Sobrevivência da criança

Sobrevivência e Desenvolvimento Acelerado da Criança

Atenção Integrada de Doenças Neonatais e da Infância

Nutrição

Imunização

Malária

Água e saneamento

Notícias

Vidas reais

 

Imunização

© UNICEF/MOZA-01451/G.Pirozzi

Progresso na cobertura da imunização

A vacinação é uma das intervenções de saúde pública de maior sucesso e mais eficazes em termos de custos, quanto à redução das mortes de crianças. Em Moçambique, progressos significativos foram feitos no aumento da cobertura de vacinações contra as principais doenças evitáveis através de vacinas – doenças preveníveis – a pólio, difteria, tuberculose, tosse convulsa, o sarampo e o tétano – mas ainda há espaço para melhorias.  

Estima-se em cerca de 71 por cento a cobertura de vacinação de rotina, mas esta taxa esconde grandes disparidades. Por exemplo, 74 por cento das crianças vivendo nas zonas urbanas estão totalmente imunizadas quando comparadas com 55 por cento nas comunidades rurais. De igual modo, a probabilidade das crianças dos agregados familiares pobres estarem totalmente vacinados é de metade em relação às crianças de famílias com posses.  

A vacinação cria uma oportunidade de trazer outras intervenções que salvam vidas às crianças. Dado que grande percentagem de crianças moçambicanas com idades inferiores a cinco sofrem da deficiência de vitamina A e anemia, os serviços de vacinação são integrados com as actividades de saúde como a suplementação da vitamina A e desparasitação.  

Imunização suplementar

Campanhas massivas de saúde infantil realizadas nos últimos dois anos em Moçambique abrangeram centenas de milhar de crianças que não haviam sido abrangidas pelas vacinações de rotina.  

Em 2009, duas fases de Semanas Nacionais de Saúde da Criança abrangeram mais de 3 milhões de crianças com vacinação contra o sarampo, de vitamina A, suplementos de iodo, medicamentos para desparasitação e redes mosquiteiras tratatadas com insecticidas de longa duração.  

Estas Semanas Nacionais de Saúde da Criança irão tornar possível sustentar os ganhos obtidos da outra campanha nacional contra o sarampo realizada em 2005, que resultou na redução em 90 por centodos casos e mortes por sarampo, aproximando o país da meta do Objectivo de Desenvolvimento do Milénio de reduzir a mortalidade infantil em 2/3 até 2015.  

O que está sendo feito

Como parte do Programa Alargado de Vacinação, o UNICEF apoia o Ministério da Saúde a reforçar os serviços de vacinação de rotina e campanhas massivas de vacinação suplementar. O objectivo é de estabelecer programas de vacinação que funcionarão sem sobressaltos ano após ano como parte de um sólido sistema de cuidados de saúde primária.  

Para tal, o UNICEF e seus parceiros apoiam as autoridades de saúde a melhorarem a planificação e supervisão das actividades de imunização e a garantir suprimentos regulares de vacinas, incluindo formação dos trabalhadores da saúde. Outra componente crucial deste trabalho é a educação das comunidades e promoção da vacinação através dos líderes locais e meios de comunicação locais.

© UNICEF Mozambique/T.Delvigne-Jean

Programa Alargado de Vacinação

O Programa Alargado de Vacinação usa uma abordagem de duas vertentes: serviços de vacinação de rotina como parte do sistema regular de cuidados de saúde primária de rotina e actividades suplementares de vacinação para reforçar ainda mais a imunização de modo a evitar os surtos de epidemias.  

Reach Every District (Alcançar Cada Distrito) é uma estratégia que está sendo empregue para levar os serviços de vacinação de rotina às zonas de difícil acesso e pouco servidas. Esta abordagem usa estratégias e instrumentos simples para reforçar a capacidade das autoridades distritais para que possam melhorar a cobertura da vacinação nos seus distritos. O enfoque no distrito também  permite que se façam ligações práticas com outras actividades de saúde, tais como o controlo da malária e nutrição.  

Dias Mensais de Saúde são outro meio eficaz de alcançar as crianças vulneráveis com intervenções de saúde que salvam vidas. A abordagem dos Dias de Saúde foi desenvolvida como resultado do fraco acesso dos pobres aos serviços de saúde nas zonas rurais.  

Os Dias Mensais de Saúde envolvem a visita, por uma brigada móvel da saúde, à uma aldeia ou localidade onde a brigada vacina as crianças, administra as cápsulas de vitamina A  e medicamentos de desparasitação, realiza sessões de educação sanitária e reúne com os membros da comunidade para ajudá-los a analisar e encontrar soluções para problemas de saúde.  

As Semanas Nacionais de Saúde da Criança também fazem parte de uma estratégia acelerada de sobrevivência e desenvolvimento infantil que visa implementar um pacote de intervenções básicas que já provaram ser altamente eficazes na redução das taxas de mortalidade e melhorar a saúde da criança.  

Estas campanhas semanais complementam os serviços de saúde de rotina e Dias Mensais de Saúde assegurando que os serviços básicos abranjam todas as crianças – independentemente de onde vivem, mesmo nas comunidades mais remotas – através de unidades de saúde fixas e brigadas móveis. 

Passos a seguir

De 2009 a 2011, o UNICEF continuará a apoiar o Ministério da Saúde e outros parceiros nas três principais áreas a expandir as actividades de vacinação em todo o país, com enfoque nos 66 distritos com as taxas de cobertura mais baixas.  

Reforço da capacidade dos provedores de cuidados, incluindo as famílias e pessoal de saúde

  • Apoiar a implementação das actividades de comunicação de modo a promover o incremento do diálogo com os provedores de saúde e encorajar as pessoas a aderir às actividades de rotina e à campanhas de vacinação.
Reforço da capacidade de planificação e prestação de serviços ao nível distrital  
  • Reforçar a capacidade provincial, distrital e das unidades sanitárias para melhor gestão financeira e do programa das actividades de vacinação ao nível local.
  • Apoiar a expansão da estratégia Reach-Every-District a fim de abranger cada criança recém-nascida em todos os distritos com serviços de vacinação e outras intervenções de saúde, tais como a nutrição, malária, e saúde materna.

Apoio ao desenvolvimento e coordenação das políticas nacionais   

  • Reforçar, ao nível central, a capacidade de planificação, gestão e pessoal do Programa Alargado de Vacinação, bem como de formulação de políticas e planos de implementação nacionais;
  • Prestar apoio ao Ministério da Saúde para as actividades de vacinação de rotina e suplementares;
  • Apoiar e reforçar a capacidade logística do Ministério da Saúde, incluindo um sistema eficiente de cadeia de frio;
  • Expandir os Dias Mensais de Saúde, reforçar as Semanas Nacionais de Saúde da Criança e actividades de extensão para as comunidades de difícil acesso;
  • Prestar apoio às actividades de vacinação suplementar, e colaborar com o Ministério da Saúde e a OMS na vigilância epidemiológica da pólio, sarampo e tétano materno e neo-natal;
  • Apoiar a introdução de novas vacinas.

 

 
Search:

 Email this article

unite for children