Media centre

Media home

Newsline

Press releases

Statements

Information for journalist

Calendar of events

Media contacts

Photo essays

RSS Feeds

 

Unidades sanitárias são vitais no apoio às boas práticas de aleitamento materno

O leite materno, imediatamente após à nascença do bebé, é o melhor alimento que um bebé pode ter e a amamentação dá à criança o melhor começo possível na vida

Maputo, 23 de Agosto de 2010 - Por ocasião da Semana Mundial do Aleitamento Materno, que em Moçambique é este ano celebrado de 23 a 28 de Agosto, a Organização Mundial da Saúde e o UNICEF juntam-se ao apelo do Ministério da Saúde para que os profissionais de saúde incentivem e apoiem as mães a amamentar os seus filhos.

O tema da Semana Mundial do Aleitamento Materno 2010 é: Aleitamento Materno: Apenas 10 passos. A Organização Mundial da Saúde e o UNICEF acreditam que os 10 passos para um aleitamento materno bem sucedido devem ser uma prática padrão em todas as maternidades.

Os profissionais de saúde desempenham um papel vital no apoio às mães a amamentar os seus recém-nascidos e a estabelecer práticas de uma boa amamentação.  Isto inclui explicar com clareza a todas as mães sobre a importância e a necessidade da amamentação exclusiva desde os primeiros minutos da  nascença do bebé até os  seis (6) meses de idade.

O apoio ao aleitamento materno em todas as maternidades deve ser complementado por cuidados de saúde primários, apoio institucional e comunitário para alcançar as mães para além de seus primeiros dias na maternidade, e informação para as mães que têm o parto em casa.

Em Moçambique, os dados mais recentes mostram que 63 por cento dos recém nascidos são amamentados na primeira hora de vida e 37 por cento das crianças dos zero aos seis meses são exclusivamente amamentados, de 30 por cento em 2003. Embora o aleitamento materno exclusivo durante os primeiros seis meses de vida esteja a aumentar, demasiadas crianças deixam de amamentar poucas semanas após o parto.

Os 10 passos, inicialmente publicados pela OMS e UNICEF em 1989, orientam todas as unidades sanitárias com serviços de saúde para mulheres grávidas, mães de recém-nascidos e recém nascidos a: 

1. Possuir uma política de aleitamento materno escrita que seja rotineiramente transmitida a toda equipe de cuidados de saúde.

2. Treinar toda a equipe de cuidados de saúde nas práticas necessárias para implementar essa política.

3. Informar à todas as gestantes sobre os benefícios e o manejo do aleitamento materno.

4. Ajudar às mães a iniciarem a amamentação nos primeiros 30 minutos após o parto.

5. Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação mesmo se vierem a ser separadas dos seus filhos.

6. Não oferecer a recém-nascidos qualquer bebida ou alimento que não seja o leite materno, a não ser por orientação médica.

7. Praticar o alojamento conjunto – permitir que mães e recém-nascidos permaneçam juntos 24 horas por dia.

8. Incentivar o aleitamento materno sob livre demanda, quer dizer, amamentar sempre que a mãe ou o bebé quiserem, sem restrição na duração ou frequência das mamadas.

9. Não oferecer bicos artificiais ou chuchas aos bebés amamentados ao peito.

10. Promover a formação de grupos de apoio à amamentação e encaminhar as mães a esses grupos após a alta do hospital ou clínica.

O Leite Materno é um alimento ideal para recém nascidos e lactentes. É seguro, oferece aos bebés os nutrientes de que precisam para um desenvolvimento saudável e contêm anticorpos que ajudam a proteger as crianças contra as doenças mais comuns da infância. Nos primeiros seis meses de vida, as crianças não precisam de mais nada mas apenas do leite materno. O consumo de qualquer outro alimento ou líquido antes dos meses de vida aumenta as possibilidades de contraírem alguma doença e de se tornarem desnutridas, o que por sua vez aumenta a probabilidade de perderem a vida ainda cedo.


*********

Semana Mundial do Aleitamento Materno

A Semana Mundial do Aleitamento Materno foi pela primeira vez celebrado em 1992 e é actualmente comemorado em 120 países. O objectivo deste Semana é destacar a importância do aleitamento materno e o papel que diferentes actores sociais podem ter na promoção, protecção e apoio ao aleitamento materno. 

Pacote de advocacia do Aleitamento Materno

A Aliança Mundial para a Acção em Aleitamento Materno (World Alliance for Breastfeeding Action – WABA) é uma rede global de indivíduos e organizações preocupadas com a protecção, promoção e apoio ao aleitamento materno a nível global. A WABA tem um pacote de advocacia e um website no seguinte endereço electrónico: http://www.worldbreastfeedingweek.org

Para mais informação, queira contactar:

Gloria  Moreira, WHO, 82 313-1480, moreirag@mz.afro.who.int

Thierry Delvigne-Jean, UNICEF, 21 481 100, tdelvignejean@unicef.org

 

 
Search:

 Email this article

unite for children