Media centre

Media home

Newsline

Press releases

Statements

Information for journalist

Calendar of events

Media contacts

Photo essays

RSS Feeds

 

Lançamento do relatório “A criança na imprensa, edição 2009”

Intervenção da Sra Theresa Kilbane
Representante Interina do UNICEF

Maputo, 21 de Julho de 2010

  • Exmo Senhor Director Nacional de Planificação e Cooperação do Ministério da Educação (MINED)
  • Estimado Senhor Presidente do MISA-Moçambique
  • Caros parceiros de cooperação
  • Minhas Senhoras e Meus Senhores

É um prazer participar nesta cerimónia de lançamento da segunda edição do relatório A Criança na Imprensa: Uma Análise da Cobertura Jornalística, referente ao ano transacto, na presença dos actores chave que fazem a cobertura de assuntos relacionados com a criança em Moçambique.

Constituindo cerca de metade da população do país e o grupo mais vulnerável, a Criança deve ser priorizada nas políticas sociais e tudo deveríamos fazer para que sobreviva e se desenvolva no máximo do seu potencial.

Gostaria de aproveitar esta ocasião para agradecer a presença do Director Nacional de Planificação e Cooperação do MINED, ao MINED por ter acolhido a cerimónia de lançamento do relatório, e muito em particular  Sua Excelência o Senhor Ministro da Educação, Dr. Zeferino Martins  pela sua contribuição no relatório com um painel sobre os desafios para o alcance dos Objectivos de Desenvolbimento do Milénio para o Sector da Educação. 

Gostaria, de igual modo, aproveitar esta ocasião para uma vez mais felicitar o MISA-Moçambique, nosso parceiro, pelo seu grande contributo na compilação deste relatório, fruto da análise à forma como os media impressos têm vindo a cobrir os assuntos relacionados com a criança abrindo espaço para uma reflexão e ulterior realização dos Direitos da Criança em Moçambique.

Apraz-nos constatar que embora tenha sido publicado  um número menor de artigos relacionados com a criança ao longo de 2009, comparando com o ano anterior , indica o relatório que houve uma melhoria no destaque dado aos artigos com referência a criança.

No entanto, observa-se haver ainda necessidade de esforços para desenvolver um jornalismo mais investigativo,

  • que trate os assuntos relacionados com a criança sob o ponto de vista da realização dos seus direitos fundamentais;
  • que dê cada vez mais voz à criança mas com respeito às normas éticas para a proteção da sua dignidade e privacidade;
  • que aborde e debata a legislação e as política públicas que dizem respeito à criança;
  • e que cada vez mais reporte sobre a situação das crianças nas zonas remotas do país, onde elas estão mais privadas dos seus direitos.  

Acreditamos que as constatações e recomendações do relatório irão contribuir significativamente para a melhoria do desempenho da imprensa, para o fortalecimento da rede de comunicadores amigos da criança, e para um melhor entendimento das potencialidades dos meios de comunicação na monitoria e análise de temas pertinentes para a criança – particularmente quanto ao respeito pelo interesse superior da criança, e em relação à sua protecção.

Excelência
Minhas Senhoras e Meus Senhores,

Só através de uma acção conjunta será possível fazer face aos desafios que se colocam ao desenvolvimento são e harmonioso da criança no país.

Por isso, para terminar, gostaria de apelar para que todos nós, em particular os media,  tenhamos um papel activo na disseminação e implementação das conclusões e recomendações deste relatório,– a nível central, regional e local - e que contribuamos para uma melhoria significativa na prestação de serviços que promovam o bem estar da criança e a plena realização do seu direito à sobrevivência, saúde, educação, protecção e participação!

Muito obrigada.

 

 
Search:

 Email this article

unite for children