Imprensa

Notícias

Notícias de 2013

Notícias de 2012

Notícias de 2011

Notícias de 2010

Notícias sobre o Haiti

Notícias de 2009

Notícias de 2008

Notícias de 2007

Concurso Adobe Youth Voices Aspire Awards UNICEF Challenge

Concurso infanto-juvenil de vídeos de um minuto

Materiais para radialistas

Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV

Discursos do Representante do UNICEF no Brasil

Artigos

Outros discursos

Expresso 227

Contatos

 

Encontro Internacional discutiu, em Fortaleza, a prevenção do HIV/aids e outras DST entre adolescentes e jovens

O evento foi uma iniciativa da Cooperação Horizontal Sul-Sul, do UNICEF, e reuniu representantes do governo, sociedade civil e autoridades do Brasil, Jamaica e Belize

Fortaleza, 30 de maio de 2104 – Nos dias 29 e 30 de maio, a Unidade de Cooperação Horizontal Sul-Sul do UNICEF no Brasil promoveu um intercâmbio para a promoção e disseminação de boas práticas e de iniciativas que estimulem a ampliação dos serviços públicos de prevenção e diagnóstico do HIV/aids, sífilis e hepatites virais, especificamente entre o público adolescente e jovem. Na ocasião, o UNICEF recebeu uma delegação de oficiais governamentais e de representantes de movimentos sociais do Brasil, Jamaica e Belize para tratar de temas relacionados à promoção da saúde de adolescentes.

A comitiva veio a Fortaleza não apenas para aprender sobre políticas e programas brasileiros, mas também para oferecer cooperação técnica, discutir os desafíos encontrados na área da prevenção do HIV/aids e compartilhar casos de sucesso, a exemplo Bashy Bus, um ônibus que circula por Kingston, capital da Jamaica, desde 2006, realizando testes rápidos para HIV/aids entre jovens.

A troca de experiências e de estratégias para superar desafios aconteceu durante o Seminário Internacional Brasil/Jamaica/Belize de Prevenção de HIV/Aids entre Adolescentes, realizado na manhã do dia 29, no salão de eventos do Hotel Oasis Atlântico, em Fortaleza. Participaram do evento 150 pessoas, entre os membros da comitiva, representantes do governo e membros da sociedade civil. Na abertura, meninas em cumprimento de medidas socioeducativas do Centro Educacional Aldaci Barbosa Mota homenagearam os visitantes com uma tocante versão da música “No Woman no Cry”, de Bob Marley.

No seminário, os 25 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança foram lembrados por Ívan Yerovi, representante do UNICEF no Belize. Na ocasião, a jovem Rushel Gray, do programa “Fique Vivo” da organização Eve for Life, da Jamaica, se emocionou ao relatar a experiência do trabalho social com seus pares. “Nós jovens sabemos como chegar a outros jovens. Pra mim é fácil falar com outras mães soropositivas, pois eu já passei por tudo isso”, afirmou.

Fique Sabendo Jovem
Além de o seminário, a agenda da missão internacional incluiu a visita a dois centros que acolhem adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas: o Centro Educacional Aldaci Barbosa Mota, que atende exclusivamente meninas, e o Centro Socioeducativo Passaré, no qual tiveram a oportunidade de acompanhar o trabalho do ônibus do Fique Sabendo Jovem, que realizou testes rápidos para o HIV/aids, sífilis e hepatites virais com os adolescentes atendidos pela unidade.

Na manhã do dia 30 de maio, a comitiva visitou o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) Carlos Ribeiro, no bairro da Jacarecanga. Atualmente, apenas nesse serviço são atendidos 387 pacientes soropositivos.

Para Novia Condell-Gibson, especialista do Programa de Saúde de Jovens e Adolescentes do UNICEF na Jamaica, conhecer a experiência brasileira foi muito importante e de grande aprendizado para toda a equipe do país. “Consideramos o Brasil uma espécie de irmão mais velho e experiente. Nossas expectativas foram superadas e estamos voltando com muitas informações para ajudar a garantir maior acesso à saúde reprodutiva dos nossos adolescentes”, afirma.

No final da tarde, a missão conheceu a experiência do Agente de Saúde Adolescente (ASA), implementada pelo Grupo de Apoio à Prevenção à Aids (GAPA-CE), com apoio do UNICEF, em Eusébio, município vizinho à capital cearense. Sherlene Tablada, oficial de desenvolvimento adolescente e de HIV/aids do UNICEF Belize, se mostrou bastante impressionada com o modelo brasileiro. “Assim como no Brasil, em Belize também há centros específicos para testagem do HIV. Mas ficamos muito impressionados com o planejamento das ações. Aqui pudemos observar que os jovens e adolescentes realmente fazem parte do processo”, afirmou.

Sobre o Projeto Fique Sabendo Jovem – O Fique Sabendo Jovem é um projeto piloto. Nasceu em 2013, em Fortaleza, Ceará, e visa aumentar a testagem rápida para HIV/aids, sífilis e hepatites virais entre jovens de 15 a 24 anos. O projeto pretende também estimular a adesão e a retenção ao tratamento dos casos identificados positivos para HIV/aids. É uma iniciativa do UNICEF em parceria com o Governo do Estado do Ceará, Prefeitura de Fortaleza, Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids Núcleo Ceará (RNP+CEARÁ), GAPA-CE, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Rede CUCA, Grupo ABC Vida, PROSA UFC e Hospital São José.

Para mais informações sobre o Projeto Fique Sabendo Jovem:
Marcel Bane Reis
Telefone: (85) 3306 5700; Celular: (85) 8626 0729
E-mail: mreis@unicef.org

 

 
unite for children