der aos mais jovens e mais vulneráveis à infecção pelo HIV. Precisamos de fazer ainda mais para ajudar as mães vivendo com o HIV viver livres da SIDA. Devemos aumentar a nossa dedicação para incrementar o número de mulheres grávidas e crianças sendo testadas e tratadas através de programas de saúde materno- infantil.”

Providenciar tratamento antiretroviral a mulheres grávidas HIV positivas não apenas as mantêm vivas e saudáveis, como previne que os filhos sejam infectados pelo HIV durante a gravidez, parto e o período de amamentação. O tratamento pode também prevenir a transmissão sexual de uma mulher HIV positiva para um homem HIV negativo. 

Trabalhar para a eliminação de novas infecções pelo HIV entre crianças até 2015 e manter suas mães vivas constitui o elemento chave do compromisso global do UNICEF à sobrevivência  infantil sob o movimento global “Uma Promessa Renovada”.

Para mais informações, favor contactar

Gabriel Pereira, UNICEF Moçambique, tel. (+258) 21 481 100;
email: maputo@unicef.org

 

 
Search:

 Email this article

unite for children