Onde atuamos

Onde atuamos no Brasil

Grandes centros urbanos

Amazônia

Semiárido

Selo UNICEF Município Aprovado

 

Jovem de Mata Verde é referência para adolescentes do município

A rotina da jovem Miriã Santos Salomão, 19 anos, do município de Mata Verde, em Minas Gerais, inclui diversas atividades na área social. Às 8h, ela vai à sede da Secretaria Municipal de Educação para auxiliar a articuladora do Selo UNICEF Risélia com as atividades do Plano de Ação e do Grupo de Adolescentes Mobilizadores. No período da tarde, ela trabalha como monitora do Programa Projovem Adolescente na Secretaria de Assistência Social. À noite, Miriã se dedica ao terceiro período do curso a distância de Pedagogia. As atividades da jovem não param por aí, já que ela é correspondente da Rede de Jovens Comunicadores do Semiárido Mineiro e nos fins de semana participa do grupo de jovens da igreja Batista Getsêmani.

Mesmo com todas essas atribuições, Miriã se sente cada vez mais motivada a trabalhar pela melhoria da qualidade de vida da população de Mata Verde. A jovem, considerada referência pelos adolescentes do município, se define como uma pessoa persistente. “Quando batalhamos por um objetivo, temos que mostrar a que viemos, que somos diferentes e quais são nossas pretensões. A partir daí, acredito que passamos a ser vistos de outra maneira pelas pessoas e elas passam a apoiar o nosso trabalho”, ressalta.

O envolvimento de Miriã com a participação social começou no início da adolescência, quando ela passou a desenvolver projetos na igreja frequentada por sua família. A partir daí, a jovem se destacou pelo trabalho de mobilização e foi indicada pela instituição para participar do Grupo de Adolescentes Mobilizadores do Selo UNICEF de Mata Verde. “No início, fiquei meio receosa, porém, depois que tomei conhecimento dos objetivos do Grupo, me senti muito motivada em poder contribuir para o desenvolvimento do meu município. Desde então, tem sido uma experiência única participar das atividades, pois hoje sei quais são os meus direitos e onde buscar informações sobre políticas públicas”, afirma.

Para Miriã, promover a participação dos jovens nem sempre é uma atividade fácil. Muitas vezes, ela se diz deparar com pessoas resistentes, as quais acreditam que ela trabalha em prol de partidos ou políticos do município. Mesmo assim, a jovem dá o seu recado e transmite as informações sobre o Grupo e o Selo UNICEF, além de pedir a colaboração de todos para melhorar a qualidade de vida das crianças e dos adolescentes de Mata Verde.

Miriã afirma que o Grupo de Adolescentes Mobilizadores vem se desenvolvendo cada vez mais. Além da criação de um Plano de Ação para nortear as atividades, o grupo reformulou o programa de rádio para mobilizar a população de Mata Verde. “Os nossos próximos desafios serão criar projetos de proteção ao meio ambiente e fazer pinturas nos muros da cidade”, explica a jovem entusiasmada.

Ao ser questionada sobre a escolha do curso de pedagogia, Miriã relata que essa opção está diretamente relacionada à sua trajetória em Mata Verde. “Eu optei pela pedagogia, porque já desenvolvia projetos sociais com as crianças da igreja que eu frequento. Sempre fui encantada pela educação infantil”, explica. A jovem ainda argumenta que quando for profissional, ela pretende contribuir muito para melhorar a vida das crianças, ao se tornar uma boa referência para os alunos e influenciá-los de maneira positiva.

A partir de agosto, a jovem se prepara para encarar novos desafios. Ela conseguiu uma bolsa de estudos do curso de Sistemas de Informação no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia e pretende se mudar para Vitória da Conquista, cidade próxima a Mata Verde. “Tenho certeza de que, mesmo distante, poderei contribuir e dar ideias para o grupo e, consequentemente, melhorar a situação da infância e adolescência no município”, ressalta.

 

 
unite for children