Media centre

Media home

Newsline

Press releases

Statements

Information for journalist

Calendar of events

Media contacts

Photo essays

RSS Feeds

 

Governo de Moçambique e parceiros empenhados na luta contra o tétano neo-natal

Decorre de 22 a 26 de Outubro a terceira e última  das três rondas de vacinação contra o tétano neo-natal no país

Maputo, 18 de Outubro de 2007 – Terá lugar de 22 a 26 de Outubro, em 15 distritos de cinco províncias do país, a terceira e última ronda da da campanha contra o tétano neo-natal, cujo grupo alvo é mulheres em idade fértil, entre os 15 e 49 anos. Durante a primeira e segunda ronda, ocorridas em Dezembro de 2006 e Março de 2007, foram vacinadas 718.673 (cerca de noventa e quatro por cento do grupo alvo) e 795.000 (cerca de cento e dois por cento), respectivamente.

Esta campanha é uma componente importante do plano para a eliminação do tétano materno e neo-natal em Moçambique até 2012. Caso sejam alcançadas elevadas coberturas nesta campanha, terá sido dado um passo importante para a eliminação do tétano neo-natal no país, segundo o Programa Alargado de Vacinações do Ministério da Saúde.

Os distritos seleccionados foram os distritos de Balama e Mueda (em Cabo Delgado), Mogovolas, Nacala-Velha, Malema (Nampula), Alto Molócuè, Chinde, Lugela, Maganja da Costa, Milange, Morrumbala, Pebane (Zambézia), Changara (Tete), Manica e Mossurize (Manica).  A população total estimada destes distritos é de 3,062,678 de habitantes, sendo o grupo alvo para a vacinação antitetânica, nesta terceira ronda, de 780.114 raparigas e mulheres entre 15 e 49 anos.

A selecção destes distritos resultou da verificação nos últimos três anos de mais casos de tétano, baixas coberturas vacinais contra o tétano em crianças com menos de 1 ano de idade e em mulheres em idade fértil (15-49 anos), baixa cobertura de consultas pré-natais e baixa cobertura de partos na maternidade.

A terceira  fase desta campanha, será feita nas unidades sanitárias com postos fixos de vacinação e brigadas móveis, e será levada a cabo pelo Ministério da Saúde com o apoio da OMS e do UNICEF. Aproximadamente 560 equipas de vacinação, compreendendo cerca de 2.350 trabalhadores de saúde e 1.000 activistas e mobilizadores sociais irão assegurar que a Campanha atinja as zonas mais longínquas.

O Ministério da Saúde está a organizar acções de mobilização social ao nível dos distritos com casos notificados de tétano materno e neo-natal, com o objectivo de informar as comunidades, os decisores ao nível da família e o grupo alvo sobre a importância da vacina antitetânica para saúde da mulher e do bebé. Os líderes comunitários, religiosos e outras autoridades locais serão também envolvidos na mobilização das suas comunidades.

O tétano é uma doença provocada pela  bactéria clostridium tetani que se desenvolve nos tecidos mortos de feridas e cordão umbilical e pode ser encontrada no solo, nas fezes dos animais, nos currais, lixeiras, latas e outros objectos que tenham estado em contacto com o solo.

Os recém-nascidos podem ficar infectados através do corte do cordão umbilical com uma lâmina ou faca suja e contaminada pela bactéria do tétano, através da utilização de fezes de animais como penso para o cordão umbilical, mãos da parteira contaminadas ou contacto do cordão umbilical com terra ou poeiras contaminadas pela bactéria do tétano.

Os sinais e sintomas de tétano no recém nascido são: choro contínuo e incapacidade de mamar entre o 3o e o 28o  dias após o nascimento, contracção dos músculos faciais  (riso sardônico), corpo rígido (em forma de arco) e convulsões.

Em Moçambique, 52,7 por cento das mulheres grávidas dão a luz fora das unidades sanitárias e sem as necessárias condições de higiene. Por isso, tanto elas como os seus bebés, correm o risco de infecção pela bactéria clostridium tetani, causadora do tétano.

Uma vez que a imunização é o principal meio de prevenção do tétano, pretende-se aumentar o número de mulheres em idade fértil protegidas, reduzindo deste modo o número de casos de tétano neo-natal. A imunização é uma das intervenções mais eficazes na prevenção, controlo, eliminação e erradicação das doenças preveníveis por vacinas, incluindo o tétano.

Para mais informação, queira contactar:

Nuno Gaspar, Programa Alargado de Vacinação, Ministério da Saúde (cel 82 534 3323)) ngaspar@misau.gov.mz

Lúcia Linares, Programas, OMS Maputo: (cel 82 3119620) linaresl@mz.afro.who.int

Manuel Novela, Programas , OMS Maputo (cel828007610) novelam@mz.afro.who.int

Thierry Delvigne-Jean, Comunicação, UNICEF Maputo: (cel 82 312 1820) tdelvignejean@unicef.org

Gabriel Pereira, Comunicação, UNICEF Maputo: (cel 82 316 5390) gpereira@unicef.org

 

 
Search:

 Email this article

unite for children