Quem somos

UNICEF no Brasil

UNICEF no mundo

Trabalho no UNICEF

 

Histórico

UNICEF – A agência para as crianças

11 de dezembro de 1946 – O Fundo Internacional de Emergência das Nações Unidas para a Infância é criado. Ajuda Emergencial, Grécia.

 

Ajudando crianças a superar os traumas causados pela guerra. Bergen-Belsen, Alemanha.

 


 

1947 – 1965 – Maurice Pate, primeiro diretor executivo do UNICEF: “Não há crianças inimigas”. Suécia.

 


Ampliando a assistência da Europa para a Ásia. China.

 

 

A assistência começa com suprimentos. Grécia.

 

 

 

1947 – É criado o primeiro Comitê Nacional do UNICEF. O primeiro cartão do UNICEF.

 


1948 – UNICEF assiste 500 mil crianças palestinas refugiadas.

 

 

Década de 1950 – Campanhas de saúde são expandidas a todos os países em desenvolvimento. Médico examina menina, Indonésia.

 

1953 – UNICEF se torna uma agência permanente. Menina bebe leite fornecido pelo UNICEF, Guatemala.

 

 


1954 – O ator americano Danny Kaye é nomeado embaixador do UNICEF. Tailândia.


 


1959 – As Nações Unidas adotam a Declaração dos Direitos da Criança. Médico faz teste para tuberculose, Índia.

 

 


Apoiando luta global contra a malária. Agente sanitária faz dedetização para eliminar mosquitos, Equador.

 

 

1960 – 1979
As Décadas do Desenvolvimento

1962 – Presente para toda a criança – nutrição, saúde, família e educação. Então, Birmânia.

 

 


1965 – UNICEF investe metade de seu orçamento em educação na África. Nigéria.

 

 



1965 – 1979 – Henry Labouisse, diretor executivo do UNICEF: “O bem-estar das crianças de hoje é indissociável à paz do mundo de amanhã”. UNICEF recebe o Prêmio Nobel da Paz de 1965, Noruega.


1968 – UNICEF alimenta milhões de crianças durante a guerra de separação de Biafra da Nigéria. Hospital, Nigéria.

 

 


1971 – Oferecendo alimentação suplementar aos refugiados do Paquistão do Leste (atual Bangladesh). Índia.

 

 


1975 – São inventadas as bombas d’água Mark II, transformando a vida de comunidades. Índia.

 

 

1977 – Serviços básicos e educação não-formal chegam às áreas urbanas pobres. Comunidade popular, Peru.

 

 


1978 – Serviços oferecidos à infância também são considerados uma questão das mulheres. Bomba d’água comunitária, Bangladesh.

 

 

1978 – Líderes mundiais prometem “Saúde para Todos”, oferecendo atenção básica de saúde. República Árabe da Síria.

 

1979 – Ano Internacional da Criança.

 

 



1979 – UNICEF lidera as Nações Unidas nos esforços humanitários após o Genocídio de Kampuchea. Garoto mostra desenho que retrata o horror vivido durante o genocídio. Então, Kampuchea.


 

1980 – 1989
Sobrevivência e Desenvolvimento da Criança

1980 – UNICEF lança o programa Mulheres no Desenvolvimento. Cuidado com a criança e o trabalho na agricultura andam de mão dadas, Malaui.

 

 

1980 – 1995 – James Grant, diretor executivo do UNICEF: “Devemos dar prioridade às necessidades essenciais das crianças”. Lançamento da Operação Lifeline, Sudão.

 

 

1981 – Alcançando as crianças em situação de rua. Brasil.

 

 

1982 – É lançada a Revolução para a Sobrevivência Infantil.
 
– Acompanhar o crescimento da criança. Benin.

 

 

– Terapia de reidratação oral, a maneira mais efetiva de currar a desidratação causada pela diarréia. China.

 

– Leite materno, o melhor alimento nos primeiros meses de vida. Egito.

 

 



– Imunização. Campanha de Imunização contra a poliomielite. Sudão.

 


1984 – Combate à fome no nordeste da África e na região ao sul do Saara. Etiópia.


 

1985 – O primeiro “Dias de Tranqüilidade”. Cessar-fogo para vacinação, El Salvador.

 

 

 

1988 – Apoio às crianças vítimas das guerras e do HIV/aids. Ex-soldado infantil, República Democrática do Congo.

 

 

 

1989 – Juventude abraça “Educação para a Paz”. Líbano.

 

 

1989 – “Educação para Todos” significa que meninos e meninas têm o direito de aprender. Meena, uma animada heroína do sul da Ásia.

 



1990 – 1999
Prioridade para a Infância

1990 – A Convenção sobre os Direitos da Criança torna-se lei internacional. Crianças  reúnem-se pelas crianças, Equador.

 


1990 – A primeira Cúpula Mundial pela Criança, Sede das Nações Unidas, Nova Iorque.

 


1992 – Resposta à fome em um estado falido. Clínica apoiada pelo UNICEF, Somália.

 


1992 – Curando as feridas da guerra. Assistência psicossocial, Bósnia-Herzegóvina.


 

Resposta ao aumento de refugiados e pessoas desabrigadas em todo o mundo. Campo de refugiados, Tanzânia.

 


1994 – Reunindo 100 mil famílias após o genocídio. Centro de rastreamento, então, Zaire.

 


1994 – UNICEF e UNESCO criam a “escola em uma caixa”. Campo de refugiados, Tanzânia.


 

1995 – “20/20”: Um pacto entre nações industrializadas e em desenvolvimento para financiar serviços sociais.

 

 


1995 – 2005 – Carol Bellamy, diretora executiva do UNICEF: “Quando os direitos e a vida das crianças estão em risco, não deve haver testemunha silenciosa”. Escola, Somália.


Defendendo o direito à educação. Iêmen.

 

 

Protegendo as crianças da exploração do trabalho. Mineiro, Peru.

 



Reconhecendo o direito de brincar. China.

 

 

1998 – Apoio às crianças chefes de família. Ruanda.

 

 



Diminuindo o impacto de sanções sobre as crianças. Iraque.

 

 



2000 – 2006
Infância – No coração dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio


Trabalhando para erradicar a pobreza e a fome e reduzir a mortalidade infantil. Malaui.

 


Regatando crianças-soldado. Sudão.

 

 


2002 – Atuação para alcançar a educação primária universal. Campanha De volta para a escola, Afeganistão.

 

 


2002 – Sessão Especial das Nações Unidas sobre a Crianças. Pela primeira vez, crianças falam para a Assembléia Geral da ONU, Nova Iorque.

 

 

Promovendo a igualdade de gênero e a saúde materna. Mulher sendo confortada após a morte de seu bebê, Serra Leoa.

 

2005 – Presente – Ann M. Veneman, diretora executiva do UNICEF: Construindo programas baseados nos resultados e parcerias que “unem pelas crianças”. Visita a uma vítima de terremoto, Paquistão.

 

Enfrentando o HIV/aids, a malária e outras doenças. Órfãos do HIV, Lesoto.

 

 


Garantindo sustentabilidade ambiental. Crianças catam lixo, Nepal.

 

 


Realizando campanhas contra a violência étnica e sexual. Vítima de estupro, Sudão.

 

 

2005 – Tsunami gera ajuda humanitária recorde. Um ano após a catástrofe, Indonésia.

 

 

Promovendo uma parceria global para acelerar o progresso para as crianças de todo o mundo. Campo de refugiados, Libéria.

 

 
unite for children